Curta o Paulista Atualizado no facebook e receba todas as nossas atualizações!

Compartilhar

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More

Instituto Confúcio para ensino do mandarim (chinês) inaugura sede definitiva na UPE

A Universidade de Pernambuco (UPE) acaba de inaugar a sede definitiva do Instituto Confúcio Modelo, instituição voltada para a difusão da cultura e da língua chinesa no Nordeste brasileiro. A entidade fica localizada na rua Benfica, na zona norte do Recife.

O diretor chinês do instituto, Prof. Wang Hongliang, falou sobre a importância da entidade agora ter uma sede própria. “É com muita alegria que inauguramos este espaço e, a partir de hoje, vamos abrir um novo capítulo na história do Confúncio. Gostaria de agradecer a todo o apoio da universidade”, declarou.

Logo em seguida foi a vez do Prof. Heldio Villar, diretor brasileiro do instituto discursar. “Trata-se do maior momento, nos cerca de quatro anos que se passaram, desde a assinatura do convênio que criou o primeiro Instituto Confúcio do Nordeste, numa inspirada iniciativa do Governador Eduardo Campos e do Reitor Carlos Calado”, enfatizou.

O Instituto Confúncio Modelo em Pernambuco está entre os 40 Institutos Modelo do mundo. “Que esse título tenha sido concedido em tão pouco tempo é prova do excelente trabalho da nossa equipe e do apoio que tivemos do Hanban (a Sede do Instituto Confúcio), da nossa parceira CUFE (a Universidade Central de Finanças e Economia de Beijing) e da UPE”, disse.


De acordo com Villar, a construção de uma sede própria do instituto servirá para expandir as suas atividades. Dentre um dos projetos, está a transformação de uma escola pública em escola bilíngue (chinês e português), onde seriam oferecidas, além da língua, cadeiras ligadas à cultura chinesa, como artes marciais, dança, literatura e música.

Além da implantação dos cursos dedicados ao chinês turístico, na perspectiva do aumento da presença de turistas chineses no Nordeste em função de um novo voo direto entre Lisboa e Beijing. “Enfatizo que o Instituto Confúcio é muito mais do que uma escola de línguas. Aproveito, então, a oportunidade para agradecer a todos que, de alguma forma, colaboraram com esse magnífico empreendimento, ao Hanban, à CUFE, a UPE, ao IAUPE, a Embaixada da China e, em particular, ao Consulado Chinês no Recife, sempre presente em nossas manifestações culturais, ao novo diretor chinês, Prof. Wang Hongliang, as nossas professoras voluntárias e aos nossos estudantes. E, por fim à comunidade chinesa em Pernambuco, que nunca deixou de nos prestigiar", finalizou Heldio Villar.

O vice-presidente do Conselho da Universidade Central de Finanças e Economia da China (CUFE), Liang Yong ressaltou sobre o papel da UPE no estado de Pernambuco. “A universidade é pública, rica, com um ensino de qualidade e tem um papel importante para o desenvolvimento econômico e cultural do Estado. Estão todos de parabéns por este momento”, falou.

A Cônsul Geral da China no Recife, Li Feiyue, abordou sobre a cooperação e amizade mútuas entre Brasil e a China. “A nossa parceria irá promover o intercâmbio entre os dois países. Desejo sucesso aos professores e alunos”, disse.

O secretário de cultura de Pernambuco, Marcelino Granja falou em agradecimento. “O povo pernambucano recebe este presente belíssimo, fruto de muito esforço e comprometimento. Uma conquista que enaltece a nossa universidade e o nosso estado”, destacou.

E por fim o Reitor da UPE, Prof. Pedro Falcão parabenizou a todos e lembrou também o início desta história. “A criação do Instituto Confúncio na UPE foi uma demanda do então governador Eduardo Campos, visando ampliar as relações de Pernambuco e a China, tanto no campo educacional como no cultural. Mais ainda, planejando, atrair para o estado o Consulado da China, o que de fato ocorreu, e ampliar as relações comerciais entre Pernambuco e o país asiático”, destacou.

O reitor ainda falou sobre a contribuição do instituto em propagar a UPE pelo mundo. “A presença do Confúcio na universidade contribuiu fortemente para a internacionalização da mesma. Isto é muito gratificante para o nosso trabalho. Esperamos que em sua nova sede o instituto amplie as suas atividades, favorecendo o intercâmbio cultural e a cooperação entre o Brasil e a China, promovendo o multiculturalismo e a construção de um mundo mais harmonioso”, concluiu.

Ao final da solenidade houve uma apresentação cultural chinesa para os convidados.

0 comentários:

Postar um comentário

Comentários ofensivos não serão publicados.