Curta o Paulista Atualizado no facebook e receba todas as nossas atualizações!

Compartilhar

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More

Filmes-carta produzidos por adolescentes da Funase serão exibidos em mostra coletiva no Cinema São Luiz

Atividade é parte do projeto Cartas ao Mundão, que propôs uma vivência prática com cinema, através de exercícios, reflexões e debates



Depois de sete meses de atividade, o projeto de cinema e educação, Cartas ao Mundão, realizado com adolescentes de seis unidades da Fundação de Atendimento Socioeducativo (Funase), chega à sua culminância. Na próxima terça-feira (08​), os filmes-carta produzidos pelos jovens, além dos exercícios de produção de cinema e fotografia, serão exibidos na telona do Cinema São Luiz, em sessão fechada. O evento contará com a presença dos próprios adolescentes e seus familiares, além da Diretora-Presidente da Funase, Nadja Alencar, funcionários da instituição, da Secretaria Estadual de Educação e demais parceiros. 

O projeto foi dividido em quatro etapas e propôs uma vivência prática com cinema, através de exercícios, reflexões e debates que aproximassem os adolescentes de uma produção colaborativa. A primeira ocorreu em novembro passado, com a formação em Cinema, Cineclubismo e Direitos Humanos dos profissionais de educação que trabalham nas unidades participantes. Na segunda etapa, esses profissionais mediaram as sessões cineclubistas. 

Durante a terceira etapa do projeto, os adolescentes aprenderam sobre iluminação, a como manusear os equipamentos para captação de imagens e todos os aspectos relacionados à linguagem cinematográfica. Nas sessões cineclubistas, eles foram estimulados a discutir os temas apresentados e a estudar a parte técnica da produção. Nesta quarta etapa, que é a de exibição dos filmes-carta, os telespectadores vão se deparar com vídeos que retratam o cotidiano dos jovens em unidades da Funase. 

“A finalidade é de ir contra os estereótipos que são impostos aos internos. Esse espaço de fala que o projeto ajuda a reafirmar é de extrema importância, colocando em prática o exercício democrático, onde eles mesmos podem falar sobre si e mostrar uma nova realidade”, compartilhou o coordenador geral do projeto, Caio Sales. Uma segunda edição já está em fase de licitação e montagem, com previsão de início ainda no segundo semestre. 

Os filmes-carta e exercícios produzidos pelos estudantes nas oficinas serão inscritos em festivais que prezem por projetos experimentais, ou temáticos sobre Direitos Humanos. Na experiência vivenciada em 2014, o filme-carta produzido pelas adolescentes do Case Santa Luzia foi exibido na Mostra de Cinema de Direitos Humanos do Hemisfério Sul, no Festival de Cinema de Ouro Preto e no Festival de Curtas de Pernambuco, onde ganhou um prêmio especial do júri. O material pode ser conferido por meio deste link: vimeo.com/102526050. Para mais vídeos, acessar o canal no Youtube: goo.gl/tTrxr4 


Ao todo, o projeto atendeu 150 jovens oriundos dos Cases Santa Luzia, Jaboatão dos Guararapes, Vitória de Santo Antão, Abreu e Lima e Cabo de Santo Agostinho, além do Centro de Internação Provisória (Cenip) Recife. Essas atividades contam com o apoio da Funase e são realizadas pela Zentrum Produções, em parceria com o Inventar com a Diferença: Cinema, Educação e Direitos Humanos e Gerência Geral de Políticas Educacionais de Educação Inclusiva, Direitos Humanos e Cidadania, da Secretaria de Educação de Pernambuco e da Federação Pernambucana de Cineclubes (Fepec).  
 

0 comentários:

Postar um comentário

Comentários ofensivos não serão publicados.