Curta o Paulista Atualizado no facebook e receba todas as nossas atualizações!

Compartilhar

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More

Falso advogado é preso suspeito de aplicar golpes na Zona Rural de Petrolina

Após investigação realizada pela Comissão Contra o Exercício Ilegal da Profissão (CEI)
​ da OAB-PE​, 
pela OAB Araripina e a OAB Petrolina, a Polícia Civil de Petrolina prendeu, na manhã desta sexta-feira (26), um homem suspeito de se passar por advogado e aplicar golpes em cerca de 100 pessoas na Zona Rural da cidade. Wellinton Ferreira e Silva foi preso em flagrante após diligência em seu escritório, no centro da cidade, onde foi encontrada uma carteira de identidade de advogado falsa, contratos que utilizava para aplicar os golpes e cartões de apresentação como profissional da advocacia.

A CEI recebeu denúncias sobre as atividades do falso advogado por meio da OAB Araripina na semana passada, quando o falsário realizou júri na Comarca de Trindade exercendo as funções privativas da advocacia. Após receber solicitação da presidente da OAB Araripina, Gabriela Reis, a Comissão
​ ​
 providenciou certidão de Wellinton à OAB-PE. Não sendo localizada nos registros da seccional pernambucana, a CEI solicitou o documento à OAB Paraíba, confirmando que se tratava de um falsário.

A Comissão Contra o Exercício Ilegal da Profissão
​da OAB-PE ​
 encaminhará à Polícia Civil as certidões das seccionais de Pernambuco e da Paraíba e outras provas contra o suspeito. "Faremos também, através da nossa Comissão, encaminhamento de ofício pra que nos seja informada a conclusão deste inquérito, a fim de podermos nos habilitar futuramente como assistentes da promotoria", ressaltou o presidente da CEI, Helder Pessoa.

O falso advogado já foi preso nas cidades de Araripina e Ouricuri pela prática de estelionatos. Ele está sendo autuado por uso de documentos falsos, responderá por estelionatos e será apresentado à Audiência de Custódia nesse sábado (27).

0 comentários:

Postar um comentário

Comentários ofensivos não serão publicados.