Curta o Paulista Atualizado no facebook e receba todas as nossas atualizações!

Compartilhar

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More

Crise nas Instituições brasileiras será discutida no Ponto a Ponto  

A crise em que se encontram hoje as instituições no Brasil atinge não somente o seu funcionamento, mas também a sua legitimidade. No programa Ponto a Ponto deste sábado (22), a jornalista Mônica Bergamo e o sociólogo Antonio Lavareda conversam com Luciana Gross, professora de Direto da FGV/SP. O semanal discutirá o tema “Instituições em Crise?” e será exibido à meia-noite na BandNewsTV. No domingo (23), ganha reprise às 17h30.

 

Para Luciana Gross, que também écoordenadora de Pesquisa e do Mestrado Acadêmico em Direito e Desenvolvimento, que é responsável pelo Índice de Confiança na Justiça (ICJBrasil), que mede a confiança da população no Judiciário, o brasileiro não consegue distinguir qual instituição de fato está em crise. “O cidadão entende que há uma crise, que algumas instituições estão com um debate mais acalorado, mas fazer exatamente a distinção entre o Supremo Tribunal Federal ou a Procuradoria Geral da República é complicado. O que acaba afetando todas as instituições estatais, ou seja, aquelas que organizam a forma de política do Brasil”, explica.

 

Ainda no programa, Antonio Lavareda analisa pesquisa do Datafolha, realizada em junho passado, onde mostra que 83% dos brasileiros confiam nas Forças Armadas. Em segundo lugar, no grau de confiança nas Instituições brasileiras, aparece o Poder Judiciário com 73% e em terceiro, o Ministério Público/Imprensa com 71%.

 

Outro ponto analisado foi a respeito da confiabilidade no Governo Federal, que a partir de 2013 começou a apresentar uma queda, logo após as manifestações. “Mas a partir de 2015 que esse cenário piorou muito e houve uma enorme queda, que até hoje não foi revertida. Verberando também nas demais instituições brasileiras”, enfatizouGross.

 

Instalação de Unidade Móvel para tratamento de esgoto antecipa benefícios de obra em Gravatá

Uma inovação adotada pela Compesa na implantação do Sistema de Esgotamento Sanitário (SES) de Gravatá, no Agreste, está permitindo iniciar os serviços de coleta e tratamento de esgoto antes mesmo da conclusão do empreendimento. Isso está sendo possível graças à nova forma de gerenciamento das obras que reduz, quase pela metade, o tempo de execução das intervenções. Para antecipar os benefícios à população, a companhia instalou, no bairro Alto da Boa Vista, uma Estação de Tratamento de Esgoto (ETE ) Móvel, assim chamada pela capacidade de mobilidade da unidade de um bairro para outro, que permite dar funcionalidade às tubulações (redes, ramais e instalações prediais) já assentadas na localidade.

Trata-se de um modelo simplificado para tratamento de esgoto, composto por tanques (reatores UASB), emissário e outros equipamentos. A unidade temcapacidade de tratar 2,5 litros de esgoto, por segundo, com uma eficiência de 60% no tratamento. No bairro Alto da Boa Vista, a ETE Móvel já está realizando o tratamento do esgoto gerado pelas primeiras 260 ligações prediais instaladas, desde o mês de junho, antes do efluente ser lançado no rio. A previsão é que a unidade - licenciada pela CPRH para operar até dois anos em cada localidade - atenda o total 3,4 mil ligações que serão implantadas no Alto da Boa Vista, oferecendo cobertura para 12 mil pessoas.

Esse modelo exitoso, lançado pela Compesa, já está sendo adotado para os projetos financiados pelo Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), assim como a metodologia condominial, que vem despertando o interesse do Banco alemão KFW - que está viabilizando obras de saneamento rural no estado do Ceará, no valor de 60 milhões de euros. "Uma obra convencional leva de quatro a cinco anos para ser finalizada, com a implantação da rede, emissários, estações de bombeamento e de tratamento. Com o uso da ETE móvel, reduzimos esse prazo para até 18 meses, pois as etapas são realizadas de forma simultânea”, explica Sérgio Murilo, gerente de Programas Especiais da Compesa.

Essa nova de gestão das obras de esgoto também conta com outras inovações significativas, que são a metodologia condominial e a arborização de ruas onde são abertas valas. Até fevereiro de 2018, está previsto que a Compesa conclua a primeira etapa da obra do SES Gravatá, que vai contemplar 30% da área urbana da cidade e beneficiar 35 mil pessoas. A obra recebe o investimento de R$ 35 milhões só nessa fase, recursos do BID e do Governo de Pernambuco. O projeto para atender o restante da cidade ainda está em fase de elaboração. A primeira experiência da companhia em antecipar os benefícios dos investimentos em saneamento para a população foi realizada na implantação do SES Tacaimbó, que também recebeu ações de arborização com o plantio de 250 novas árvores nas ruas da cidade – que antes só contava com 146 árvores.

 

Kaio Maniçoba agradece ao ministro Mendonça Filho por ordem de serviço no IF Sertão de Floresta  

Mesmo estando licenciado do mandato de deputado federal para atuar como secretário de Habitação de Pernambuco, Kaio Maniçoba não está distante das necessidades do povo do Sertão. Em tempo, aproveita para agradecer ao ministro da Educação, Mendonça Filho, que nesta sexta-feira (21) deu ordem de serviço para a construção da quadra poliesportiva do Instituto Federal do Sertão Pernambucano (IF Sertão/PE) do Campus Floresta.

 

“É muito importante saber que podemos contar com um Ministro que tem um olhar diferenciado para a interiorização da educação. Sei que o sertanejo só tem a ganhar com os investimentos que Mendonça tem feito nesta área”, enfatizou.

 

Maniçoba ressaltou também que a diretora do IF Sertão/PE, Vera Filha é uma peça importante para esta conquista, uma vez que sempre lutou e somou esforços para que essaobra saísse do papel.

Andréa Matuta participa de ação católica

Hoje a primeira dama do município, Andréa Matuta,  participou de uma ação social realizada na Igreja Nossa Senhora do Ó, o Evento foi realizado pelo Amigo Braz Seabra e a igreja Católica, com o Apoio da prefeitura do Paulista.

Funcionários da saúde do Paulista recebem orientação sobre a saúde integral da população LGBT

Os funcionários da Secretaria de Saúde e os gerentes das policlínicas do Paulista participaram de uma oficina sobre a saúde integral da população LGBT na tarde desta sexta-feira (21.07). A proposta do encontro, que faz parte da parceria com a Secretaria Estadual de Saúde, é dar início a instituição da política LGBT dentro do município, para que os funcionários da saúde saibam acolher a todos os seus usuários e quebrar qualquer barreira que interfira em um melhor tratamento dos agentes e a população.