Curta o Paulista Atualizado no facebook e receba todas as nossas atualizações!

Compartilhar

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More

Moradoras do Fragoso participaram da ação sobre o Enfrentamento à Violência contra Mulher


 Na manhã desta quarta-feira (13.12), a Unidade Móvel do Enfrentamento à Violência contra as Mulheres esteve na comunidade do Fragoso, em Paulista. O público feminino do bairro que compareceu à Igreja Católica teve a oportunidade de assistir a uma palestra com o tema “Violência da Mulher não dá Frutos” e receber diversas orientações. A ação faz parte da parceria entre a Secretaria Executiva de Políticas para as Mulheres do município e a Secretaria Estadual da Mulher.

As participantes do bairro também puderam cuidar da saúde, com aferição de pressão arterial, teste de glicose e orientação com o cuidado da saúde e bem estar. Houve ainda uma roda de conversa sobre a Lei Maria da Penha e programas de enfrentamento à violência.

Participando da ação, a assistente social da Secretaria da Mulher do Paulista, Adriana Mesquita, relatou a importância da ação, onde as mulheres puderam tirar suas dúvidas sobre a violência. “Em Paulista temos a própria secretaria da mulher, o Centro de Referência da Mulher e também a Delegacia especializada. E estamos aqui para divulgar um pouco sobre essa rede protetiva que elas podem recorrer caso seja necessário”, disse.

A coordenadora do grupo Garrafa PET e moradora da comunidade de Fragoso há 10 anos, Denise Araújo, aproveitou o momento para participar do evento. “Essa ação é importante para nós mulheres, porque é onde temos mais informações sobre á saúde da mulher, doenças sexualmente transmissíveis e também orientações sobre a violência relacionada à mulher”, frisou.

A assessora do Núcleo de Atendimento e Proteção as Mulheres Vitimas de Violência Doméstica, da Secretaria da Mulher de Pernambuco, Lívia Arruda, explicou de uma forma geral a importância da campanha sobre o tema “Violência da Mulher não dá Frutos”. “Temos vários programas dentro da secretaria de prevenção e pós-prevenção, que são divididos em campanhas que são realizadas em várias etapas. Temos também propostas de monitoramento eletrônico para as mulheres que sofrem agressões de seus companheiros oferecendo assim medidas protetivas, acompanhamentos psicológicos, médicos e educadoras sociais. O objetivo é retirar essas mulheres da zona de risco, protege-las, empoderá-las pra que elas voltem a viver uma vida sem violência. E estabelecer os vínculos familiares, oferecendo assim um apoio a elas. Paulista tem uma rede muito boa, uma Secretaria da Mulher que tem sido referência no município e a delegacia especializada”, concluiu.



Fotos: Beatriz Lorrany/ Prefeitura do Paulista


Moradoras do Fragoso participaram da ação sobre o Enfrentamento à Violência contra Mulher

 

0 comentários:

Postar um comentário

Comentários ofensivos não serão publicados.