Curta o Paulista Atualizado no facebook e receba todas as nossas atualizações!

Compartilhar

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More

Programa incentiva o empreendedorismo e terá articulação com iniciativa privada; entenda

Criado para funcionar em três eixos, o programa Progredir, lançado nesta terça-feira (26) pelo governo federal, tem a meta de emancipar até um milhão de famílias nos próximos dois anos. Ações de capacitação, incentivo ao empreendedorismo e acesso ao mercado de trabalho, além de microcrédito anual de R$ 3 bilhões, fazem parte da iniciativa.
Na qualificação profissional, está prevista a criação de vagas em cursos de formação inicial ou continuada. Entre eles, aulas pela internet de inclusão digital com foco nos jovens e oficinas de educação financeira para mais de 100 mil famílias. O Pronatec Oferta Voluntária terá 1 milhão de vagas.
Já a intermediação de mão de obra prevê o cruzamento de currículos e de vagas de emprego oferecidas por empresas parceiras, de forma regionalizada. Famílias inscritas no Cadastro Único terão oferta de R$ 3 bilhões ao ano em linha de microcrédito. O valor será para investir em pequenos negócios e ações de assistência técnica.
Carteira assinada
Quem aderir ao Progredir e conseguir um trabalho com carteira assinada e aumento da renda não será excluído imediatamente do Bolsa Família. Segundo o ministério, aqueles que alcançarem renda de até dois salários mínimos continuarão recebendo o benefício por pelo menos dois anos. Atualmente, 13,5 milhões de famílias fazem parte do programa.
Segundo o ministro do Desenvolvimento Social, Osmar Terra, haverá articulação entre parceiros públicos e privados no programa. As empresas parceiras vão reservar 10% das vagas de emprego ofertadas para o público do plano.
Coordenado pelo MDS, o Progredir tem apoio dos ministérios do Trabalho; da Educação; de Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações; e da Indústria e Comércio Exterior. O projeto envolve também Banco do Brasil, Caixa Econômica Federal, Banco do Nordeste e o Banco Central.
Independência
Com o tempo, os beneficiários do Bolsa Família e os trabalhadores cadastrados no Cadastro Único terão meios de garantir seus ganhos, acabando com a dependência dos programas de transferência de renda. Para o ministro do MDS, o Progredir busca avançar para a inclusão produtiva.
“A proposta estava sendo apenas a da transferência de renda, mas as pessoas que estão no Bolsa Família querem e precisam progredir. Não é perspectiva de vida de uma família achar que vai ficar vivendo do Bolsa Família para sempre, temos que oportunizar que essas famílias tenham uma renda melhor para si e suas famílias”, disse Terra.
Fonte: Portal Planalto, com informações do Ministério do Desenvolvimento Social 

Agenda: Igarassu comemora 482 anos com o mês inteiro de ações e shows de Aviões, Pablo, Fulô de Mandacaru e muito mais

Igarassu vai receber vários shows do dia 25 ao dia 30 deste mês. A programação faz parte do Igarassu em Festa, um mês inteiro de atividades, em comemoração ao aniversário de 482 anos da cidade e aos padroeiros santos Cosme e Damião. As atrações serão Aviões, Márcia Fellipe, Xande Pilares, Pablo, Fulô de Mandacaru, Solteirões do Forró, Limão com Mel, Faringes da Paixão e mais 10 bandas entre locais e de porte nacional,  que farão a animação de toda população e visitantes. Os shows, gratuitos, acontecem a partir das 20h, no Palco Central, localizado no Sítio Histórico de Igarassu.

No domingo, dia 24, o palco principal  já estará funcionando, das 20h à 0h,  com o bloco lírico Damas e Valetes, o Rala Coco Maria e o maracatu Estrela Brilhante, para valorizar a cultura da cidade. A secretaria municipal de Saúde montou esquema de prontidão no local com equipe técnica e o Samu para atendimento de urgência, a localidade estará interditada com guardas municipais e bloqueios dos funcionários do Departamento de Trânsito (Depatran), que estarão orientando o tráfego na área.


Agenda de Shows
Segunda (25)
Márcia Fellipe
Solteirões
Xinelo de Tonhe

Terça (26)
Aviões
Messinho Marra
Kelly e Flávia

Quarta (27)
Limão com Mel
Edu e Marial
Skema Som

Quinta (28)
Fulô de Mandacaru
Vanessa Rios
Jair Miranda

Sexta ( 29)
Pablo
Faringes da Paixão
Ynove

Sábado (30)
Xande de Pilares
É Massa
Roberto Magno

Serviço:
Festa dos Santos Cosme e Damião e aniversário de 482 anos de Igarassu
Sítio Histórico de Igarassu
01 a 30.09
horário/ shows: 20h (25 a 30.09)
Evento gratuito

Alunos do curso de Robótica do Case Abreu e Lima recebem certificação expedida pelo CIEE


Na última sexta-feira (22), os alunos da turma do curso de Robótica do Case Abreu e Lima receberam seus certificados de conclusão, graças à parceria firmada com o Centro de Integração Empresa-Escola (CIEE). Os 21 adolescentes foram os primeiros a serem contemplados com este documento que comprova a habilidade adquirida, ajudando na busca por um emprego. O curso de Robótica, ministrado pelo Engenheiro Técnico de Manutenção, Higino Filho, é oferecido aos socioeducandos desde 2013 e também contempla os Cases Jaboatão dos Guararapes, Cabo de Santo Agostinho e Vitória de Santo Antão.

A atividade é realizada em oito módulos, além do de empreendedorismo, ministrado pelo CIEE. As aulas são voltadas à automação residencial e de empresa, por meio das quais os adolescentes desenvolvem conhecimentos ligados à matemática, física e química, além de estimular o raciocínio lógico, o trabalho em grupo e o desenvolvimento para a solução de problemas.

Com o conhecimento adquirido no curso, os alunos podem trabalhar como cabistas, instaladores de câmera, de cerca elétrica e de alarme, além de realizarem consertos de eletroeletrônicos. “Ensinamos a parte de cadeação, instalação de câmeras, de cerca elétrica, manutenção de placa eletrônica, reparo de equipamento eletrônico como computador e televisão. O curso de Robótica é completo na parte eletrônica. Ele sai técnico em eletrônica”, revelou Higino.
 
Durante as aulas, os adolescentes elaboram a planta esquema no papel, para depois irem ao Laboratório Eletrônico onde desenvolvem os projetos na prática. “No Laboratório Eletrônico eles manipulam painéis de comando elétrico, onde estão acoplados sensores, câmeras e computadores; aprendem a codificar, bloquear e desbloquear, simulando o gerenciamento de uma casa”, detalhou o professor.

Nessa turma do Case Abreu e Lima, dois alunos foram destacados para auxiliarem o professor, um deles é D.P.S.B., de 19 anos. Habilidoso e interessado, ele é um dos que explica a teoria aos alunos e ajuda também na execução das tarefas. “Sempre fui interessado em fazer todos os cursos. Vou conseguir ganhar dinheiro fazendo o que eu aprendi aqui, além disso, é um prazer ajudar o professor passando o que aprendi para os outros”, destacou.

Para o coordenador geral do Case Abreu e Lima, Abinoan Barboza, essa não é só uma atividade ocupacional, é também um despertar para outros cursos nessa área, tornando-se cada vez mais capacitado e qualificado para o mercado. “Com a habilidade adquirida na Robótica, os adolescentes têm uma forma mais rápida e fácil de ganhar dinheiro, mesmo estando na informalidade, enquanto não conseguem emprego. Eles podem consertar computadores, e eletroeletrônicos, as oportunidades são muitas”, compartilhou.

Operação concentra esforços na limpeza de galerias do bairro de Ouro Preto

A Secretaria de Serviços Públicos de Olinda iniciou nesta terça-feira (26.04) uma operação específica para melhorar a drenagem de duas ruas: a José Dias Raposo e a Golfinho, ambas em Ouro Preto. Para solucionar o desafio, que já vem há anos atrapalhando a vida de moradores e comerciantes, são sete homens especializados neste tipo de ação trabalhando até a próxima quinta-feira (28.08).  A população aprovou a intervenção da nova gestão. 
Moradores comentam que o quadro não começou este ano, chovendo ou não a água suja fica acumulada prejudicando a vida, sobretudo de pedestres e moradores, que podem sofrer com doenças. Por isso, a dona de casa Maria do Carmo ficou feliz em ver o início do trabalho da prefeitura. “É bom acompanhar o que estão fazendo isso para retirar a água, cuidando da área”, afirmou. 
Essas ruas são duas das maiores rotas viárias do bairro de Ouro Preto, com a passagem de linhas de ônibus; caminhões que abastecem mercadinhos e outros comércios; além dos carros particulares, motos e bicicletas. Na manhã desta terça, o serviço esteve focado na desobstrução das galerias. Sacos plásticos e garrafas pet foram retirados para que a água passe a escorrer com mais facilidade.  

Carnaval 2018: Galo celebra 40 anos de folia

O 41º desfile da agremiação sairá pelas ruas do centro do Recife no dia 10 de fevereiro, sábado de Zé Pereira


O ano era 1978. A união de um grupo de amigos e famílias fundou o que mais tarde seria reconhecido como o maior bloco de Carnaval do mundo. Desde então, as ruas do bairro de São José, centro do Recife-PE, nunca mais foram as mesmas. Comandado por Enéas Freire, o Galo da Madrugada resgatava o tradicional Carnaval de rua, capitaneado pelo ritmo que ferve as multidões.

Com o tema “Galo 40 anos, Promovendo o Folclore e a Cultura de Pernambuco”, o bloco sairá às ruas em 10 de fevereiro de 2018. “Esse ano estamos comemorando 40 anos de uma festa que resgatou o ritmo pernambucano. O Galo da Madrugada promoveu uma verdadeira revitalização para o carnaval de rua, mantendo-se fiel aos seus objetivos, fortalecendo o folclore e a cultura e, principalmente, crescendo sem perder a originalidade. Nossa bandeira é sempre defender o frevo, o folclore e a cultura pernambucanos. ”, explica o presidente do Galo da Madrugada, Rômulo Meneses.

O objetivo inicial do Galo da Madrugada foi resgatar o verdadeiro carnaval de rua do centro do Recife, mais especificamente do bairro de São José, que estava em total decadência. “Na década de 70, o carnaval participativo entrou em vertiginosa decadência. Já não se via mais os tradicionais clubes, troças e blocos tocarem seus frevos nas ruas, acompanhados por admiradores e foliões. Nossas agremiações passaram a desfilar apenas em passarelas, em busca unicamente de premiações”, relata o presidente da agremiação.

O frevo foi cedendo espaço para outros ritmos não pernambucanos. Foi nesse cenário, que o Galo da Madrugada nasceu e consegui resgatar, através do “Carnaval Participação”, a adesão de milhares de pessoas, para o carnaval de rua, para o frevo e trazendo de volta as tradicionais fantasias do carnaval do Recife. Esse espírito carnavalesco está no DNA dos pernambucanos. “Foi só tirar as barreiras naturais que os foliões logo voltaram, aos milhares, a ocuparem as ruas dos bairros do centro do Recife, em busca do autêntico carnaval pernambucano, mostrando toda sua alegria, sua ginga dos passos do frevo e as maravilhosas e divertidas fantasias”, lembra Meneses.

Para o desfile, muitas surpresas são esperadas. O folião poderá reviver os carnavais passados, além de relembrar grandes compositores que fomentaram a cultura e contribuíram para que o frevo fosse perpetuado. O Galo fará, ainda, uma homenagem especial ao repórter Francisco José, que também celebrará, em 2018, 40 anos de cobertura dos desfiles do Galo da Madrugada. Para comemorar os 40 anos, o clube irá promover, ainda, algumas outras ações que serão realizadas ao longo do de 2018. “O que podemos adiantar, é que será lançado um CD comemorativo onde convidamos alguns compositores e artistas que fazem parte da história da agremiação para compor e/ou gravar músicas para celebrar os 40 anos do bloco, estamos programando outras atividades como:  lançamento de dois livros, lançamento de uma exposição itinerante e a produção de um filme documentário”, conclui Rômulo.

HISTÓRIA - O primeiro desfile do Clube de Máscaras O Galo da Madrugada contou com a participação de 75 foliões fantasiados de “almas”. A brincadeira era feita com muito confete e serpentina ao som de uma orquestra composta por 22 músicos. O detalhe é que as pessoas usavam fantasias com máscaras (capuz), vestidas de “almas”. Daí o nome de “Clube das Máscaras”. Essas fantasias desfilam até hoje.

Não demorou muito para o Galo despertar a atenção de foliões. No ano seguinte, a quantidade de participantes já era cinco vezes maior. Também em 1979, o bloco ganhou o estandarte e o hino oficial, criados, respectivamente, pelo fundador Mauro Freire e pelo compositor José Mário Chaves. A cada ano que passava mais pessoas se juntavam a essa ideia de vivenciar um carnaval livre e democrático. As ruas estreitas e os becos do bairro de São José ficavam cada vez menores à medida que o resgate da tradição popular se consolidava. Passados 40 anos, o bloco continua emocionando e lembrando aos dois milhões de foliões e ao mundo inteiro que o carnaval começa no Galo da Madrugada. Nesse período, o Galo realizou, durante 15 anos (1980 / 1994), no Clube Português do Recife o BAILE DOS ESTANDARTES, que atraia milhares de pessoas. Também, realizou durante 10 anos (1981/1990) o desfile de Fantasias de Papel na Avenida Boa Viagem.

Ao longo desses 40 anos o Galo da Madrugada ampliou e evoluiu nas áreas em que a agremiação atua, visando uma maior integração e contribuição para a sociedade pernambucana, procurando contribuir para o desenvolvimento Social, Cultural e Econômico do Estado de Pernambuco.

Passou a atuar permanentemente, durante todo o ano, e não apenas durante o carnaval – Programa Galo da Madrugada - Alegria o Ano Inteiro. São realizados na Sede do Galo e nas proximidades da Praça Sérgio Loreto, diversos eventos culturais: Quintas no Galo, Recife Samba de PE, em parceria com a cantora pernambucana Gerlane Lops, Sexta Livre - lançada recentemente, a fim de proporcionar mais um espaço para nossos artistas, sem exclusividade de um ritmo, podendo ser qualquer um, desde que se enquadre a cultura pernambucana -, Festejos Juninos (Forrozão do Galo) e Festejos Natalinos (Cantata de Natal).

Incentivou as atividades culturais do Galo da Madrugada para outras cidades de Pernambuco, outros estados do Brasil e outros países. E também trouxe artistas de outras cidades e estados para participarem (não apenas assistirem) das atividades do Galo da Madrugada, aderindo às nossas manifestações – Programa Galo em todo Canto. Dessa forma, os artistas visitantes também levam de volta a seus estados e ajudam a divulgar mais ainda a cultura pernambucana. Com o passar dos anos, a agremiação serviu de inspiração para o Carnaval de outros Estados do Brasil e até de alguns países, contribuindo para levar o frevo e o espírito pernambucano a lugar, a exemplo do “Galo de Manaus” (AM), “Galo da Meia-Noite” (RO), “Capote da Tarde “ (PI), “Galinho de Genipabu” (RN), “Muriçocas do Miramar” (PB), “Pinto da Madrugada” (AL), “Galinho de Brasília” (DF), “Mago da Madrugada” (RJ), “Maluko Beleza” (SP), “Galo Goiano” (GO) e “Galo do Porto” (RS). No exterior temos, o “Galo na Neve, que nasceu na cidade de Trois-Rivières, em Quebec, no Canadá e os – ainda embrionários – “Ho Chi Min”, no Vietnã e “Osaka”, no Japão.

Desenvolveu atividades multiculturais para promover ritmos, cantores, músicos, danças, pintores, artistas plásticos, gastronomia, etc.; O Galo da Madrugada atua nos ciclos Carnavalesco, Junino e Natalino -  pastoris, reisados, bumba-meu-boi, etc. Promover eventos culturais durante todo o ano, não apenas da cultura carnavalesca. Também faz parte dessas ações, shows com samba, brega e outros ritmos nacionais, sempre abrindo novos espaços para os artistas locais aqui e em outros estados.  Programa Galo Multicultural.
Programa Galo Cultura com Cidadania: O Galo também promoveu várias palestras sobre saúde e educação para os membros das comunidades apoiadas. Além dessas atividades, o Galo tem também atividades de Preservação Ambiental –, que começou com a adoção da Praça Sérgio Loreto e com trabalhos que serão realizados durante os desfiles e outros eventos promovidos pelo Galo da Madrugada. Desenvolveu entendimentos com comunidades dos bairros próximos à Sede do Galo (São José, Coque, Ilha Joana Bezerra, Cabanga, Coelhos, entre outras), a fim oferecer oficinas de músicas, danças, cenografias, confecção de fantasias e adereços carnavalescos. Essas oficinas foram implantadas desde 2010. Apoio a centro cultural existentes nas comunidades acima. Essas comunidades têm, ainda, oportunidades de geração de rendas extras para seus sustentos, através de participação no desfile do Galo, participação no Forrozão do Galo, apresentações na sede do Galo e venda de produtos resultantes de seus trabalhos.