Curta o Paulista Atualizado no facebook e receba todas as nossas atualizações!

Compartilhar

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More

Compesa combate ligações clandestinas de esgoto em Petrolina

Para promover melhorias nos serviços de coleta e tratamento de esgoto em Petrolina, que já conta com cobertura de esgotamento sanitário em 80% da cidade, e contribuir para a revitalização do Rio São Francisco, a Companhia Pernambucana de Saneamento - Compesa realiza uma ação de combate às ligações clandestinas de esgoto. A Compesa está atuando em diversas áreas residenciais e comerciais de Petrolina para identificar pontos de lançamento irregular de esgoto nos canais e galerias de águas pluviais, providenciando as interligações ao sistema de esgotamento sanitário. As ações, que ainda incluem a implantação de redes condominiais, poços de visitas (por onde se faz inspeções na rede), substituição e recuperação de tubulações, estão concentradas nos bairros de São Gonçalo, Atrás da Banca, Centro e na Orla fluvial de Petrolina – que são cortados por vários canais.
A intervenção mais recente foi realizada na  Avenida Cardoso de Sá para construir uma rede coletora e interligar uma contribuição de esgoto clandestino, que estava sendo jogado diretamente em um dos canais de água pluviais - e desaguava no rio São Francisco. O serviço se limitou a um trecho em frente à Escola Estadual Dom Malan e deve ser concluído hoje (07), com a reposição do pavimento na via. Esta ação foi realizada em parceria com a Prefeitura de Petrolina, que fornecerá o asfalto para repor no local. Coube à companhia viabilizar toda estrutura e mão de obra para execução do serviço, assim como a reposição do pavimento em paralelepípedos.
“Vamos continuar a investigar se há outras irregularidades ao longo da Orla, que é um dos destinos turísticos da cidade. Esse trabalho é muito importante pois estamos retirando as ligações clandestinas e passando a coletar e tratar o esgoto que antes era despejado no rio, contaminando o meio ambiente”, informa o gerente de Unidade de Negócios da Compesa, João Raphael de Queiroz. Para identificar e interceptar o esgoto clandestino e direcioná-lo para ser coletado pela rede da Compesa, as equipes técnicas utilizam equipamentos de sondagem e geofonagem para localizar os pontos de despejo. No bairro Atrás da Banca, onde a companhia está com uma frente de trabalho, já foram retiradas dezenas de ligações clandestinas nas ruas do Industriário, 1º de Maio, do Trabalho, São Francisco, Fernando Reis e na Avenida Clementino Coelho.

0 comentários:

Postar um comentário

Comentários ofensivos não serão publicados.