Curta o Paulista Atualizado no facebook e receba todas as nossas atualizações!

Compartilhar

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More

Senador Fernando Bezerra vai atuar junto ao governo para proteção da cebola nacional



Brasília, 8/11/17 – Dirigentes da Associação Nacional dos Produtores de Cebola (Anace) pediram a intermediação do senador Fernando Bezerra Coelho (PMDB-PE), junto ao governo federal, em busca de ações que evitem a perda de mercado para o produto importado da Europa; especialmente, da Holanda. Durante a audiência – nesta manhã (8), no gabinete do Senado – Fernando Bezerra comprometeu-se a conversar com os ministros da Agricultura, Blairo Maggi, e da Indústria, Comércio Exterior e Serviços (Mdic), Marcos Pereira, para a identificação de possíveis medidas de proteção à cebola nacional.

“A competição desigual é notória porque o preço do produto importado, já com todos os encargos e tributos, é menor que o custo de produção da cebola brasileira”, explicou o presidente da associação, Rafael Corsino. Segundo a Anace, que representa 350 mil trabalhadores deste segmento (85% deles integrantes da agricultura familiar), o custo de produção da cebola nacional é de R$ 16,75 por caixa de 20 quilos. Já a importação do produto holandês está em torno de R$ 14,83 (também por caixa de 20 quilos).

Uma alternativa apontada pela Anace é incluir o produto (“cebolas frescas ou refrigeradas, exceto para semeadura”) na Lista de Exceções à Taxa Externa Comum (Letec), com tarifa de 35%. Atualmente, incide sobre a cebola importada a Taxa Externa Comum (TEC), no percentual de 10%. Tal proposta já foi apresentada à Câmara de Comércio Exterior (Camex) da Presidência da República, cuja secretaria-executiva integra a estrutura do Mdic.

“Vou conversar com todos os interlocutores possíveis do governo para tentarmos encontrar soluções que protejam os milhares de agricultores familiares que sobrevivem do cultivo da cebola e geram emprego e renda no campo”, afirmou o senador Fernando Bezerra Coelho. Ainda nesta quarta-feira, o vice-líder do governo no Senado encaminhará ofícios aos ministros das sete Pastas que integram a Camex (Mdic, Agricultura, Fazenda, Planejamento, Transportes e Relações Exteriores, além da Casa Civil).

De acordo com a Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), a produção de cebola no país alcançou 1,6 milhão de tonelada, ano passado. Cerca de 15% deste volume é produzido no Nordeste, a segunda região maior produtora de cebola do país, atrás apenas do Sul.

0 comentários:

Postar um comentário

Comentários ofensivos não serão publicados.