Curta o Paulista Atualizado no facebook e receba todas as nossas atualizações!

Compartilhar

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More

Paulista entra no hall das cidades inteligentes com o uso da tecnologia do geoprocessamento

A tecnologia do geoprocessamento será adotada pela Prefeitura do Paulista no planejamento da cidade para o futuro. O município passou a contar com essa moderna ferramenta de gestão nesta quinta-feira (05.10) quando foi assinada a Ordem de Serviço que oficializou o início de um convênio de 18 meses com uma empresa especializada. A iniciativa, que foi viabilizada graças aos recursos do Programa de Modernização da Administração Tributária e da Gestão dos Setores Sociais Básicos (PMAT), coloca Paulista no cenário mundial como uma das cidades inteligentes.

O geoprocessamento será feito por meio de sobrevoos onde um moderno sistema de mapeamento vai traçar um raio “x” completo da cidade. Com essas imagens, que são em 3D, será possível fazer definições em diversos campos, como: ocupação do solo; realização de obras estruturadoras; identificação das áreas de maio incidência de doenças, como a dengue; além dos setores da cidade com maior número de ocorrências de violências, etc.

“Essa tecnologia vai trazer muitos benefícios para o município. Um exemplo disso é que a prefeitura não terá mais necessidade de fazer o levantamento de campo antes de uma pavimentação. O bom é que a própria imagem vai dizer qual a melhor alternativa para aquele local, o quanto precisa ser investido e os impactos que a obra pode trazer para o entorno”, explicou Luiz Fernando Lozi, diretor da empresa contratada pela prefeitura, a Geopix.  

O trabalho de mapeamento da cidade já começa na próxima semana. A iniciativa vai possibilitar que a prefeitura atualize e detalhe o banco de dados do município para potencializar a atuação da gestão em setores estratégicos. “Todos sabem que a informação é a base de tudo. Por isso, com o uso dessa tecnologia, nós, gestores do município, poderemos tomar decisões com muito mais precisão para poder planejar a cidade em diversas áreas. E o mais importante é que esse banco de dados será sempre nosso, colocando Paulista num patamar diferenciado em relação as grandes cidade no mundo”, disse o secretário de Desenvolvimento Urbano e Habitação do Paulista, Robertinho Couto.

O evento desta quinta-feira também contou com a presença de vereadores, empresários, secretários municipais e servidores da prefeitura.

0 comentários:

Postar um comentário

Comentários ofensivos não serão publicados.