Curta o Paulista Atualizado no facebook e receba todas as nossas atualizações!

Compartilhar

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More

Absurdo: Suspeito de estuprar mulheres diz que é capaz de realizar atos novamente

Por Folha de Pernambuco
Foto: Divulgação/ Polícia Civil

Alex Rosendo dos Santos, 18 anos, foi preso na última quinta-feira (19) por ter estuprado uma mulher de 24 anos e uma adolescente de 16 anos este mês, no bairro do Derby, na área Central do Recife. Ele foi liberado de uma das casas de detenções da Fundação de Atendimento Socioeducativo (Funase) no início do último mês de dezembro, onde estava apreendido por dois outros casos de estupro e furto. 

Ele confessou os crimes e mais dois, que teria cometido quando adolescente. Segundo a Polícia Civil, ele não demonstrou arrependimento e se disse capaz de realizar tais atos novamente. 

Com cerca de 1,80 m ele abordava as vítimas ameaçando-as de morte e assalto. Coagidas, elas o acompanhavam até debaixo da ponte do Derby, onde ele as violentava sem o uso de preservativo. “Nós esperamos que, com a divulgação das imagens, as demais vítimas apareçam e, assim, ele possa ser responsabilizado”, pontuou o delegado João Gustavo Godoy, titular do Cordeiro. Apesar de ter família na Região Metropolitana, Alex vivia pelas ruas. Ele foi preso com drogas e munições.

“Durante a investigação, percebemos que havia registro de outro caso no mesmo local, com as mesmas características do suspeito e através de informações passadas pela mãe da menor, conseguimos avançar na identificação”, descreveu Godoy. "Ele confessou seis estupros e, se solto, continuaria do mesmo modo", enfatizou o chefe a Polícia Civil em exercício, Joselito Amaral. A prisão aconteceu nesta quinta-feira (19), na praça do Derby. 


O Hospital da Mulher do Recife integra os serviços de aconselhamento psicológico, exame sexológico, e registro de Boletim de Ocorrência. Dessa forma, além do atendimento médico, a vítima pode realizar todos os procedimentos num só local. Os Centros de Referência Clarice Lispector, em Santo Amaro, e o Wilma Lessa, dentro do Hospital Agamenon Magalhães, em Casa Amarela, também oferecem serviços para as mulheres contra diversos tipos de violência. 

Projeto Leva Bike passa a operar na linha 2467 – Chã de Cruz/TI Camaragibe

Imagem meramente ilustrativa. Foto: Valter
Em operação na linha 2446 – UR-07 desde o segundo semestre de 2016, o projeto Leva Bike passará por uma mudança. Ele trocará de linha a partir deste domingo (22), passando a operar na linha 2467 – Chã de Cruz/TI Camaragibe. Dessa maneira, a linha 2446 – UR-07 deixará de contar com o suporte para bicicletas.

O veículo do Leva Bike permite o transporte de até sete bicicletas na parte interna, e está sinalizado com adesivos na frente, nas laterais e na parte traseira. Além disso, o espaço para colocar as bicicletas tem o chão revestido com piso emborrachado e suporte instalado para fixar o modal de maneira segura e sem interferir na circulação dos passageiros.

Durante a operação, o passageiro entrará pela porta traseira do ônibus, colocará a bicicleta em um dos suportes e caminhará, por dentro do veículo, para fazer o pagamento da passagem e rodar a catraca. A ideia é iniciar um transporte multimodal nos ônibus, dando mais opções de meios de deslocamentos aos usuários até o centro do Recife.

Para mais informações, os usuários podem entrar em contato com a Central de Atendimento ao Cliente (0800 081 0158).

Parceria entre Governo de Pernambuco e União destina R$ 47.7 milhões para o desenvolvimento rural

Beneficiando cerca de 700 mil famílias no Estado, as ações serão executadas pelo Ipa e pelo Iterpe 
O governador Paulo Câmara e o secretário especial de Agricultura Familiar e Desenvolvimento Agrário (Sead), José Ricardo Roseno, assinaram, nesta quarta-feira (11.01), um Termo de Compromisso garantindo a liberação de R$ 47,7 milhões para ações voltadas para o desenvolvimento rural no Estado. As iniciativas serão executadas pelo Instituto Agronômico de Pernambuco (IPA) e pelo Instituto de Terras e Reforma Agrária de Pernambuco (Iterpe). A parceria  beneficiará 700 mil famílias até o ano de 2018. 
"A população quer apenas trabalhar em sua terra e ter a oportunidade de criar os seus filhos, oferecer educação e saúde, cuidando daquilo que muitas vezes vem de seus pais e avós. E isso tem um valor muito importante para nós, pois representa o que a gente acredita. A gente quer conciliar desenvolvimento econômico, com a implantação de grandes indústrias, mas também garantir o acesso do pequeno produtor às políticas públicas básicas. Nós queremos fortalecer a agricultura familiar", destacou Paulo.
Ao comentar a importância do aporte para o segmento, o governador pontuou a necessidade de impulsionar as atividades que já são fortes, trabalhando mais com os recursos que são disponibilizados. "Em momentos de crise, temos que potencializar os recursos que nós temos", salientou Paulo. Na oportunidade, o chefe do Executivo pernambucano afirmou ainda que o aporte proporcionará melhores condições de trabalho. "Vamos fazer esses recursos chegarem para os que mais precisam", assegurou.
Dos R$ 47,7 milhões liberados, R$ 37,7 milhões serão destinados a políticas de reordenamento agrário, ações que incluem a emissão de títulos, aquisição veículos e liberação de crédito. Outros R$ 10 milhões serão empregados pelo IPA em assistência técnica e extensão rural para famílias indígenas. O aporte marcou o lançamento oficial da segunda etapa local do Projeto Dom Helder Câmara - ação do antigo Ministério do Desenvolvimento Agrário. 
Do montante de R$ 37,7 milhões empregados no Estado, R$ 7 milhões serão destinados à emissão de 3,2 mil títulos de imóveis rurais no Agreste Meridional e no Sertão do Pajeú. Outros R$ 30 milhões serão disponibilizados através do Programa Nacional do Crédito Fundiário em Pernambuco, sendo R$ 1 milhão destinado à estruturação do programa. Além disso, R$ 700 mil serão empregados na aquisição de seis caminhonetes que vão fortalecer o trabalho de Regularização Fundiária.  
Salientando a importância da regularização fundiária no campo, o secretário especial de Agricultura Familiar e Desenvolvimento Agrário frisou a necessidade de avançar nessa área. "Ano passado, a nossa agricultura familiar deixou de receber R$ 4 milhões do Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf) por falta de documentos da terra", alertou Roseno. O representante do Governo Federal afirmou que o projeto Dom Hélder foi concebido para ajudar os moradores de áreas rurais. "Vamos iniciar a chamada para o projeto daqui a 30 ou 60 dias e, com isso, nós vamos levar dignidade a essas famílias que dependem do Estado", completou o secretário.  
FAMÍLIAS INDÍGENAS - Com relação aos R$ 10 milhões destinados ao IPA para execução de ações em favor de famílias indígenas, R$ 6.2 milhões serão empregados em assistência técnica. Com isso, será possível ampliar o trabalho realizado pelo Estado com os povos Fulni-ô,  Xukuru de Cimbres e Xukuru do Ororubá em Águas Belas, Itaíba, Alagoinha, Pedra, Venturosa, Pesqueira e Poção. Nesta ação, 1,6 mil famílias serão beneficiadas.
Outros R$ 219.6 mil proporcionarão a implantação do sistema de produção e estoque de forragens para alimentação de caprinos, ovinos e bovinos como alternativa de sobrevivência à estiagem. E R$ 803,8 mil vão estruturar a Unidade de Processamento de Peixe no Litoral do Estado - com a aquisição de equipamentos e dois caminhões frigoríficos.
Está previsto ainda aquisição de uma retroescavadeira e um trator de esteira destinadas às ações de infraestrutura hídrica na RMR e Mata Sul, no valor de R$ 1 milhão, e também a compra de 25 veículos e computadores para atender agricultores familiares, com recursos da ordem de R$ 1 milhão.
O secretário de Agricultura, Nilton Mota, disse que o investimento vai viabilizar uma série de ações planejadas pelo Governo de Pernambuco para minimizar os efeitos da seca. "Esse é um momento adequado para esse tipo de iniciativa. Nós vivemos seis anos de estiagem, e a gente tem a perspectiva de que, em 2017, as chuvas tenham regularidade", ponderou o secretário.
Participaram desta solenidade os secretários Ruy Bezerra (Controladoria), João Campos (Chefia de Gabinete); além do presidente do Instituto Agronômico de Pernambuco (IPA), Gabriel Maciel; o presidente do Instituto de Terras e Reforma Agrária de Pernambuco (Iterpe), Paulo Lócio; a subsecretária de Reordenamento Agrário, Raquel Santori; o subsecretário de Desenvolvimento Rural, Marcelo Martins, o delegado federal da Sead em Pernambuco; Rodrigo Almeida; o deputado federal Augusto Coutinho; e o deputado estadual Alberto Feitosa. 

Fotos: Wagner Ramos/SEI

PIB pernambucano cresce 0,4% no terceiro trimestre e mantém trajetória de recuperação

Resultado reflete movimento dos setores da Agropecuária e da Indústria, que cresceram 0,3% e 2,3%; já o PIB brasileiro caiu 0,8%

O Produto Interno Bruto (PIB) de Pernambuco apresentou uma elevação real de 0,4% no terceiro trimestre do ano na comparação com o trimestre imediatamente anterior, a preços de mercado e considerando a série com ajuste sazonal. Esse resultado decorreu do movimento dos setores da Agropecuária e da Indústria, que cresceram 0,3% e 2,3%, respectivamente. Já o setor de Serviços apresentou queda de 0,2%.

Os dados são da Agência Estadual de Planejamento e Pesquisa (Condepe/Fidem) e retratam uma tendência de recuperação gradual da economia pernambucana, que deve se intensificar a partir de 2017. Enquanto isso, a economia brasileira segue em queda. Dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) indicam um recuo de 0,8% no terceiro trimestre em relação ao segundo, também levando em consideração a série ajustada.

No comparativo do terceiro trimestre com o segundo, o valor adicionado do PIB   pernambucano registrou um crescimento de 0,1%, enquanto os impostos líquidos sobre a produção cresceram 0,6%. Em valores correntes, o PIB pernambucano do terceiro trimestre de 2016 alcançou R$ 40,8 bilhões.

Nos nove primeiros meses do ano, na comparação com o mesmo período de 2015, o PIB pernambucano apresenta redução de 4,3%. O estudo comparativo indica um comportamento abaixo da média de todas as atividades produtivas no período: Agropecuária (-7,5%), Indústria (-6,3%) e Serviços (-3,9%). Na comparação acumulada, de janeiro a setembro de 2016 sobre igual período de 2015, a estimativa do IBGE mostra uma queda de 4,0% no PIB brasileiro.

Em outra ótica, quando comparados os últimos quatro trimestres do PIB estadual com os quatro trimestres imediatamente anteriores, a economia pernambucana apresenta os seguintes resultados: Agropecuária (-0,1%), Indústria (-7,3%), Serviços (-4,6%), Valor Adicionado (-5,0%), Impostos (-4,0%) e PIB-PM (-4,8%).

O presidente da Agência Condepe/Fidem, Flávio Figueiredo, comentou que a economia pernambucana vem se recuperando lentamente, mas a previsão é que os números já se mostrem positivos a partir deste ano. “Apesar do ritmo lento, a economia pernambucana vem se destacando em relação ao Brasil e aos demais Estados brasileiros que realizam este estudo”, disse o gestor.

Tanto Figueiredo quanto Maurício Cruz, secretário executivo de Desenvolvimento do Modelo de Gestão da Secretaria de Planejamento e Gestão (Seplag), afirmam que o resultado positivo para a economia pernambucana é resultante de uma política econômica adotada desde a gestão Eduardo Campos da descentralização dos polos econômicos (houve a chegada de grandes empreendimentos em Vitória de Santo Antão, Salgueiro, Bom Conselho, entre outros) e da manutenção dos investimentos. “Recentemente, o governador Paulo Câmara anunciou investimentos de R$ 1,5 bilhão, destinados principalmente para ações de infraestrutura”, ressalta Maurício Cruz.

A indústria foi destaque entre os números que vem impulsionando a recuperação da economia, resultado do desempenho positivo principalmente da indústria da transformação, que cresceu 6,5%, influenciado, principalmente pelos desempenhos positivos nos setores de veículos automotivos (Fiat em Goiana, na Mata Norte) e de máquinas, aparelhos e materiais elétricos e de produtos de metal (fabricação de ventiladores, baterias e outros). O estudo da Agência Condepe/Fidem se mostra otimista também com relação à recuperação da agropecuária, com a normalização dos períodos chuvosos. 

O cálculo do PIB estadual do 3º trimestre de 2016 feito pela Agência Condepe/Fidem contempla a revisão dos cálculos dos anos de 2002 a 2009 (série retropolada) incorporando as mudanças conceituais e de classificação introduzidas com a série de referência 2010, a exemplo do que foi realizado em nível nacional pelo IBGE.


Texto - Ceça Ataides e Micheline Batista (Seplag)

Fotos - Douglas Fagner (Seplag) 

Sesi/PE abre inscrições para 540 vagas de supletivo

Há 270 vagas gratuitas para o trabalhador da indústria

O Serviço Social da Indústria de Pernambuco (Sesi/PE) abre, nesta sexta-feira (20), as inscrições para novas turmas do programa Educação de Jovens e Adultos (EJA), o antigo supletivo. A iniciativa é voltada para pessoas que estão fora da faixa etária praticada nas escolas tradicionais possam retomar os estudos, concluindo-os na metade do tempo, mas sem perder a qualidade do ensino. São 542 vagas em Recife, Caruaru, Araripina e Petrolina. A grande novidade deste ano é que haverá 270 vagas gratuitas destinadas ao trabalhador da indústria. Para as demais pessoas, o preço é acessível. As inscrições devem ser feitas até 31 de janeiro, na unidade onde o aluno pretende estudar. Mais informações pelo telefone (81) 3412.8555.

“Ter a Educação Básica completa abre novas perspectivas para as pessoas no mercado de trabalho”, afirma o gerente da Unidade de Educação do Sesi/PE, Michael Groarke. “Estamos oferecendo vagas gratuitas para o trabalhador da indústria para estimular o aumento da escolaridade dele e, dessa forma, contribuir para ampliar a competitividade do setor produtivo no Estado”.

Na EJA, o aluno pode se formar na metade do tempo. Os Ensinos Fundamental I e II podem ser concluídos em apenas dois anos cada e o Ensino Médio em 18 meses. Para ingressar no Ensino Fundamental é preciso ter pelo menos 15 anos, já no Ensino Médio é necessário possuir 18 anos.

Outra vantagem é o turno das aulas. Para facilitar o acesso de quem trabalha, as aulas serão à noite. Apenas no Centro de Ensino Supletivo do Sesi/PE, que fica no Centro do Recife, também haverá aulas pela manhã. As aulas iniciam em 1º de fevereiro. Outras informações pelo e-mailrelacionamento@pe.sesi.org.br ou pelo WhatsApp (81) 9.8829.3330.

Cais no Samba e Frevo recebe Carla Rio e Luciano Magno

Os artistas recebem Luisa Pérola


Foto: Jamesson Ferreira
Durante o m