Curta o Paulista Atualizado no facebook e receba todas as nossas atualizações!

Compartilhar

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More

Reunião de monitoramento avalia política de proteção a crianças e adolescentes ameaçados de morte no Estado

Avaliar a execução da política de proteção a crianças e adolescentes ameaçados de morte no Estado. Com este objetivo, uma equipe do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) e do Centro Popular de Formação da Juventude esteve reunida, por dois dias consecutivos, com a coordenação, equipe técnica e entidade executora do Programa de Proteção a Crianças e Adolescentes Ameaçados de Morte de Pernambuco (PPCAAM/PE), programa da Secretaria de Justiça e Direitos Humanos, gerido através da Executiva de Direitos Humanos. 
“Esse momento de conversa é algo mais pessoal, para estreitar os laços e também discutir junto com a equipe esses dados”, esclarece Juliana Carrinho, consultora PNUD e coordenadora-geral de proteção à Criança e o Adolescente Ameaçado de Morte (CGPCAAM).
Dos treze estados com PPCAAM em funcionamento, Pernambuco foi o primeiro a receber a reunião de monitoramento em 2017. Durante o encontro, os representantes da PNUD e do Centro Popular de Formação da Juventude avaliaram e discutiram com a equipe do programa pernambucano os dados e indicadores apresentados.
Ao final, Juliana Carrinho destacou uma das boas práticas do programa. “De imediato a gente percebeu a Família Solidária, que é algo que há em Pernambuco e que contribui muito para efetivação dos direitos das crianças e dos adolescentes”, elogiou. Com o projeto, famílias acolhem temporariamente crianças e adolescentes que estavam em situação de ameaça.

0 comentários:

Postar um comentário

Comentários ofensivos não serão publicados.