Curta o Paulista Atualizado no facebook e receba todas as nossas atualizações!

Compartilhar

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More

Funase participa de evento realizado no CNMP que discutiu as perspectivas de segurança

O Serviço de Inteligência foi um dos temas abordados e já é aplicado em algumas instituições

Reconhecendo a segurança como aspecto primordial para a viabilização da socioeducação, a Fundação de Atendimento Socioeducativo (Funase) representou o Estado no seminário promovido pela Comissão da Infância e Juventude (CIJ) do Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP), em Brasília. A Diretora-Presidente da instituição, Nadja Alencar, e o Gerente de Segurança, Coronel Vladimir Gomes, participaram do evento intitulado “Perspectivas de Segurança na Socioeducação”. O encontro foi voltado tanto para os operadores do sistema socioeducativo, quanto para os membros do Ministério Público que atuam como gestores do Sistema Nacional de Atendimento Socioeducativo (Sinase).

As perspectivas da atividade de inteligência na socioeducação, se mostrando como uma possibilidade para a segurança e proteção a comunidade socioeducativa, foi um dos temas mais discutidos no evento. Segundo o Coronel Vladimir, a implantação do serviço de inteligência já é uma pauta em andamento na Funase e vem para dar mais segurança aos adolescentes, jovens e funcionários.

“Saímos desse evento ainda mais motivados porque percebemos que essa é uma unanimidade entre as instituições de atendimento socioeducativo de todo o Brasil. Com o serviço de inteligência se tem um maior controle das informações, dando mais segurança na hora de tomada de decisões, diminuindo a margem de erro”, compartilhou o Coronel que tem 10 anos de experiência na área de Inteligência da Polícia Militar de Pernambuco.

A adoção de um Grupo de Pronta Resposta também foi colocado em pauta. Em algumas instituições ele existe e é visto como um meio de evitar que a situação saia do controle. Outro aspecto primordial para segurança abordado no seminário foi a instrução continuada dos servidores, entre eles os agentes socioeducativos.

Para a Diretora-presidente da Funase, Nadja Alencar, o evento foi muito importante para que se tenha nacionalmente um alinhamento institucional. “Isso fortalece o eixo segurança, que é de extrema importância para que a socioeducação aconteça. Capacitar sistematicamente os profissionais do atendimento socioeducativo para agir corretamente em situações limites, é fundamental. Além disso, a possibilidade da pronta resposta é para situações extremas que envolvam a integridade física dos jovens, adolescentes e operadores”, destacou.

Evento - Durante os dois dias, o seminário contou com palestras, reunião de grupos de trabalho, elaboração de carta de estratégias e encaminhamentos sobre o evento, que também servirá de embasamento para módulos de outros cursos, podendo ainda surgir a decisão de Metas e Ações Nacionais futuras. A capacitação foi aberta oficialmente pelo conselheiro do CNMP Walter Agra, que preside a CIJ. Compondo a mesa estavam a secretária nacional dos Direitos da Criança e do Adolescente, Fabiana Gadelha, a presidente do Fórum Nacional dos Gestores do Sinase, Elisângela Cardoso, e o coordenador-geral do Sinase, Ricardo Peres da Costa.

TV Globo valoriza Flipa em sua programação

A TV Globo Nordeste veio valorizar hoje a Festa Literária do Paulista (Flipa). A presidente da Flipa, Patrícia Guedes, falou da importância do evento a fim de elucidar a história, cultura e literatura da região. A Festa vem recebendo mais de 50 mil alunos da rede estadual de Pernambuco.








19 DE SETEMBRO – DIA NACIONAL DA CONSCIÊNCIA DO TDAH

Aprenda sobre os tipos de Transtornos de Déficit de Atenção com Hiperatividade (TDAH)


O dia 19 de setembro é o dia nacional da consciência do TDAH, nos Estados Unidos,  e apesar de muito ser falado sobre o tema, muitas pessoas ainda acham que a hiperatividade, a inquietude e a impulsividade ocorre em todas as crianças portadoras de TDAH (Transtorno de Déficit de atenção com hiperatividade). Há um grande equívoco nesse conceito, é o que afirma o neuropediatra do Instituto NeuroSaber Dr. Clay Brites.

Para o especialista, muitos mitos ainda persistem em torno do assunto. Segundo Brites, cerca de 30% a 40% das crianças com TDAH não são impulsivas e hiperativas. “Elas são simplesmente desatentas em excesso. Ou seja, apresentam déficit de atenção”.


Segundo o neuropediatra, há três tipos de TDAH: o desatento, o do tipo combinado e o hiperativo-impulsivo. O desatendo é o transtorno em que a criança é quieta, não dá trabalho na sala de aula e ainda é tímida. “O aluno introspectivo com o transtorno, não pergunta, não faz questionamentos e precisa muitas vezes do professor para estimula-lo a raciocinar, a pensar e a participar da aula”.

Nos casos onde o TDAH cursa com a criança, o neuropediatra diz que é esperado esse estudante ser extremamente desatento, distraído, esquecido, não consegue terminar o que começa, além de ter baixo rendimento em várias matérias. “O quadro começa muitas vezes lá atrás, mas ninguém identifica porque essa criança é muito quieta, ela não dá trabalho na escola então ninguém encaminha para o médico”.

No outro tipo combinado, Brites comenta que a criança tem tanto déficit de atenção como sinais de hiperatividade e impulsividade. Por esse motivo, ela é mais precocemente identificada e a escola encaminha geralmente mais cedo para avaliação do neurologista. “Os pais também acabam procurando equipes multidisciplinares para entender porque o filho é tão inquieto, agitado, impulsivo, não para e não aprende com os próprios erros”.

Para ele, essas crianças têm muita dificuldade de aguardar a vez e de esperar. São altamente impulsivas, criam grandes problemas de relacionamento social na escola e em casa. “Uma boa porcentagem evolui para quadro opositor desafiador”.

- Já o tipo hiperativo-impulsivo, trata-se de uma categoria onde somente o comportamento é afetado e não a desatenção excessiva e pode resultar em grandes prejuízos na socialização - informa. 

Em todos os casos, Brites ressalta que essas crianças precisam de ajuda. Mas para isso, é fundamental conhecer o transtorno para poder identificar os tipos de TDAH. Dessa forma, professores, pais e profissionais de saúde não irão deixar passar despercebido nenhumas das condições.

- O transtorno leva a severos prejuízos a médio e longo prazo na aprendizagem escolar, na interação social e na capacidade de reagir de forma adequada, afetivamente positiva, frente a situações que envolvam frustação ou confusões sociais. Quanto mais cedo for o diagnóstico, mais fácil e rápido será o tratamento e a recuperação dessa criança - conclui


Caminhada em prol da memória marca Dia Mundial da Conscientização do Alzheimer em São Paulo

Atividade acontece no parque Villa Lobos e traz tenda com exames, massagens, palestras e atividades abertas ao público
No dia 23 de setembro, sábado, acontece a segunda edição da Memory Walk, caminhada em prol da conscientização do Alzheimer, que tem como objetivo chamar atenção para a detecção e prevenção da doença. No dia 21 de setembro, é celebrado o Dia Mundial da Conscientização do Alzheimer. Além da caminhada no parque Villa Lobos, a atividade contará com uma tenda da rede Drogasil que disponibilizará exames, massagens e acupuntura, além de palestras com especialistas no tema, tudo de graça.
Promovida pela Associação Brasileira de Alzheimer (ABRAz) e Agência Veteranos, a caminhada tem início às 8h30 com um trajeto de 1,4 km dentro do próprio parque. Haverá banda na recepção e artistas circenses que acompanharão o circuito. Na tenda, serão disponibilizados exames para aferição de pressão arterial, cálculo de IMC (índice de massa corpórea) e teste de postura, além de área com shiatsu facial, massagem com técnica de bambuterapia, reflexologia das mãos, auriculoterapia e meditação raja yoga.
A programação também conta com conversas, atividades e mini palestras para esclarecimento de dúvidas sobre prevenção, genética e riscos da doença com profissionais da ABRAz. O roteiro inclui ainda jogos de memória, dança e musicoterapia - que colaboram na melhora cognitiva em expressões físicas, emocionais, mentais e sociais.
Kiko Cesar, empresário que trouxe o evento ao país, explica que um estudo realizado pela Universidade de Pittsburgh, nos EUA, concluiu que caminhar cerca de 8 km por semana pode proteger, por até 10 anos, o cérebro de pessoas com propensão ao Alzheimer ou transtornos cognitivos em grau leve. "Queremos chamar a atenção para a causa durante o mês mundial da conscientização do Alzheimer e falar sobre a importância da conscientização sobre a doença por meio de informações relevantes", afirma.
Também serão comercializadas no site do Memory Walk (memorywalkbrasil.com.br) camisetas temáticas do projeto por R$45,00. O valor arrecadado será destinado à ABRAz e contribuirá para os projetos da associação.
O Memory Walk Brasil conta com o patrocínio do grupo Ache, Rede de farmácias Drogasil, entre outros apoiadores.
Confira abaixo a programação completa: