Curta o Paulista Atualizado no facebook e receba todas as nossas atualizações!

Compartilhar

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More

Audiência pública debate transporte escolar hoje na Câmara dos Vereadores

A Câmara dos Vereadores do Paulista realiza esta manhã audiência pública sobre a regulamentação do transporte escolar no município, às 8h, no plenário da câmara, no prédio da prefeitura.

Segundo o vereador Fábio Barros, a má qualidade e a falta de segurança no transporte escolar das crianças são responsáveis por inúmeros acidentes com consequências desastrosas tanto para as vítimas, quanto para as suas famílias. "Discutiremos a regulamentação dessa importante atividade. Participe", convidou.

Em defesa do meio ambiente alunos do Paulista realizam abraço coletivo em árvore tombada


Usando roupas e adereços com desenhos em formatos de plantas, árvores e flores, alunos da Escola Irmã Assunta coloriram as ruas da Avenida Rui Barbosa, em Maria Farinha, na tarde desta quinta-feira (30.03). A caminhada, que teve o intuito de alertar à população sobre a preservação do meio ambiente e o cuidado com as árvores, também sensibilizou os moradores sobre os prejuízos causados pelo desmatamento. Outro momento importante que preencheu a iniciativa foi à homenagem realizada pelos estudantes ao tombamento de uma árvore da espécie Angelim, realizada no dia 03 de setembro de 2015. Ao redor da árvore os alunos cantaram, dançaram e deram um abraço coletivo.
De acordo com a psicopedagoga da rede municipal, Elisângela Torres, as crianças já vinham aprendendo sobre o Pé de Angelim e estavam ansiosas para verem a árvore de perto. “Eles já vêem pesquisando sobre a espécie há algum tempo. Confeccionaram cartazes, faixas e estão bastante animados. Durante o percurso vamos mostrar também para os moradores o quanto é importante preservamos nosso meio ambiente. Queremos também que todos vejam a saúde e paz que essa árvore traz para a comunidade”, ressaltou.   
“Recebemos uma solicitação dos moradores para que fosse verificado se a árvore tinha risco de queda, alguma infestação por cupins, ou outros problemas relacionados á sanidade dela. Depois de todo o trabalho de limpeza e recuperação da planta encaminhamos um decreto ao prefeito Junior Matuto onde ficou estabelecido que ela estava imune ao corte”, explicou o diretor da Secretaria de Meio Ambiente do paulista, Murilo Chagas.  
O presidente da Câmara dos Vereadores do município, Fábio Barros, que na época era vereador e ajudou na luta contra o corte da árvore, revelou que as pessoas que moram no local sempre tiveram uma relação de afeto, referência e convivência com a planta. “Foi uma conquista muito grande para nós, pois essa foi à primeira árvore tombada na cidade do Paulista. Outras árvores também já receberam essa imunidade, mas por decreto estadual e não municipal. Portanto isso é um estímulo para que em outros locais as pessoas possam procurar o poder público e pedir para que haja essa proibição de derrubada”, finalizou.   

Foto: Almir Martins

Educação empossa conselheiros escolares em Paulista

A Secretaria de Educação do Paulista deu início ao processo de renovação dos mandatos dos conselheiros escolares do município. Os representantes dos cinco segmentos (pais, estudantes, comunidade, funcionários e professores) mais votados nas eleições estão tomando posse para o biênio (2017-2019). Juntos, eles assumem o compromisso de ajudar a construir uma educação cada vez melhor para todos, propondo mudanças, mediando conflitos e criando alternativas para eventuais crises nas escolas. A efetivação desses grupos representa um avanço na busca de uma gestão escolar cada vez mais democrática e participativa na cidade.

Ao todo, sete unidades de ensino estão passando por esse processo de renovação dos conselheiros. Uma delas é a Escola Municipal Salvador Dimech, localizada na Avenida Manepá, no bairro do Janga. Nesta quinta-feira (30.03), a quadra da unidade de ensino ficou lotada durante a solenidade de entrega dos certificados dos novos conselheiros. A comunidade escolar marcou presença para prestigiar o evento.

Foto: Jorge Macrino


A gestora da escola, Cintya Albânia, aproveitou a oportunidade para conversar com o público e destacar a importância dos conselheiros no trabalho dentro da escola. “A partir do momento que a gente traz o conselho pra nos ajudar a fazer a gestão democrática tudo muda. Afinal, é com o apoio da família que a escola funciona. Juntos, transformamos todo um contexto pedagógico, disciplinar, financeiro. Quando os pais se envolvem o poder da verdadeira democracia funciona”, frisou a educadora, que atua no Salvador Dimech há sete anos. 

A escolha dos novos representantes do conselho ocorreu também nesse mês. Cada integrante foi eleito pelo próprio segmento que representa. Isso acorre a cada dois anos. A reeleição só é permitida apenas uma vez. A exceção fica por conta do gestor e vice da escola, que possui assento permanente. O aluno da Escola Municipal Rosa Amélia, no Janga, Anderson da Silva Brás, 12 anos, ficou feliz de ser escolhido para representar o segmento estudante. “Lutei muito para fazer parte do conselho porque gosto de ajudar a escola. Vou fazer o melhor para promover a paz e a justiça”, definiu o adolescente.

A representante do segmento pais, a dona de casa Luciene Martins, que possui filhos matriculados no Rosa Amélia, destacou que o conselho abre as portas para a comunidade. “Hoje temos que acompanhar cada vez mais o dia a dia dos nossos filhos. Por isso, acho de fundamental importância participar. Fazendo parte desse grupo temos a possibilidade contribuir não só o desenvolvimento das nossas crianças, mas colaborar com a escola como um todo”, disse.

Atualmente, 45 unidades de ensino e seus anexos possuem conselho formado.  Os representantes se reúnem, pelo menos, uma vez por mês. “Quando os segmentos da escola compreendem que podem ser sujeito desse processo de fiscalização, participação e definição, eles se corresponsabilizam cada vez mais por tudo que acontece na unidade de ensino. Dessa forma, eles conseguem melhorar o ambiente escolar e fortalecer o papel social da educação nas comunidades”, comentou a coordenadora do Departamento de Gestão Escola, Maria José Wanderley, que tem acompanhado todas as etapas de atuação do conselho.

Seleção Simplificada da Prefeitura do Paulista recebe quase 2 mil pessoas no primeiro dia

O primeiro dia da inscrição para as 149 vagas abertas na Seleção Simplificada da Prefeitura do Paulista, nesta quinta-feira (30.03) foi bastante movimentado, no prédio do CRAS do Janga, local onde os candidatos estão levando a documentação necessária. De acordo com a coordenação da Seleção, tudo está ocorrendo dentro do esperado no que se refere às questões como estrutura, mobilidade, identificação de qual setor os candidatos devem se dirigir, de acordo com o cargo e nível de escolaridade equivalente. Somente no primeiro dia, foi algo em torno de 2000 pessoas que compareceram ao local. As inscrições serão realizadas até esta sexta-feira (31.03), a partir das 9h.

Para o atendimento, cerca de 30 pessoas estão recebendo a documentação e checando a experiência do candidato. Em cada sala, quatro funcionários da Secretaria de Políticas Sociais, fazem o primeiro contato com o público, além de dois funcionários efetivos, que estão lá para conferir e autenticar a documentação entregue para a seleção.

Entre os candidatos está Suelber Andrade da Silva, de 27 anos. Ele contou que tem experiência na área de supervisão e está tentando uma vaga. “Eu fiquei sabendo da seleção pro meio do rádio, como tenho experiência na área, juntei toda a documentação e agora é esperar para ver como vai se proceder”, disse.

Além dele, a digitadora Rubenita Santos também foi no primeiro dia, e disse que espera conquistar uma das vagas. “A minha expectativa é boa, até porque tenho quatro anos de experiência na área. A concorrência é grande por conta do desemprego, mas vamos ter fé”, disse confiante a jovem.

A professora Jéssica de Souza Pontes, de 28 anos, está concorrendo a uma vaga. Ela contou que já tem experiência na área na cidade de Itambé, e que atualmente está morando em Paulista. “Eu sou formada em Ciências Biológicas, e já trabalhei como educadora social por três anos e meio, e dois anos e meio como coordenadora de CREAS em Itambé”, relatou Jéssica.

De acordo com a coordenadora da Seleção Simplificada, Risomere Resende, que é assessora Técnica do Sistema Único de Assistência Social do Município do Paulista, muita gente está chegando ao local para se inscrever, mas sem experiência e sem nenhum conhecimento na área que estão pretendendo atuar, e nesses casos, a inscrição não segue adiante.

“Muitas pessoas estão chegando sem ter lido o edital, faltando documentação, sem experiência. Então, como os nossos cargos são para assistência social e somos regidos pelo Sistema Único da Assistência Social (SUAS), nossos cargos são específicos do SUAS e não tiver a experiência a gente não aceita a inscrição, porque nosso programa é de ação continuada. Então, por isso é que precisamos de pessoas já com experiência”, enfatizou Risomere.

Confira a documentação necessária para o ato da inscrição:

Currículo, 3 fotos 3x4, originais e cópias do CPF, RG, título de eleitor e comprovante de quitação eleitoral, certidão de casamento ou nascimento, certidão negativa de antecedentes criminais, reservista (para homens), comprovante de residência, histórico escolar, carteira profissional, comprovação da experiência para a área em que está se candidatando, declaração de que não tem vínculo empregatício, diploma registrado pelo MEC de acordo com a função e de acordo com o que pede no edital para cada função, carteira do Conselho Regional (registro profissional), ou comprovante de que está inscrito no conselho de sua profissão, e carteira de Habilitação dentro da validade, para os cargos de motorista. Para candidatos com deficiência visual, física ou auditiva, além dos demais documentos, é preciso levar o laudo assinado por um médico atestando a veracidade da informação.