Curta o Paulista Atualizado no facebook e receba todas as nossas atualizações!

Compartilhar

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More

Muito além das fibras: alimentos integrais apresentam maior quantidade de vitaminas e minerais

aiba mais sobre as propriedades nutricionais destes produtos e conheça alguns mitos e verdades em relação ao seu consumo
O interesse por alimentos integrais vem aumentando à medida que as pessoas procuram adotar hábitos de vida mais saudáveis. O que pouco se fala é que além de ricos em fibras, estes produtos também se destacam por serem fontes de outros nutrientes que estão diretamente relacionados aos cuidados e à manutenção da saúde.
Marcela Tardioli, consultora em nutrição da Associação Brasileira das Indústrias de Biscoitos, Massas Alimentícias e Pães & Bolos Industrializados (ABIMAPI), explica que por conservarem a totalidade do cereal – que não passou pelo processo de refinamento – esses alimentos apresentam maior quantidade de proteínas, vitaminas e minerais, que se concentram na casca e no gérmen do grão.
Por ser um tema bastante procurado nos dias de hoje, a nutricionista lista os principais mitos e verdades sobre o assunto. Confira:
Alimentos integrais possuem apenas maior quantidade de fibras e proteínas?
MITO! Além das fibras e proteínas, esses alimentos apresentam maior quantidade de vitaminas e minerais. Temos como exemplos as vitaminas dos complexos B e E, que ajudam nos processos de metabolismo do organismo, contribuem para o bom funcionamento do cérebro, melhoram a saúde da pele e do cabelo e atuam como antioxidante na diminuição de radicais livres, retardando o envelhecimento precoce das células. Além disso, encontramos neles alguns minerais, como o zinco, que colabora com o bom funcionamento de neurotransmissores que se comunicam com o corpo e também combate os radicais livres, e o manganês, que auxilia no crescimento e na metabolização de carboidratos, proteínas e gorduras.
As chamadas "gorduras boas" fazem parte da composição nutricional de alimentos integrais?
VERDADE! Estes produtos contêm boas quantidades das chamadas gorduras boas, como ômegas 3 e 6. Elas ajudam na manutenção dos níveis de colesterol no sangue, favorecendo a saúde do coração e podem auxiliar na diminuição de risco de desenvolvimento de doenças cardiovasculares.
Os integrais podem ajudar na prevenção de algumas doenças.
VERDADE! As fibras favorecem o controle dos níveis de gordura no sangue e contribuem positivamente para melhores níveis glicêmicos, principalmente após as refeições. Dessa forma, os alimentos integrais podem contribuir para redução do risco de doenças do coração e de diabetes, quando inseridos em uma dieta balanceada aliada a hábitos saudáveis de vida. Além disso, uma pesquisa recente mostrou que manter uma alimentação rica em cereais integrais pode aumentar a longevidade. O estudo realizado pelo periódico científico Circulation mostrou que o consumo de uma porção diária de 16g de grãos integrais reduz em 7% o risco de morte em geral, em 9% a probabilidade de morte por doença cardíaca e em 5% por câncer.
Alimentos integrais emagrecem.
MITO! A quantidade de calorias destes produtos não necessariamente é menor, quando comparados aos refinados.
Os integrais podem auxiliar no controle (manutenção) do peso corporal por promoverem maior saciedade e retardarem a sensação de fome. Mas isoladamente não são suficientes para provocar emagrecimento.
Integrais são recomendados para pessoas que têm pressão alta.