Curta o Paulista Atualizado no facebook e receba todas as nossas atualizações!

Compartilhar

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More

Livro que retrata Oxum e Nossa Senhora do Carmo será lançado no Recife


Amanhã (14), o professor Jorge Arruda lança mais um livro, desta vez, a obra traz como tema: Orixá Oxum e Nossa Senhora do Carmo – Sincretismo e Devoção. O evento acontecerá a partir das 10h, no auditório do Museu de Arqueologia da Unicap, localizado na Rua da Soledade, Boa Vista.

Segundo o autor, a obra que faz parte da Coleção Sophia, trazendo o sincretismo e a devoção do povo de umbanda e candomblé do Recife, seja no morro, nas comunidades ou nos prédios, onde tanto Oxum quanto a padroeira estão presentes.
Ele ressalta ainda que durante o mês de julho é quase uma obrigação de alguns adeptos das religiões afro e afrobrasileiras visitarem a Igreja do Carmo, e eles sabem, todavia, que Oxum é orixá da grandeza, riqueza, dos rios, cachoeiras e da maternidade-fertilidade, além de ser mãe do amor e isso se resume a  uma devoção singularmente calcada na singularidade da mãe do Recife, Nossa Senhora do Carmo, padroeira da cidade.

“No Recife, no dia 16 de julho, mais de 500 terreiros tocarão para festeja a Oxum, deusa do amor, mas nunca deixam de valorizar, celebrar e respeitar e mesmo visitar à Igreja do Carmo antes.. Rezamos e tocamos nossos atabaques e Ilus, agogôs e fazemos nosso Xirê, para o Orixá Oxum. 

A aquisição da obra poderá ser com a doação de fraldas descartáveis geriátricas e infantis.


SERVIÇOS:
Lançamento do livro: Orixá Oxum e Nossa Senhora do Carmo – Sincretismo e Devoção
Onde: Auditório do Museu de Arqueologia da Unicap, localizado na Rua da Soledade, Boa Vista.
Horário: 10h

Relatório sobre MP da regularização tributária é aprovado em comissão presidida por Fernando Bezerra

Brasília, 13/07/17 – Presidida pelo senador Fernando Bezerra Coelho (PSB-PE), a comissão mista do Congresso Nacional responsável pelo aprimoramento da Medida Provisória 783/2017 (CMMPV 783) aprovou, nesta quinta-feira (13), relatório do deputado Newton Cardoso Junior (PMDB-MG) favorável à matéria. Editada no último dia 31 de maio, a MP cria o Programa Especial de Regularização Tributária (Pert) e seguirá para a análise da Câmara dos Deputados.  

“Demos um grande passo com esta comissão ao construirmos um texto final equilibrado, que atenda aos interesses do setor produtivo e, ao mesmo tempo, à necessidade de ajuste fiscal no país”, avaliou Fernando Bezerra. “O setor produtivo precisa de espaço, de condições para gerar trabalho aos 14 milhões de brasileiros desempregados e mais de 18 milhões de desalentados, aqueles que deixaram de procurar emprego. Por isso, é necessário que o governo dê fôlego às empresas para que elas possam parcelar os débitos tributários e alongar as dívidas junto ao sistema bancário e financeiro, permanecendo em atividade”, completou o líder do PSB e vice-líder do governo no Senado.
Com validade até o próximo dia 31 de agosto (prazo que pode ser prorrogado conforme a tramitação da matéria na Câmara), a medida provisória estabelece o Pert em substituição à MP 766/2017. Por meio do Programa Especial de Regularização Tributária, que permite a inclusão de débitos de natureza tributária e não-tributária vencidos até 30 de abril deste ano, o devedor pode indicar as dívidas fiscais que deseja renegociar, dentro de um conjunto especificado pela medida provisória. Entre elas, os débitos de natureza tributária e não-tributária com a Receita Federal e a Procuradoria-Geral da Fazenda Nacional, inclusive os oriundos de parcelamentos anteriores, aqueles que estão em discussão administrativa ou judicial e os que tiverem lançamento de ofício feito após a publicação da MP.
Durante a reunião de hoje da CMMPV 783, parlamentares elogiaram o relatório do deputado Newton Cardoso Junior, que passa a constituir parecer do colegiado. Os deputados e senadores também ressaltaram a “forma transparente e democrática” como Fernando Bezerra Coelho conduziu os trabalhos da comissão.
No último 4, sob a presidência de Bezerra Coelho, a CMMPV 783 realizou ampla audiência pública para a coleta de sugestões que pudessem aprimorar o texto da medida provisória. Os especialistas convidados ao debate avaliaram que a MP é um importante caminho para a reforma fiscal no país e a retomada do crescimento econômico.
Participaram da audiência, especialistas da Secretaria-Geral da Presidência da República, do Ministério da Fazenda, da Receita Federal, do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) e da Confederação Nacional da Indústria (CNI). Também contribuíram ao debate, representantes de entidades como a Associação Nacional dos Auditores Fiscais da Receita Federal do Brasil (Anfip), o Sindicato Nacional da Indústria da Construção Pesada (Sinicon), a Associação Brasileira da Indústria de Máquinas e Equipamentos (Abimaq), a União da Indústria de Cana-de-Açúcar (Única) e a Associação de Fabricantes de Refrigerantes do Brasil (Afrebras).
Acesse a íntegra do relatório do deputado Newton Cardoso Júnior, aprovado nesta quinta-feira, por unanimidade.