Curta o Paulista Atualizado no facebook e receba todas as nossas atualizações!

Compartilhar

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More

Escola de Olinda usa yoga e meditação para melhorar desempenho de alunos

As técnicas de respiração e concentração têm melhorado o desempenho das crianças, de 7 a 14 anos, da Escola Municipal Santa Tereza, seja dentro e fora da unidade de ensino. Uma vez por semana, os alunos têm aulas de Yoga e meditação. Ministradas por Aura Gabriela Maximiliano, que nas “horas vagas” usa seu tempo para orientar crianças e adolescentes das comunidades V8, V9, Ponte Preta e Ilha do Maruim, no bairro do Varadouro, em Olinda.
Com o apoio da professora de educação física Érica Farias, a terapeuta ajuda as crianças a exercitarem a respiração, concentração e relaxamento – o que auxilia no desenvolvimento da saúde mental da criançada. Os exercícios são combinados com aulas de educação física.
"Simples movimentos e exercícios de respiração podem ser facilmente inseridos em sala de aula, diversificando a rotina. Podem ser feitos com regularidade e com base na necessidade de cada um", diz a terapeuta.  Depois dos exercícios de respiração, as crianças levantam as mãos, como se fossem tocar no céu, antes de fechar os olhos e imaginarem lugares repletos de diversão. Tudo conduzido por um som relaxante que ecoa com a ajuda de uma tigela tibetana.
“Basicamente procuramos alcançar três objetivos com as crianças: aumentar a flexibilidade e coordenação motora; incentivar a concentração e reduzir o nível de estresse e melhorar a convivência com o meio ambiente”, explica a professora de Yoga, Aura Gabriela Maximiliano. 

​  ​
          A forma inovadora de introduzir a prática dessas atividades no universo infantil,  inserindo-a nas propostas extra-curriculares da instituição de ensino tem dado tão certo, que a escola já pensa em incluir, em 2018, as aulas de yoga dentro do Programa Novo Mais Educação. “O método é capaz de quebrar a rotina das escolas”, afirma  a diretora da unidade, Guiomar Barbosa.

0 comentários:

Postar um comentário

Comentários ofensivos não serão publicados.