Curta o Paulista Atualizado no facebook e receba todas as nossas atualizações!

Compartilhar

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More

Direção do Paulista Atualizado participará de lançamento do Prêmio Blogueiros do Ano


A direção do Blog Paulista Atualizado participará do lançamento do Prêmio Blogueiro do Ano de Pernambuco. A solenidade acontece próximo sábado (21/01), às 9h, no auditório do Recife Plaza Hotel, no centro do Recife, realizado pela Associação dos Blogueiros de Pernambuco (ABlogPE). 

Cerca de  32 produtores de conteúdo da mídia digital do litoral ao sertão pernambucano confirmaram participação. O Prêmio busca reconhecer o destacado trabalho desenvolvido por estes blogueiros que desenvolvem seu veículo de comunicação de forma livre e independente, os quais são singulares na produção de conteúdo do crescente mercado digital.

Com as homenagens, a entidade vai lançar neste dia o projeto com regras e critérios para as próximas edições do “Prêmio Blogueiros do Ano” e aproveitará para expor aos associados as novas demandas para 2017, encerrando com almoço festivo.

Na edição de lançamento deste Prêmio, três categorias foram selecionadas pela associação:

LONGEVIDADE: aqueles blogs que detém maior tempo de atuação até hoje cadastrados na ABlogPE;

EXPRESSÃO DIGITAL: aqueles blogs que se destacam por boa audiência e inserção nas redes sociais, detendo dinâmica própria de repercussão;

PAUTA CIDADÃ: aqueles blogs que se dedicam tenazmente as questões voltadas aos problemas urbanos e ligadas as reclamações das comunidades em que atuam, bem como estimula a defesa da qualidade de vida em suas cidades.


Participação
Envie um e-mail para contato@ablogpe.com. Taxa de participação mais o almoço (R$ 40,00).

Trabalho de Teori permanecerá para sempre, diz Cármen Lúcia

André Richter - Repórter da Agência Brasil
Foto: Nelson Jr

A presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Cármen Lúcia, disse hoje (19) que o trabalho feito pelo ministro Teori Zavascki permanecerá para sempre. Em nota, a ministra também prestou solidariedade à família do ministro e agradeceu as manifestações de pesar que chegaram a Corte.

"A morte põe fim a uma vida, mas não acabam a amizade, a convivência nobre, gentil e fecunda do amigo dos amigos. Nem a generosidade com todos que caracterizava o ministro Teori Zavascki. O sentimento de dor e de saúde servirá de permanente lembrança para os compromissos que marcaram a vida do ministro, uma responsabilidade nossa, a fim de nos perseverarmos, também em sua homenagem, na mesma trilha", disse a ministra.

Teori morreu na tarde de hoje (19) em um acidente aéreo. O avião que transportava o ministro e mais três pessoas saiu de São Paulo e caiu próximo a Paraty, no Rio de Janeiro.

Mais cedo, os colegas de Supremo, Luís Roberto Barroso e Gilmar Mendes, também se manifestam sobre a morte do colega.

Barroso disse que perdeu um "amigo querido". Para Barroso, o país perdeu um "grande homem". "Teori era um homem íntegro, preparado e trabalhador. Perco um amigo querido, que eu recebia em casa com frequência. O Tribunal perde um juiz especialmente vocacionado. E o país perde um grande homem. Somos todos vítimas de uma trapaça da sorte."

O ministro Gilmar Mendes, que está em férias em Lisboa e, disse, por meio de sua assessoria, que está muito abalado e chocado com a morte do colega.

Edição: Carolina Pimentel



Repercussão
Da Agência Brasil




Morreu hoje (19) o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Teori Zavascki. Ele estava a bordo da aeronave que caiu na tarde desta quinta-feira em Paraty (RJ). Teori tinha 68 anos e era ministro do STF desde 2012. Era o responsável pelas investigações da Operação Lava Jato na Corte, tratando dos processos dos investigados com foro privilegiado. A morte de Teori foi confirmada pelo filho do magistrado Francisco Zavascki, em uma rede social.
Políticos, magistrados, juristas e organizações o meio jurídico divulgaram notas lamentando a morte do ministro e relembrando a carreira profissional dele.
Veja abaixo algumas das declarações:

Michel Temer - presidente da República
"Neste momento de luto, manifesto eu e minha equipe aos familiares do ministro e demais integrantes do voo, meus sentimentos de pesar. Teori era homem de bem e orgulho para todos os brasileiros”, disse o presidente. Temer decretou três dias de luto oficial.

Geraldo Alckmin - governador de São Paulo
"O Brasil perde um homem da Justiça; os brasileiros, um dos protagonistas da Justiça. Teori Zavascki era uma das pessoas mais lúcidas e coerentes do Judiciário. Um humanista, tolerante e atencioso com as pessoas e suas diferentes formas de pensar, era modelo de sobriedade do magistrado. Tinha uma capacidade de trabalho invencível. Em seu trabalho criterioso, que há de ter continuidade, milhões e milhões de brasileiros depositavam a esperança de um país melhor e mais justo. Professor e referência no estudo do Direito, Teori Zavascki dignificou o magistério e a magistratura do Brasil. Fará muita falta. Nossos sentimentos e orações às famílias de todas as vítimas do acidente".

Dilma Rousseff - ex-presidente da República
“Como juiz e cidadão, Teori se consagrou como um intelectual do Direito, zeloso das leis e da Justiça. Tive o privilégio de indicá-lo para ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), com ampla aprovação do Senado”, escreveu Dilma em nota.

Instituto dos Advogados de São Paulo 
"O Instituto dos Advogados de São Paulo manifesta imenso pesar pela tragédia que vitimou o ministro Teori Zavascki. Ser humano especial pela sua serenidade, elegância e discrição, o Ministro Teori foi um dos pilares da magistratura do país. Que o seu exemplo de espírito público possa continuar a iluminar o nosso necessitado Brasil", diz o presidente do instituto, José Horácio Halfeld Rezende Ribeiro.

Ministério Público do Rio de Janeiro
O Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro (MPRJ) também se manifestou o “profundo pesar”. “Teori Zavascki foi um exímio defensor da Constituição Federal, zelando sempre pelos princípios da Carta Magna brasileira e pela aplicabilidade da lei. O MPRJ transmite suas mais sinceras condolências à família e amigos”, diz a nota assinada pelo procurador-geral de Justiça do Estado do Rio de Janeiro,Eduardo Gussem.

Pedro Parente - presidente da Petrobras
O presidente da Petrobras, Pedro Parente, lamentou a morte do ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Teori Zavascki e lembrou que ele teve firmeza como relator da Operação Lava Jato. “Lamento profundamente o falecimento do ministro Teori Zavascki que relatou com tanta seriedade, firmeza e justiça os processos da Operação Lava Jato no Supremo Tribunal Federal. É uma grande perda para a Justiça e para o Brasil.”, informou em nota.

Luiz Fernando Pezão - governador do Rio de Janeiro

“Manifesto o mais profundo pesar pelo trágico falecimento do ministro Teori Zavascki. O trabalho realizado por Zavascki como ministro do Superior Tribunal de Justiça e, posteriormente, do Supremo Tribunal Federal merece destaque pela dedicação, discrição e respeito à democracia. Meus sentimentos à família”, disse, em nota.

Henrique Meirelles - ministro da Fazenda
Em nota, o ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, destacou a integridade do ministro. "O ministro Teori foi um homem sereno, firme, equilibrado, corajoso e de grande integridade. Seu falecimento representa uma grande perda para o país."

Procuradores da Lava Jato no Paraná
"Os procuradores que integram a força-tarefa da Lava Jato na Procuradoria da República no Paraná lamentam o falecimento do magistrado e professor Teori Albino Zavascki, relator da operação no Supremo Tribunal Federal. O ministro Zavascki teve uma trajetória profissional marcada pela lisura e pela seriedade. Sua atuação firme na relatoria da operação honrou o Supremo e foi um louvável serviço prestado ao país".

João Doria - Prefeito de São Paulo
"É com imenso pesar que soubemos do lamentável acidente que vitimou o ministro Teori Zavascki. Perde o país um grande jurista e o Supremo um magistrado da mais alta qualificação".
Edição: Carolina Pimentel

Filho de Teori Zavascki descarta sabotagem em acidente aéreo que matou pai

Daniel Isaia - Correspondente da Agência Brasil

O advogado Francisco Zavascki disse que não cogita, no momento, que uma sabotagem tenha sido a causa do acidente que matou o pai dele, o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Teori Zavascki. O ministro foi uma das vítimas da queda de um avião em Paraty, litoral sul do Rio de Janeiro, no final da tarde de hoje (19).

No ano passado, Francisco chegou a publicar um texto nas redes sociais afirmando temer que algo acontecesse ao pai, que era relator da Operação Lava Jato no STF. “Eu realmente temia, mas agora isso não está passando pela cabeça de ninguém. Acho que fatalidades acontecem. Paraty, chuva. O avião arremeteu, e é isso aí. Deu zebra”, afirmou.

Em conversa por telefone com a Agência Brasil, o advogado contou que ficou sabendo da tragédia por meio do grupo da família no aplicativo de mensagens WhatsApp. “O meu cunhado perguntou se o pai estava em Paraty, porque havia caído um avião. Ficamos assustados e começamos a correr atrás da informação, até que confirmamos que o pai estava no vôo. Esperamos por um milagre mas ele não aconteceu”, relatou Francisco.

O filho do ministro disse que não está em condições psicológicas de acompanhar a comoção nacional causada pela tragédia, mas ressaltou que o Brasil perdeu um grande juiz. “Uma pessoa que não tem medo, uma pessoa que tem postura de juiz. Infelizmente, abre-se um hiato muito perigoso agora”, completou, referindo-se aos processos da Operação Lava Jato que estavam sob responsabilidade do pai.

Segundo Francisco Zavascki, o desejo da família é que o corpo do ministro seja transportado o mais cedo possível a Porto Alegre, para que velório e enterro sejam realizados na capital gaúcha.

Edição: Stênio Ribeiro

Temer lamenta morte de Teori e decreta luto oficial de três dias

Paulo Victor Chagas - Repórter da Agência Brasil


O presidente Michel Temer veio a público lamentar a morte do ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Teori Zavascki. Em um pronunciamento à imprensa, Temer afirmou que recebeu com "profundo pesar" a notícia do falecimento e decretou três dias de luto oficial como uma “modesta homenagem” a Zavascki que, segundo ele, “tanto serviu à classe jurídica, aos tribunais e ao povo brasileiro”.

Upae Garanhuns participa de encontro com secretários de saúde do Agreste

A UPAE Garanhuns participou do acolhimento da Gerência Regional de Saúde aos novos secretários municipais de saúde, na última terça-feira (17), no auditório da FUNASA, em Garanhuns. O encontro, coordenado pela gestora regional de saúde, Catarina Tenório, serviu para apresentar a estrutura da Rede SUS regional, as coordenações da Geres e instituições como o Hospital Regional Dom Moura e a UPAE - Unidade Pernambucana de Atendimento Especializado. Ana Paula Melo, da Secretaria Estadual de Saúde, representou o secretário Iran Costa no encontro.

O Coordenador Geral da UPAE, Gustavo Amorim, fez a apresentação dos serviços oferecidos aos pacientes dos 21 municípios de abrangência da regional de saúde. "Em 2016 foram mais de 100 mil procedimentos, incluindo consultas e cirurgias, e realizamos mais de 160 mil exames. A UPAE é uma conquista regional, e por isto, deve ser tratada com carinho pelas secretarias municipais". O gestor apresentou vários dados, principalmente as especialidades oferecidas e o fluxo do atendimento. Os coordenadores Franco Junqueira (médico) e Tayana Guerra (enfermagem) também participaram do encontro.

"Estamos agendando um novo momento no qual receberemos os secretários na nossa unidade, pois é importante que todos conheçam e possam ser parceiros, para assim ampliarmos ainda mais o atendimento à população da região" - Finalizou Gustavo Amorim.


Para saber mais:
UPAE Prof. Antônio Simão dos Santos Figueira
Rodovia BR 423 km 96,8 - Magano - Garanhuns - PE
Coordenação Geral: Dr. Gustavo Amorim
Fone: (87) 3764.9000

OAB lamenta morte de ministro e relator do STF

NOTA DE PESAR
A OAB-PE lamenta a morte do ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Teori Albino Zavascki, ocorrida nesta quinta-feira (19), em acidente aéreo. A advocacia pernambucana sente a perda do grande jurista e magistrado catarinense, apresentando a solidariedade aos familiares das vítimas neste momento de luto.

No prejuízo, Prefeitura do Paulista substitui containers de lixo danificados por ação de vândalos

Apesar investir em conscientização ambiental, com arte educadoras nas ruas, para conscientizar a população, a Prefeitura do Paulista continua registrando prejuízos ambientais e financeiros quanto ao descarte indevido de lixo nos containers contratados pela Secretaria de Serviços Públicos. Os coletores, que estão instalados em diversas localidades da cidade, deveriam receber apenas os resíduos domiciliares, mas tem sido usado de forma errada por parte de alguns moradores. Além disso, vândalos depredam as lixeiras, comprometendo o serviço de coleta e deixando um “rastro” de sujeira por toda parte.

Segundo levantamento da empresa contratada pela gestão municipal para realizar esse tipo de serviço, a I9 Paulista, a prefeitura investiu nos últimos seis meses pelo menos R$ 80 mil para adquirir ou recuperar containers. “Quando o governo municipal repõe um coletor danificado deixa de fazer novos investimentos no setor”, destacou o secretário de Serviços Públicos da cidade, Jaime Domingos. Em função disso, a gestão municipal iniciou um trabalho de substituição de coletores danificados. Ao todo, 80 estão sendo distribuídos em diversos bairros.

Quando implantou o sistema de coleta com containers, a cidade do Paulista contava com 953 coletores. Atualmente, 815 estão nas ruas à disposição da população. “Com o passar do tempo, identificamos que em algumas localidades se tornou inviável manter uma lixeira desse tipo por conta das ações de vândalos. Temos casos de lixeiras com os pés arrancados, lixeiras queimadas, danificadas por conta de excesso de peso, com tampas arrancadas, além dos casos de furto”, revelou o gerente operacional da I9, Lindeilson Almeida.

Armando e Pimentel reivindicam retomada de obras em Araripina

O prefeito de Araripina, Raimundo Pimentel, e o senador Armando Monteiro estiveram nesta quinta-feira (19) em audiência com o ministro da Integração Nacional, Helder Barbalho. Na pauta, o principal ponto foi a retomada de uma importante obra de saneamento no município, paralisada por problemas técnicos. A obra é realizada pela Codevasf, com recursos do PAC, desde 2011. A rede coletora está quase 90% concluída, mas com o encerramento do contrato a obra foi paralisada e excluída do PAC.

O prefeito e o senador realçaram que o empreendimento é essencial não só para o saneamento do município, mas também para a revitalização do Rio São Francisco. “A retomada dessa obra é fundamental para Araripina, mais do que uma obra de infraestrutura, é um empreendimento de grande impacto na saúde pública. E, além disso, por envolver a despoluição de um afluente do São Francisco, transcende os limites do município. Ficamos satisfeitos pela disposição do ministro Helder em batalhar pela retomada do projeto”, avaliou Armando Monteiro.

O ministro recebeu a comitiva acompanhado de Kênia Marcelino, presidente da Codevasf, órgão responsável pela obra. Também participaram da audiência Socorro Pimentel (PSL), deputada estadual; Evilásio Mateus (PSL), presidente da Câmara dos Vereadores de Araripina; e Possídia Maria Carvalho de Alencar, secretária de educação de Araripina. 

Relator da Lava Jato no STF, Teori Zavascki morre aos 68 anos

Líria Jade - Agência Brasil
Foto: Agência Brasil

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Teori Zavascki morreu nesta quinta-feira (19), aos 68 anos, em um acidente aéreo. Ele já era viúvo e deixa três filhos. Membro do STF desde 2012, Teori foi o ministro responsável pelas investigações da Operação Lava Jato na Corte, tratando dos processos dos investigados com foro privilegiado. A morte de Teori foi confirmada pelo filho do magistrado Francisco Zavascki, em uma rede social.

Teori foi nomeado para o Supremo pela então presidenta Dilma Rousseff para ocupar a vaga de Cezar Peluso, que se aposentou após atingir a idade limite para o cargo, de 70 anos. Ontem, ele tinha interrompido o recesso para determinar as primeiras diligências nas petições que tratam da homologação dos acordos de delação de executivos da empreiteira Odebrecht na Operação Lava Jato.

Teori Zavascki nasceu em 1948 na cidade de Faxinal dos Guedes (SC), e é descendente de poloneses e italianos. Aprovado em concurso de juiz federal para o Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4) em 1979, ele foi nomeado, mas não tomou posse. Advogado do Banco Central de 1976 até 1989, chegou à magistratura quando foi indicado para a vaga destinada à advocacia no TRF4, onde trabalhou entre 2001 e 2003. De 2003 a 2012, Zavascki foi ministro do Superior Tribunal de Justiça (STJ).

Respeitado nas áreas administrativa e tributária, Zavascki também era considerado minucioso em questões processuais. “Espero que todos os bons momentos apaguem minha fama de apontador ou cobrador das pequenas coisas”, brincou, ao se despedir da Primeira Turma do STJ, antes de ir para o STF. O ministro declarou em diversas ocasiões ser favorável ao ativismo do Judiciário quando o Legislativo deixa lacunas.

Atuação na Lava Jato

Ao longo de sua atuação como relator da Lava jato no STF, Zavascki classificou como "lamentável" os vazamentos de termos das delações de executivos da Odebrecht antes do envio ao Supremo pela Procuradoria Geral da República (PGR).

Entre suas decisões relativas à operação estão a determinação do arquivamento de um inquérito contra o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL) , a transferência da investigação contra o ex-deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ) para Sérgio Moro e a anulação da gravação de uma conversa telefônica entre Lula e a ex-presidenta Dilma Rousseff.  Além disso, Teori negou um pedido do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva para que investigações contra ele, que estão nas mãos do juiz Sérgio Moro, fossem suspensas e remetidas ao Supremo.

Sobre as críticas recorrentes de demora da Corte em analisar processos penais, Teori disse que "seu trabalho estava em dia". No fim do ano passado, Zavascki disse que trabalharia durante o recesso da Corte para analisar os 77 depoimentos de delação premiada de executivos da empreiteira Odebrecht que chegaram em dezembro ao tribunal.

Durante seu trabalho na Lava Jato, chegou a criticar a imprensa. Ele disse que decisões sem o glamour da Lava Jato, operação na qual ele foi relator dos processos na Corte, muitas vezes mereceram pouca atenção da mídia. Ele também relativizou os benefícios do foro privilegiado, norma pela qual políticos e agentes públicos só podem ser julgados por determina Corte.

"A vantagem de ser julgado pelo Supremo é relativa. Ser julgado pelo Supremo significa ser julgado por instância única", afirmou o ministro, acrescentando que processos em primeira instância permitem recursos à segunda instância e ao STJ, além do próprio Supremo. "Não acho que essa prerrogativa tenha todos esses benefícios ou malefícios que dizem ter", comentou Zavascki.

Certa vez, ao participar de uma palestra na Associação dos Advogados de São Paulo (AASP) ele disse que achava “lamentável” que as pessoas que obedecem as leis são, algumas vezes, taxadas pejorativamente no Brasil. "Em muitos casos, as pessoas têm vergonha em aplicar a lei. Acho isso uma coisa um pouco lamentável, para não dizer muito lamentável", afirmou o ministro.

O acidente

Um avião caiu na tarde de quinta-feira (19) no mar de Paraty, na Costa Verde do Rio de Janeiro. Segundo o Corpo de Bombeiros, o acidente foi próximo à Ilha Rasa. O avião saiu de São Paulo (SP) e caiu a 2 km de distância da cabeceira da pista. De acordo com a Força Aérea Brasileira (FAB), outras três pessoas estavam a bordo. Na hora do acidente, chovia forte em Paraty e a região estava em estágio de atenção.

URGENTE: Avião cai, em Paraty, no RJ, ministro do STF e relator da Lava Jato está na lista dos passageiros que caiu


O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) e relator da Lava Jato Teoria Zavascki está na lista dos passageiros do avião que caiu, em Paraty, na Ilha Rasa, no Rio de Janeiro. A aeronave estava com quatro pessoas a bordo e caiu no mar, por volta das 14h30.

Os Bombeiros confirmaram três mortes. Corpos ainda estão presos às ferragens, e filho de Teoria confirmou morte do pai.