Curta o Paulista Atualizado no facebook e receba todas as nossas atualizações!

Compartilhar

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More

Operação Tapa-Buracos minimiza transtornos na Av. Gov Carlos de Lima Cavalcante

Para minimizar os transtornos causados pelos buracos nas proximidades da obra de duplicação da Ponte do Janga, em Paulista, a Secretaria de Serviços Públicos de Olinda realizou nesta terça-feira (8) uma operação de tapa-buracos em um trecho de aproximadamente 100 metros da Avenida Gov. Carlos de Lima Cavalcante. A parte beneficiada da faixa de rolamento fica localizada entre a portaria do quartel do 1º Batalhão de Polícia Militar e o início da ponte. O trabalho foi realizado por seis homens que contaram com o apoio de um caminhão caçamba e um compactador. O investimento nesta intervenção custou R$ 3.600 (três mil e seiscentos Reais) aos cofres do município. A ação tem efeitopaliativo e ajudará na mobilidade de quem circula entre as cidades limítrofes. Agentes da Secretaria de Transportes e Trânsito de Olinda também têm colaborado para a ordenação do tráfego nos horários considerados de pico. O trabalho de recuperação total da via será feito após o término da duplicação da ponte – a cargo do Governo do Estado.

Fotos e Imagens (vídeo): Alice Mafra/Secom

Link para Download dos vídeos: https://wetransfer.com/downloads/68bb1f0787ea194092f8b1c06cc9ade820170808151144/da8cafb505b2bf8d858c280c283736c920170808151144/7ee55a

Lei Maria da Penha registra 11 anos de atuação




Em briga de marido e mulher se põe a colher, sim! - Na última segunda-feira (7), a Lei Maria da Penha completou 11 anos desde a sua criação, com o objetivo de proteção à mulher. Criada pela Secretaria de Política para Mulheres, a norma buscou aumentar o rigor das punições sobre crimes domésticos, violência física e psicológica contra elas.

“A criação da Lei é bastante positiva à medida que traz luz e uma atenção especial acerca de uma problemática que, infelizmente, ainda é bastante comum, trazendo maior segurança e vigilância nos casos de violência doméstica e familiar. Evidente que ainda são necessários avanços e aprimoramentos, mas veio em boa hora e tem muitos méritos”, enfatiza o advogado e professor de Direito Penal do Centro Preparatório Jurídico (CPJUR), Rogério Cury.

Mais do que física, a violência abrange abusos sexuais, psicológicos, morais e patrimoniais entre vítima e agressor – que não precisa, necessariamente, ser cônjuge, bastando que tenha algum tipo de relação afetiva. Segundo pesquisa do Datafolha realizada em março deste ano, a cada hora, 503 mulheres são agredidas no país.

Ainda segundo o levantamento, uma a cada três mulheres sofreram algum tipo de violência no último ano - e o agressor, em 61% dos casos, é um conhecido. 19% das vezes eram companheiros atuais das vítimas e, em 16%, ex-companheiros. Em 43% a agressão mais grave foi dentro de casa.
Considerada pela Organização das Nações Unidas (ONU) uma das melhores legislações do mundo, a Lei Maria da Penha é amplamente conhecida pelos brasileiros e traz diversos mecanismos de proteção à mulher. No entanto, segundo Cury, ainda é preciso levar informação e atendimento a várias regiões do país para que seja efetiva. “Importante lembrar que o acolhimento da vítima não está ligado à opção sexual. Heterossexuais, homossexuais e transexuais têm direito, em lei”, enfatiza o especialista.

Embora traga muitos mecanismos protetivos às vitimas - culminando até mesmo em medidas cautelares de prisão contra o agressor, a vergonha e o medo também limitam o número de denúncias. “Precisamos de uma melhor estrutura de cumprimento para atender de maneira mais abrangente e eficaz à mulher, de forma que ela se sinta mais segura em denunciar”.

De acordo com o advogado, é fundamental que haja um forte trabalho de base na educação, pois só o Direito Penal não reduzirá a delinquência. Apesar de favorável ao rigor da Lei, Cury acredita que, especificamente em alguns casos, o diálogo extrajudicial é importante para se tentar a reconciliação entre o suposto agressor e agredida, antes da via judicial. Ressalta que, por vezes, é possível obter resultados satisfatórios, sempre ponderando cada situação.

Feminicídio X Femicídio
O especialista Rogério Cury esclarece que o Feminicídio é um termo atual que qualifica o homicídio contra a mulher, em razão do gênero da vítima, em violência doméstica e familiar, além de menosprezo, ligado à condição de Gênero. Ele alerta para as diferenças com o femicídio. “Essa definição de sexo feminino não é completamente adequada porque se confunde o que é feminicídio e femicídio. O primeiro trata do crime tendo como motivação o menosprezo, desrespeito à condição da mulher; já o segundo, também aborda o crime contra a mulher, sem, no entanto, a conexão direta ao fato de a vítima ser do sexo feminino”.

Denúncias:
As denúncias podem ser feitas pelo telefone 180 ou diretamente em uma Delegacia da Mulher.

Sobre O CPJUR
Com foco no desenvolvimento de estudantes e profissionais de todo o Brasil que buscam capacitação e aprimoramento de conhecimentos na carreira jurídica publica ou privada, o Centro Preparatório Jurídico (CPJUR) promove cursos para o Exame da OAB, Concursos Públicos e Pós-graduação nas modalidades presencial, telepresencial e online. Com investimentos na qualidade de seu corpo docente, formado pelos principais juristas do Brasil; profissionais de atendimento com vasta e comprovada experiência no segmento; salas de aula com padrão de excelência e moderna tecnologia de transmissão, visa oferecer soluções inovadoras e adaptadas às necessidades de mercado, com a personalização e atualização constante exigida pelo ramo do Direito.

Cesta Cultural será realizada no Plenário da Câmara dos Vereadores do Paulista


Cuidar Primeira Infância beneficia alunos do Centro Municipal de Educação Infantil Nossa Senhora do Ó


As crianças matriculadas no Centro Municipal de Educação Infantil Nossa Senhora do Ó, na comunidade do Tururu, no Janga, terão a oportunidade de participar de uma série de atividades do programa Cuidar Primeira Infância nesta quarta-feira (09.08). A ação, que também beneficia os familiares da garotada, vai contar com consultas médicas (pediatra), palestras educativas, jogos lúdicos, contação de histórias, além de orientações sobre os serviços concedidos pela política nacional de assistência social. O trabalho tem início às 8h e segue até o meio-dia. Essa iniciativa visa melhorar a qualidade de vida e os indicadores de aprendizado da criançada, além de aproximar a comunidade escolar do poder público municipal.

SERVIÇO:

O quê – Mais uma edição do programa Cuidar Primeira Infância;

Quando – Nesta quarta-feira (09.08), das 8h às 12h;

Onde – Centro Municipal de Educação Infantil Nossa Senhora do Ó.

Selfie sem “papada” é possível


Em época de selfies, o que não faltam são truques para ficar bem na foto. Para evitar um queixo duplo – ou a indesejada “papada” –, os mais entendidos no assunto aconselham algumas dicas “manjadas”, como o alongar o pescoço e empurrar o rosto para frente ou levantar levemente a cabeça para cima e lateral. Para conferir como é que fica, basta observar o perfil das bloggers e ver a pose característica.

Mas, esse incômodo vai além das postagens nas redes sociais, pois não tem nada mais desagradável para uma pessoa do que perceber aquela “bola” embaixo do queixo quando se observa no espelho ou faz alguns movimentos da cabeça. A papada realmente incomoda muita gente, pois pode "entregar a idade”, já que interfere diretamente na fisionomia do rosto, fazendo com que a pessoa tenha um semblante mais envelhecido. As alterações no pescoço, de modo geral, podem contribuir para essa desarmonia: flacidez ou excesso de pele, volume de tecido gorduroso, queda da musculatura, rugas cervicais etc.

Geralmente o problema afeta homens e mulheres entre 30 e 50 anos com história de ganho ou perda de peso e, assim, proporcionando uma perda do contorno da mandíbula. No entanto, para saber exatamente o que causou o problema, é necessária uma análise de fotografias realizadas em uma primeira consulta para identificar todas as alterações e, assim, ver a melhor abordagem a ser realizada em uma cirurgia plástica. “Apesar de deixar o semblante mais leve, ele não restaura a saúde da pele; e outros procedimentos, coadjuvantes, podem ser necessários para trazer melhores resultados”, afirma Arnaldo Korn, Diretor do Centro Nacional – Cirurgia Plástica.

A cirurgia é conhecida como lifting cervical e a cicatriz fica localizada no sulco em frente à orelha, o que a deixa bastante disfarçada. Com o passar do tempo, as cicatrizes são quase imperceptíveis. Durante o procedimento, é feito um deslocamento pequeno por onde as estruturas de pele, músculo e tecido adiposo são reposicionadas e tracionadas, que pode ser feito entre uma e quatro horas, dependendo do caso de cada paciente. “É importante frisar também que o lifting cervical é personalizado; ou seja, para cada tipo de face e problemas encontrados nela são utilizadas técnicas diferentes”, conta Korn.

A cirurgia é tão simples, que o paciente pode ter alta no mesmo dia. A lipoaspiração localizada também é um procedimento possível de ser realizado, mas vai depender da qualidade da pele, que precisa suportar uma retração superior, e também que o paciente não apresente uma musculatura frouxa da região do pescoço. Com relação aos cuidados, é essencial que o paciente durma com a cabeça discretamente mais alta e nunca lateralmente, além de evitar tomar banho de sol por 90 dias.

Apesar de incomodar e ser uma cirurgia simples, muitas pessoas optam por permanecer dessa forma ao longo da vida, acreditando que não há alternativas quando se trata de questões financeiras e do próprio medo da cirurgia.

Economia e dia dos Pais

Com a chegada do Dia dos Pais, o e-commerce já está na expectativa do aumento de vendas. De acordo com levantamento realizado pela Infracommerce, empresa líder em full service para e-commerce na América Latina, o e-commerce possui uma expectativa de crescer 12% em relação ao mesmo período do ano anterior. O ticket médio também deve subir 9%, expectativa que se assemelha ao levantamento realizado pela Ebit, empresa referência em informações sobre o comércio eletrônico brasileiro, que espera um crescimento de 11% na comparação com 2016.

Segue abaixo material com mais informações. Caso precise de mais informações, ou se quiser conversar com um dos porta-vozes da empresa, estamos à disposição.

Faculdade Impacta abre turma para MBA de Marketing Digital

Faculdade Impacta, instituição de ensino superior voltada para as áreas de Gestão, Design, Tecnologia da Informação e Mercado Digital, está abrindo turmas para MBA em Marketing Digital. Com início previsto para o dia 18 de setembro, a instituição vai capacitar os alunos para que possam traçar estratégias de marketing e gerar negócios, antecipando as tendências e preparando as marcas para uma realidade cada vez mais competitiva.

O curso conta com classes sobre “Neuromarketing”, “Gestão de Marketing Digital”, “Gestão e Criação de Conteúdo “Internet das Coisas”, entre outros. Com a duração de 18 meses e aulas duas vezes por semana (às segundas e quartas-feiras), a intenção é suprir com bons profissionais um mercado que está em expansão.

“Investimos nessa especialização por acreditar que os profissionais de marketing, comunicação e propaganda, que atuam nos mercados de varejo e branding, irão precisar de mais qualificação para alcançar cargos e resultados cada vez melhores”, afirma Felipe Morais, coordenador do MBA de Marketing Digital da Faculdade Impacta.

Mais informações podem ser obtidas diretamente no site da universidade.

Serviço

MBA de Marketing Digital

Onde: Faculdade Impacta – Avenida Rudge, 315 – Barra Funda – São Paulo

Duração: 18 meses

Inscrições: Pelo site - http://www.impacta.edu.br/pos-graduacao-e-mba/mba-em-marketing-digital/