Curta o Paulista Atualizado no facebook e receba todas as nossas atualizações!

Compartilhar

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More

Linfoma: câncer que ataca defesa do organismo

O linfoma é um tipo de câncer que afeta o sistema linfático, parte do corpo responsável pela defesa do organismo contra doenças e infecções. Também podem surgir nos tecidos linfáticos como os linfonodos, o fígado, o baço e a medula óssea. No linfoma, essas células passam a se proliferar de forma descontrolada. Nesta sexta (15) é celebrado o Dia Mundial de Conscientização sobre Linfoma.
No Brasil, a doença ficou mais conhecida quando o ator Edson Celulari foi diagnosticado com o câncer linfoma não-Hodgkin, que acometeu mais de 10 mil pessoas no Brasil no ano passado – o número de casos duplicou nos últimos 25 anos –, de acordo com o Instituto Nacional de Câncer (Inca). Segundo o órgão, o número de casos da doença tem aumentado por razões desconhecidas. Além do linfoma não-Hodgkin, há também o linfoma Hodgkin.
“O linfoma de Hodgkin tem dois picos etários de incidência: em torno dos 20 anos de idade e a partir dos 55. O linfoma não-Hodgkin tem sua incidência aumentada com o avançar da idade. O quadro clínico dos linfomas é caracterizado principalmente por adenomegalias (gânglios aumentados) indolores e por sintomas inespecíficos como emagrecimento, febre, sudorese noturna, fraqueza, prurido, entre outros”, explicou a hematologista da Oncoclínica Recife, Lígia Paulino.
Com 90% de chance de cura, o linfoma Hodgkin é mais raro. Já o linfoma não-Hodgkin é mais complexo, com mais de 50 subtipos com manifestações clínicas, tanto agressivas quanto brandas. O tratamento pode incluir sessões de quimioterapia, radioterapia e imunoterapia ou transplante de medula.
“O diagnóstico se faz através da biópsia do gânglio aumentado. Os linfomas são neoplasias com altas taxas de cura, o que mostra a importância de um diagnóstico correto e precoce a fim de se estabelecer o tratamento adequado”, acrescentou Lígia Paulino.

0 comentários:

Postar um comentário

Comentários ofensivos não serão publicados.