Curta o Paulista Atualizado no facebook e receba todas as nossas atualizações!

Compartilhar

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More

Olinda terá primeira caminhada do forró

Quem gosta de São João vai poder curtir o 1º Forró de Andada que acontece no próximo sábado (17.06), às 16h, com concentração em frente à Prefeitura de Olinda. Na Praça Monsenhor Fabrício – em frente à sede da administração municipal-, o Arraiá da Rua do Amparo e seus respectivos noivos vão puxar o percurso que passará pela Rua 27 de Janeiro, seguindo pela Rua da Liberdade, Rua do Bonfim, passando em frente à Igreja de São Pedro, Rua Prudente de Morais, 4 Cantos e finaliza na Rua do Amparo, onde a festa continua.
      O público que comparecer ao evento vai poder curtir o som de Paulo Pecado, Rogério Rangel, Pé de Serra Beberibe, Maestro Israel de França, Forró sem Fronteiras e muitas outras atrações. Forró de Andada conta com apoio da Secretaria de Turismo, Desenvolvimento Econômico e Tecnologia e da Secretaria de Patrimônio e Cultura de Olinda.


TEXTO: Natália Chaves
-- 

Violência cresce 44% nos cinco primeiros meses e 2017 é o ano mais violento de todo o Pacto pela Vida

Os cinco primeiros meses de 2017 são os mais violentos de todo o Pacto pela Vida, com o registro de 2.495 assassinatos em todo o Estado, 52.241 crimes violentos contra o patrimônio, 13.346 casos de violência doméstica contra a mulher e 826 casos de estupros. A tímida redução dos casos registrados em relação a abril é importante, mas Pernambuco ainda apresenta um crescimento de 44,4% de homicídios em relação ao mesmo mês de 2016 e de 44% em relação aos cinco primeiros meses do ano passado.

Os números da violência em Pernambuco, divulgados ontem pela Secretaria de Defesa Social de Pernambuco, precisam ser avaliados com cautela. A realidade ainda é bem diferente da aparente ideia de normalidade que tenta passar o Governo. Os principais dados mostram um ano delicado, o mais violento dos últimos dez, com possibilidade, por exemplo, de encerrar 2017 com mais de 5 mil homicídios.

Chama a atenção, nos indicadores, o acelerado crescimento da criminalidade no interior pernambucano. Com 1.404 casos de assassinatos registrados, o interior respondeu por 56,3% dos homicídios cometidos no Estado, deixando para trás o Recife e a Região Metropolitana, com maior densidade populacional. Problema que reflete o déficit de policiais nos batalhões do interior, como foi comprovado nas visitas do Pernambuco de Verdade ao Agreste Setentrional, Agreste Meridional, Sertão do Moxotó, Sertão do Pajeú e Sertão do Araripe.

A vida real dos pernambucanos é bem diferente da imagem que o Governo tenta passar. O clima de insegurança domina as ruas, com crescimento de assaltos a ônibus (1.872 casos, segundo o Sindicato dos Rodoviários) e roubos e furtos de veículos (2.255 casos apenas em maio).
A Bancada de Oposição reafirma a necessidade da rediscussão do Pacto pela Vida  e que seja apresentado à sociedade um planejamento estratégico com ações, mestas e objetivos para os próximos cinco anos. Precisamos avançar no Pacto pela Vida.

Bancada de Oposição na Assembleia Legislativa de Pernambuco

Ministério analisa liberação de R$ 1,1 milhão para segurança de Igarassu

O secretário-executivo do Ministério da Justiça, José Levi do Amaral Júnior, vai analisar proposta de convênio com a Prefeitura de Igarassu para destinar R$ 1,1 milhão ao reforço da segurança pública no município. Os recursos, que virão do Fundo Nacional de Segurança Pública, se justificam porque Igarassu foi listada entre as 30 cidades mais violentas do país no Atlas da Violência 2017, divulgado recentemente pelo Ipea (Instituto de Pesquisas Econômicas Aplicadas).

A solicitação foi feita pelo senador Armando Monteiro (PTB-PE), em audiência na quarta-feira (14), no Ministério, acompanhado do prefeito Mário Ricardo (PTB), que entregou o projeto de convênio. “Temos um olhar especial para os municípios”, assinalou Levi. O Atlas da Violência 2017 apontou uma taxa de 69,4 mortes por 100 mil habitantes/ano em Igarassu, o que equivale a mais de uma morte por semana.

‘É um quadro dramático”, diagnosticou Armando ao secretário-executivo do Ministério da Justiça. Assinalou o senador petebista que o Pacto pela Vida retrocedeu em Pernambuco, que tem perspectiva de registrar seis mil homicídios este ano, índice maior, em ternos absolutos, do que todo estado de São Paulo, cuja população é mais de 4,5 vezes superior à pernambucana.

O projeto de convênio entregue por Mário Ricardo ao secretário Nacional de Segurança Pública, general Santos Cruz, que participou da audiência, prevê a implantação de uma central de inteligência e monitoramento municipal, ao custo de R$ 420 mil; aquisição de viaturas, com gastos previstos de R$ 361 mil, e compra de tasers e coletes para a guarda municipal de Igarassu, com despesas estimadas de R$ 334 mil. “São recursos modestos, mas essenciais,  que a prefeitura não dispõe”, argumentou Mário Ricardo.

Foto: Ana Luisa Souza/Divulgação

Conduta em mídia social será analisada na solicitação de visto

Oi pessoal, vocês viram que agora as redes sociais dos brasileiros também serão analisadas pelo Departamento de Imigração dos Estados Unidos?
A lei entrou em vigor dia 25 de maio. A norma autoriza agentes da imigração a solicitarem o acesso às redes sociais dos últimos cinco anos. Além disso, o solicitante terá que reportar as últimas viagens feitas até 15 anos atrás.
As autoridades consulares e migratórias poderão requisitar ao solicitante, de qualquer visto, passaporte anteriores, cinco anos de dados de redes sociais, endereço de e-mail, últimos números de telefones utilizados, histórico de empregos e endereços de até quinze anos atrás.
As novas resoluções fazem parte de um esforço para tornar ainda mais rígida a verificação de potenciais visitantes aos Estados Unidos.
Daniel Toledo, advogado especializado em direito de imigração, explica que há uma série de novos procedimentos nos consulados e um critério mais rigoroso que visa uma análise detalhada. “É preciso que haja estrutura e planejamento. O visto não pode se adaptar a pessoa. Não tem como maquiar dados ou números e tentar burlar alguma exigência, pode sair muito mais caro”, aponta.
Quem precisar de fonte para comentar o assunto, pode contar com o diretor da empresa Loyalty Miami, que atua na representação de milhares de pessoas que desejam iniciar um processo imigratório para os Estados Unidos, obter vistos, transferências ou legalizar a sua situação no país.
Com escritórios em Miami, Fort Lauderdale, Nova York e Rio de Janeiro, a Loyalty conta com uma equipe composta por advogados, economistas, administradores e contadores bilíngues, para representarem brasileiros e americanos.
Os profissionais são especializados em direito de imigração e auxiliam na obtenção de vistos, transferências de empresas e de executivos, através do visto L1, até os grandes investimentos dos vistos EB-5. O objetivo é auxiliar para que todos possam escolher o melhor método para sua imigração, de acordo com a legislação, avaliando sempre a melhor estrutura para seu projeto.
A fonte pode comentar e explicar sobre a obtenção dos seguintes vistos: L1 - E2 - H1B - EB-1 - EB-5– O – R – J – K
Sobre Daniel Toledo
O profissional é graduado em direito pela Universidade Paulista. Possui especialização em Internacional Business and Global Law pelo Eckerd College - St Petersburg e em tributação no mercado financeiro, pela FGV São Paulo, LLM em mercado Financeiro e de Capitais pelo IBMEC e LLM em Health Law pela Southern University of Illinois. Fez doutorado em Direito Constitucional pela UNITA, e participou de diversos cursos promovidos pela OAB e CAASP, voltados para direito comercial e societário. Atualmente, é sócio da Toledo and Associates, Law Firm desde 2003 e sócio fundador da Loyalty Miami, empresa que existe desde 2008. Para mais informações, acesse: http://www.loyalty.miami/; contato@loyalty.miami ou pelo +1 (305) 988.2283

Educação do Paulista dá início ao Festival Cordel Encantado

Com o objetivo de levar a cultura e a tradição do cordel para as escolas da rede municipal de Ensino, a Secretaria de Educação do Paulista deu início, nesta quarta-feira (14.06), no Centro de Formação de Professores da Rede Municipal de Ensino, ao Festival Cordel Encantado. O evento se deu após uma recente visita das gestoras e supervisoras da rede, ao museu de Xilogravura de J. Borges, localizado em Bezerros. Ao todo, 150 professoras e 30 coordenadoras integram o Festival, que faz parte da formação continuada e acontecerá uma vez ao mês, até o final do ano.

“Hoje nós estamos iniciando com o público geral da educação infantil, como professoras e supervisoras, desenvolvendo o projeto Cordel Encantado, para que elas tenham essa possibilidade de levar a cultura popular, que é tão rica no nosso Nordeste, para as nossas crianças, desenvolvendo entre os meses de junho e agosto a xilogravura e os cordéis com as nossas crianças de educação infantil”, explicou a coordenadora de Educação Infantil, Simone Almeida.

O secretário de Educação do Paulista, Carlos Junior, também prestigiou o evento e destacou a importância de trazer o cordel para as escolas. “É de fundamental importância esse tipo de iniciativa, porque nós estamos valorizando a cultura do estado, e vai servir ainda para que nossos alunos tenham conhecimento, aprendam a valorizar a literatura de cordel, que é importante, e valorizando também os nossos artistas do interior do estado. Além disso, essas formações vão ser contínuas e também vamos trabalhar em sala de aula junto com os alunos”, completou o secretário.

Dentre os participantes do evento, esteve o poeta e cordelista Edgar Diniz, que também é professor de história. Na ocasião, ele ressaltou que já realizou esse tipo de trabalho nas escolas estaduais, e vê grande importância em poder trazer o cordel para a rede de ensino do Paulista, e aproveitar para trabalhar dentro do contexto pedagógico.

“Quando eu faço isso nas escolas, eu levo um pouco do conteúdo pedagógico que existe no cordel, como a questão da rima, da divisão das sílabas de cada verso, da questão das tônicas de cada  verso, da interpretação do texto, do aluno pegar um texto, interpretar e transformar isso em verso. Então, tem todo esse contexto pedagógico que eu tento levar também. Diante também da questão cultural”, finalizou o artista.


Foto: Almir Martins

Encontro promove palestra sobre a relação entre pais e filhos adotivos

Os desafios com a chegada do filho adotivo e o convívio com a família serão debatidos neste sábado (17.06), às 15h, no município do Paulista. Os assuntos vão ser abordados pela psicóloga, mãe adotiva e membro do Gead Recife, Eneri Albuquerque. O evento é coordenado pelo Grupo de Apoio à Adoção do Paulista (GAAP). O acesso é gratuito. A programação acontecerá no auditório do Ministério Público, na Avenida Senador Salgado Filho, s/n, Centro Paulista. Outras informações pelo fone: 9.8166.0691.