Curta o Paulista Atualizado no facebook e receba todas as nossas atualizações!

Compartilhar

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More

Projeto trabalha no despertar do potencial empreendedor de adolescentes da Funase

“Um Olhar Inovador” oferece orientações e noções básicas de impressão 3D, web design e vídeos educativos para Internet, além de atendimentos oftalmológicos  


Adolescentes do Centro de Atendimento Socioeducativo (Case) Vitória de Santo Antão participam, juntamente com outros jovens do município, do projeto “Um Olhar Inovador– Empreendedorismo como Agente de Transformação Social”. A iniciativa propõe despertar nesses jovens em situação de vulnerabilidade o seu potencial de empreendedor, sensibilizá-los na importância dos cuidados com a saúde e ajudá-los na criação e desenvolvimento de negócios sociais.

Para isso, em sua primeira etapa, que aconteceu neste último mês, os alunos receberam orientações e noções básicas de empreendedorismo, impressão 3D, web design e vídeos educativos para internet. Módulos abordando temas como saúde, cidadania, meio ambiente, ética e liderança, além de empreendedorismo, marketing, desenvolvimento de ideias e modelo de negócios também foram oferecidos aos adolescentes.

As aulas aconteceram no Centro de Convivência do Bairro do Lídia Queiroz, em Vitória de Santo Antão, e foram ministradas por professores do Rotary Club, da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE) e do Sebrae. “Atividades como essa têm um efeito forte na questão da auto-estima e do empoderamento pessoal, abre novas portas e mostra outras possibilidades”, destaca o coordenador técnico do Case Vitória, Valdir Peixoto.

Seguindo para a sua segunda etapa, o projeto irá promover a saúde visual desses adolescentes, por meio de consultas de rotina e exames oftalmológicos realizados pela Fundação Altino Ventura, além de cirurgias. “Há uma carência muito grande, especialmente no Interior, de atendimentos na área de saúde e a visão tem um significado muito importante na vida da pessoa. Nesses 30 anos, a Fundação Altino Ventura tem tido a oportunidade de transformar vidas. Deparamos com muitos casos simples, que com apenas um auxílio ótico, conseguimos contribuir com a reinserção desse paciente na sociedade e aumentar a sua auto-estima”, destacou o gerente de convênios Fundação, José Vieira.

O projeto está imbuído de uma nova mentalidade de combate à exclusão social fortalecimento da política de redução de iniquidades e promoção de igualdade racial no estado de Pernambuco e uma gestão eficiente do processo de formação crítica e cidadã. “Este é um projeto de inclusão, visando a diminuir não só a vulnerabilidade daqueles que não podem competir no mercado de trabalho, pois já iniciam em desvantagem, mas diminuir essas diferenças”, disse o coordenador e presidente executivo do Polo de Inovação e Saúde, Recipolis, Jean Rocha.


O projeto é realizado em parceria com a Secretaria de Desenvolvimento Social Criança e Juventude (SDSCJ), a Fundação de Atendimento Socioeducativo (Funase), as Secretarias Municipais de Educação e de Saúde, a Associação Polo de Inovação em Saúde do Recife (Recipolis) e a Fundação Altino Ventura.

0 comentários:

Postar um comentário

Comentários ofensivos não serão publicados.