Curta o Paulista Atualizado no facebook e receba todas as nossas atualizações!

Compartilhar

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More

Pernambuco terá capítulo em livro nacional sobre governança metropolitana

Em agosto será lançado um livro contendo as propostas de cada Estado Federativo para a governança metropolitana. O material está sendo organizado pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada – Ipea, que tem promovido debates a nível nacional sobre a temática, que está inserida no Estatuto da Metrópole. O mais recente, a oficina de trabalho intitulada “Interpretando o Estatuto da Metrópole”, ocorreu em Brasília, onde técnicos da Agência Estadual de Planejamento e Pesquisas de Pernambuco – Condepe/Fidem, representaram o Estado de Pernambuco.
No livro (o IV da série Governança Metropolitana) cada Estado terá um capítulo onde discorrerá sobre as propostas estaduais para a governança metropolitana à luz dos parâmetros normativos homologados no Estatuto da Metrópole, explica a diretora de Estudos Regionais e Urbanos da Agência Condepe/Fidem, Juliana Barreto, que participou do evento junto com a chefe da Unidade de Apoio à Gestão da Câmara Técnica Setorial Metropolitana de Desenvolvimento Social – Undes, Vera Lúcia Melo. “No caso de Pernambuco, o material foi concluído e entregue à entidade federal”, disse a gestora.
Oficina - A programação contou com a realização de uma palestra e cinco rodadas de debates sobre itens específicos da Lei nº 13.089, de 12 de janeiro de 2015 - o Estatuto da Metrópole. O evento foi aberto através da realização da palestra sobre “O Estatuto da Metrópole e outros instrumentos normativos que tratam da ‘questão metropolitana”, ministrada pelo técnico de planejamento e pesquisa do Ipea, Marco Aurélio Costa, e pela pesquisadora do Instituto, Barbara Oliveira Maguti, que seguem como mediadores durante todo o evento.
Durante o dia foram realizadas  rodadas de debates sobre : Disposições Preliminares e Instituição de Regiões Metropolitanas e de Aglomerações Urbanas; Governança Interfederativa de Regiões Metropolitanas e de Aglomerações Urbanas; Instrumentos de Desenvolvimento Urbano Integrado;  Atuação da União e Disposições Finais; e, Considerações sobre Revisão da Lei nº 13.089/2015.
LEI -  A legislação, Estatuto da Metrópole, alterou a Lei 10.257, de 10 de julho de 2001, Estatuto da Cidade, e estabeleceu diretrizes gerais para o planejamento, a gestão e a execução das funções públicas de interesse comum em regiões metropolitanas e em aglomerações urbanas instituídas pelos Estados.
Esse novo instituto jurídico traz novas possibilidades de promoção do desenvolvimento urbano integrado, principalmente com a demanda de elaboração do Plano de Desenvolvimento Urbano Integrado – PDUI, que deverá estabelecer para a Metrópole, um processo permanente de planejamento.
Texto- Ceça AtaidesFotos - banco de dados do Ipea

0 comentários:

Postar um comentário

Comentários ofensivos não serão publicados.