Curta o Paulista Atualizado no facebook e receba todas as nossas atualizações!

Compartilhar

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More

Silvio: Armando reproduz sentimento o povo pernambucano em relação à violência

A marca do Governo Paulo Câmara é a terceirização das responsabilidades e a fuga do debate quando o tema é o fracasso da política estadual de segurança pública. “O deputado Isaltino Nascimento, líder do governo Paulo Câmara na Assembleia Legislativa de Pernambuco, deu apenas mais uma prova de que a estratégia é terceirizar a culpa pelos fracassos do governo Paulo Câmara, quando tentou rebater as críticas do senador Armando Monteiro utilizando-se de subterfúgios”, afirmou o deputado Silvio Costa Filho (PRB), líder da Bancada de Oposição na Assembleia Legislativa de Pernambuco.

Segundo dados da própria Secretaria de Defesa Social de Pernambuco, entre janeiro e julho deste ano foram cometidos 3.322 assassinatos no Estado, um crescimento de aproximadamente 40% em relação ao mesmo período do ano passado, e um total de 73.394 casos de roubos, número superior aos registrados de 2011 a 2014. “Desde o início 2014 o senador Armando Monteiro tem tornado pública sua preocupação com o crescimento da violência em Pernambuco, quadro que infelizmente se agravou após a posse do governador Paulo Câmara”, afirmou o deputado.

Para Silvio Costa Filho, o governo Paulo Câmara e seus representantes no poder Legislativo deveriam estar focados em dar as respostas que a sociedade pernambucana têm cobrado e não estar preocupados em terceirizar as responsabilidades por seus fracassos. “O próprio vice-líder do governo na Assembleia, o deputado Rodrigo Novaes (PSD), subiu à tribuna esta semana para externar sua preocupação com o crescimento da violência no Interior do Estado, sobretudo em relação aos ataques a agências bancárias e caixas eletrônicos, corroborando a necessidade de uma ação mais contundente do Estado nesta questão, como vem cobrando a Oposição desde o início da gestão Paulo Câmara”, destacou.

Segundo o deputado, o governo Paulo Câmara deveria ter humildade para resgatar os princípios do Pacto pela Vida, como a transparência, a valorização dos agentes de segurança e o diálogo com toda a sociedade, incluindo os poderes Legislativo e Judiciário, as entidades da sociedade civil organizada e a academia. “A realidade é que falta de liderança e de comando do governador Paulo Câmara sobre o Pacto pela Vida e o descompromisso com a agenda da segurança pública por parte do gestor tem contribuído diretamente para esse aumento da violência no Estado, o que vem tirando a tranquilidade dos pernambucanos”, reforçou.

0 comentários:

Postar um comentário

Comentários ofensivos não serão publicados.