Curta o Paulista Atualizado no facebook e receba todas as nossas atualizações!

Compartilhar

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More

Alunos do curso de Robótica do Case Abreu e Lima recebem certificação expedida pelo CIEE


Na última sexta-feira (22), os alunos da turma do curso de Robótica do Case Abreu e Lima receberam seus certificados de conclusão, graças à parceria firmada com o Centro de Integração Empresa-Escola (CIEE). Os 21 adolescentes foram os primeiros a serem contemplados com este documento que comprova a habilidade adquirida, ajudando na busca por um emprego. O curso de Robótica, ministrado pelo Engenheiro Técnico de Manutenção, Higino Filho, é oferecido aos socioeducandos desde 2013 e também contempla os Cases Jaboatão dos Guararapes, Cabo de Santo Agostinho e Vitória de Santo Antão.

A atividade é realizada em oito módulos, além do de empreendedorismo, ministrado pelo CIEE. As aulas são voltadas à automação residencial e de empresa, por meio das quais os adolescentes desenvolvem conhecimentos ligados à matemática, física e química, além de estimular o raciocínio lógico, o trabalho em grupo e o desenvolvimento para a solução de problemas.

Com o conhecimento adquirido no curso, os alunos podem trabalhar como cabistas, instaladores de câmera, de cerca elétrica e de alarme, além de realizarem consertos de eletroeletrônicos. “Ensinamos a parte de cadeação, instalação de câmeras, de cerca elétrica, manutenção de placa eletrônica, reparo de equipamento eletrônico como computador e televisão. O curso de Robótica é completo na parte eletrônica. Ele sai técnico em eletrônica”, revelou Higino.
 
Durante as aulas, os adolescentes elaboram a planta esquema no papel, para depois irem ao Laboratório Eletrônico onde desenvolvem os projetos na prática. “No Laboratório Eletrônico eles manipulam painéis de comando elétrico, onde estão acoplados sensores, câmeras e computadores; aprendem a codificar, bloquear e desbloquear, simulando o gerenciamento de uma casa”, detalhou o professor.

Nessa turma do Case Abreu e Lima, dois alunos foram destacados para auxiliarem o professor, um deles é D.P.S.B., de 19 anos. Habilidoso e interessado, ele é um dos que explica a teoria aos alunos e ajuda também na execução das tarefas. “Sempre fui interessado em fazer todos os cursos. Vou conseguir ganhar dinheiro fazendo o que eu aprendi aqui, além disso, é um prazer ajudar o professor passando o que aprendi para os outros”, destacou.

Para o coordenador geral do Case Abreu e Lima, Abinoan Barboza, essa não é só uma atividade ocupacional, é também um despertar para outros cursos nessa área, tornando-se cada vez mais capacitado e qualificado para o mercado. “Com a habilidade adquirida na Robótica, os adolescentes têm uma forma mais rápida e fácil de ganhar dinheiro, mesmo estando na informalidade, enquanto não conseguem emprego. Eles podem consertar computadores, e eletroeletrônicos, as oportunidades são muitas”, compartilhou.

0 comentários:

Postar um comentário

Comentários ofensivos não serão publicados.