Curta o Paulista Atualizado no facebook e receba todas as nossas atualizações!

Compartilhar

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More

V GERES leva alerta de acidentes de motos à emergência do Hospital Dom Moura

Integrando a programação regional do Maio Amarelo, os residentes de Saúde Coletiva com ênfase em Gestão de Redes, da V GERES, em parceria com os residentes de Atenção Hospitalar com Ênfase em Gestão do Cuidado, do Hospital Regional Dom Moura,  realizaram na última sexta-feira (26) uma atividade de integração com pacientes e acompanhantes do Hospital Regional, debatendo a temática “Pare, pense e siga: ações de promoção em saúde para prevenção de acidentes de transporte  terrestre”.

NÚMEROS ALARMANTES

O HRDM se configura como Hospital Sentinela, ou seja, referência para as notificações no Sistema de Informação de Acidentes de Trânsito Terrestre (SINATT) da V Gerência Regional de Saúde, além de ser a referência em urgência, emergência e traumatologia para esses casos. 

Desde o início do ano foram registrados 1124 casos de acidentes terrestres, sendo 72% (815 casos) relacionados ao uso da motocicleta.  "Todos os dias, sem exceção, nós temos entrada em nossa emergência relacionada a acidentes de trânsito, e mais especificamente envolvendo motociclistas" - afirma Luiz Melo, diretor do hospital.

De forma a alertar os motociclistas, foram desenvolvidas atividades educativas em saúde com caráter tanto de promoção como de prevenção no setor da Emergência e na Clínica cirúrgica do HRDM, sendo estes os principais setores que recebem vítimas de acidentes relacionados ao trânsito.

O Hospital Regional Dom Moura vem realizando também ações contínuas de educação permanente, realizando atividades de prevenção e educação em saúde junto ao munícipes do Agreste Meridional de Pernambuco.

“Estamos encerrando a campanha Maio Amarelo, mas o alerta e a prevenção devem servir para que todos que fazem o trânsito, e principalmente os usuários de motocicletas, possam ter uma nova postura na condução dos veículos, evitando traumas, que podem ser sequelas e até a morte” - Alerta Dra. Catarina Tenório, gestora regional de Saúde.

0 comentários:

Postar um comentário

Comentários ofensivos não serão publicados.