Curta o Paulista Atualizado no facebook e receba todas as nossas atualizações!

Compartilhar

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More

Mulheres denunciam assédio em Paulista; Praça Agamenon Magalhães é um dos pontos mais preocupantes no município



Foto: Divulgação/ Internet

O ano novo chegou, mas os assédios contra mulheres não mudaram na cidade do Paulista como também em qualquer lugar. A segurança é uma questão muito vulnerável na sociedade atual. Mulheres estão sofrendo assédio em público na Praça Agamenon Magalhães, na cidade do Paulista. Uma vítima que não quis se identificar, por motivos de segurança, disse que um kombeiro a chamou de "gostosa", na tarde dessa terça-feira (03/01/17). Ela ficou muito chateada e ainda reclamou com o homem. E não adiantou nada, os outros amigos também alimentaram a 'piadinha' e deixaram o respeito de lado. 

No Brasil a situação também é preocupante. Pesquisa divulgada pela organização internacional de combate à pobreza ActionAid, no ano passado, mostra que 86% das mulheres brasileiras ouvidas sofreram assédio em público em suas cidades. O levantamento mostra que o assédio em espaços públicos é um problema global, já que, na Tailândia, também 86% das mulheres entrevistadas, 79% na Índia, e 75% na Inglaterra já vivenciaram o mesmo problema.




A Região Centro-Oeste é onde as mulheres mais sofreram assédio nas ruas, com 92% de incidência do problema. Em seguida, vêm Norte (88%), Nordeste e Sudeste (86%) e Sul (85%). A professora de direito civil da Universidade de Brasília (UnB), Suzana Borges, avalia que não há repressão adequada ao assédio à mulher em espaços públicos. “É uma questão social porque, em função de uma posição histórica inferiorizada, a mulher foi objeto de repressão, violência, não só nos espaços públicos, mas privados, dentro da família, em casa, no trabalho”, disse.







Educação no trânsito está em baixa no Recife; Irritado com a presença de Uber, taxista joga cone de trânsito no chão na entrada do Shopping Recife

Foto: Divulgação/Internet
Um taxista desconhecido, irritado com a presença de um Uber arremessou um cone de trânsito no chão na entrada do estacionamento do Shopping Recife, no Recife. A reportagem do blog procurou o mall e contou o ocorrido. Segundo um dos seguranças, o caso será investida pelas câmeras de segurança do local.

Professor Lupércio faz vistoria na Feira de Rio Doce

Uma vistoria na Feira de Rio Doce foi o compromisso de agenda do novo prefeito de Olinda, Professor Lupércio (SD), nesta terça-feira, 3. O gestor aproveitou a ocasião para verificar a realização do serviço de lavagem do pátio do centro de compras.  A iniciativa foi promovida por equipes da Secretaria de Serviços Públicos do município.

Promessa de campanha de Lupércio, a lavagem do pátio da Feira de Rio Doce acontecerá todas as segundas-feiras e contará com uma equipe formada por 20 homens para executar o serviço. A ação será ampliada para outros centros de compras do município.

Lupércio comentou a relevância da realização da iniciativa. “É importante que o ambiente das feiras esteja limpo e higienizado para receber bem a população. Essa ação vai garantir maior comodidade para os feirantes e a todas as pessoas que frequentam o espaço”, destacou o gestor.

O funcionário público Francisco de Assis aprovou a ação realizada pela prefeitura. “Acho essa iniciativa excelente. A manutenção da área da feira foi uma promessa de campanha do atual prefeito e ele já está cumprindo com a palavra dele, o que é muito importante”, ressaltou.

Escolas da rede municipal passam por manutenção para o novo ano letivo

Foto: Jorge Macrino
Equipes do Departamento de Manutenção da Secretaria de Educação do Paulista estão atuando em várias frentes para deixar as escolas da rede municipal prontas para o novo ano letivo. O trabalho, que envolve diversos profissionais, consiste na revisão hidráulica e elétrica, pintura das paredes, retelhamento, além da capinação e limpeza do imóvel. O serviço também contempla a sede da secretaria, que passa por uma reforma estrutural para oferecer mais comodidade e conforto aos servidores. 
Na Escola Carlos Alves, em Maranguape I, os profissionais estão pintando as salas de aula e revisando a rede elétrica. Ainda serão feitos outros reparos. No local, estão matriculados 310 alunos, do Ensino Fundamental até o 5º ano. As aulas acontecem nos turnos da manhã e tarde. A escola funciona na Rua 89, s/n, próximo da Associação de Moradores do bairro.
Na comunidade do Chega Mais, em Pau Amarelo, onde funciona a Escola Municipal Margarida Sampaio, os estudantes vão começar o ano letivo com a unidade de ensino mais aconchegante. Além da capinação da área interna e externa, o imóvel receberá outros tipos de serviços. No local, estão matriculados 437 alunos, do Ensino Fundamental até o 5º ano. A escola funciona nos períodos da manhã e tarde.