Curta o Paulista Atualizado no facebook e receba todas as nossas atualizações!

Compartilhar

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More

Saúde do Paulista faz ação de prevenção ao câncer de próstata



Em alusão ao Novembro Azul – mês de combate ao câncer de próstata, a Unidade de Saúde da Família (USF) de Arthur Lundgreen I realizou, na manhã desta sexta-feira (17.11), uma ação especial para os homens da localidade. O público masculino recebeu orientação sobre cuidados, prevenção e tratamento do câncer de próstata e pênis. Cerca de 40 homens participaram da programação que também realizou testes rápidos de sífilis, Hepatite A e B e HIV.

Com o objetivo de acabar com o preconceito e orientar os homens sobre a importância de ir ao médico e fazer exames regularmente, profissionais de saúde e estudantes de enfermagem da Faculdade São Miguel orientaram os participantes sobre como é importante uma boa higiene para a prevenção das doenças. Eles também receberam informações sobre os cuidados que precisam ter ao colocarem o celular próximo ao órgão sexual, bem como evitar pancadas, pois podem ocasionar o crescimento desordenado das células da próstata, podendo causar um câncer.

O analista metalúrgico, Severino Ferreira Borges, de 67 anos, fez questão de participar da ação e falou sobre o quanto é importante um evento como este para esclarecer as dúvidas e acabar com os mitos. “A gente tem que prevenir a doença ruim se cuidando. É muito importante deixar o preconceito de lado e cuidar da saúde. Conheço muitos homens que morreram por terem medo de fazer exame de próstata, por puro preconceito e falta de informação morreram antes do tempo”, contou.  

“A ação tem o objetivo de conscientizar os homens a se cuidarem, porque todos sabem que eles têm uma maior dificuldade de vir até as unidades de saúde. Por essa razão os índices de câncer de próstata e pênis têm aumentado cada dia mais. Muitos não sabem, mas o exame de próstata pode ser feito através do exame de sangue, e quando o tratamento tem início o mais rápido possível, o paciente pode viver por muito mais tempo”, ressaltou a enfermeira Ana Paula Barbosa.

0 comentários:

Postar um comentário

Comentários ofensivos não serão publicados.