Curta o Paulista Atualizado no facebook e receba todas as nossas atualizações!

Compartilhar

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More

Paulo Câmara concretiza regulação fundiária em duas comunidades da Ponte do Maduro, no Recife

Importante instrumento para a promoção da cidadania, a regularização fundiária oportunizará, a partir de agora, acesso a políticas públicas, segurança jurídica e benefícios sociais para cerca de 2,7 mil pessoas que vivem nas localidades da Ilha do Chié e Ilha do Joaneiro, no Recife. Isso porque o governador Paulo Câmara entregou, nesta quarta-feira (27.12), ao lado do prefeito Geraldo Julio, 450 títulos de posse aos moradores das duas comunidades ribeirinhas que integram a tradicional ocupação da Ponte do Maduro, localizada na área central da capital pernambucana. A solenidade de entrega das escrituras foi realizada na sede da Secretaria Estadual de Habitação, no bairro de Campo Grande.


“Era um compromisso e sonho antigos que o Estado tinha com essas pessoas e que nós estamos tendo a oportunidade de realizar, regularizando essas moradias. A partir de agora, essas pessoas vão ter a certeza da posse do terreno em que vivem há anos e poderão passar para os seus herdeiros. Além disso, contarão com todos os instrumentos legais e necessários para garantir os seus direitos e aproveitar as oportunidades”, destacou o governador, registrando sua satisfação em poder concretizar e avançar em mais uma etapa do Plano de Regularização Fundiária de Pernambuco, que teve como tema “Sua casa agora tem dono: você”.
Do total de títulos entregues, 190 foram para habitantes da Ilha do Chié e 260 para a Ilha de Joaneiro. Além dessas, serão beneficiadas outras duas comunidades que deram origem à ocupação da Ponte do Maduro: Santa Terezinha e Santo Amaro. Para estas últimas, serão concedidos pelo Governo de Pernambuco 1.625 títulos de posse ainda no primeiro semestre de 2018. Além das entregas desta quarta, outros 284 títulos já foram entregues para moradores da área.

0 comentários:

Postar um comentário

Comentários ofensivos não serão publicados.