Curta o Paulista Atualizado no facebook e receba todas as nossas atualizações!

Compartilhar

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More

Em Paulista, operação volta a recolher carcaças de carros das vias públicas


A Prefeitura do Paulista realizou na manhã desta quarta-feira (04.10) mais uma operação para recolher carcaças de veículos abandonadas nas vias públicas do município. A ação, que foi comandada pela Secretaria de Mobilidade e Administração das Regionais, durou cerca de três horas e foi executada no bairro de Maranguape II.

Na ocasião, dois veículos foram recolhidos de uma calçada localizada na Avenida A, conhecida por ser uma das mais importantes do bairro. Para isso, os funcionários da prefeitura contaram com o auxílio de um caminhão reboque, que fez o transporte dos carros abandonados até um local apropriado.

Um dos coordenadores da operação, Nelson Alves, explicou o fundamento desse serviço. “Estamos aqui hoje para viabilizar a mobilidade no local. Essa calçada está sendo ocupada por carros, e a comunidade de um modo geral termina sendo abrigada a utilizar a pista para caminhar. Nosso objetivo é acima de tudo melhorar a situação dos pedestres”, assegurou.

Durante o momento em que os veículos estavam sendo recolhidos, alguns estudantes tiveram de se arriscar na pista para voltar pra casa. Lídia Moura, de 17 anos, passava pelo local e contou que esse tipo de operação contribui na prevenção de acidentes. “Esses carros ocupavam as calçadas e as ruas. Tenho que passar por aqui pra me dirigir a escola e nesse trecho não restava outra opção além de usar a pista. Agora com a calçada livre, com certeza os riscos de acidente diminuem bastante”, afirmou.

O diretor de trânsito do Paulista, Renato Cândido, esclareceu que essas remoções são feitas conforme amparo legal. “Todas as remoções realizadas estão de acordo com as normas previstas no Código de Trânsito Brasileiro, em relação aos veículos abandonados em áreas de passeio”, declarou.

0 comentários:

Postar um comentário

Comentários ofensivos não serão publicados.