Curta o Paulista Atualizado no facebook e receba todas as nossas atualizações!

Compartilhar

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More

Fernando Bezerra vai a ministro da Integração e Pasta garante recursos para perímetros irrigados

Brasília, 10/10/17 – Recebido nesta terça-feira (10) pelo ministro da Integração Nacional (MI), Helder Barbalho, o senador Fernando Bezerra Coelho (PMDB-PE) teve a garantia de recursos federais para a manutenção de perímetros irrigados do Nordeste. Só ao Sistema Itaparica, o MI ampliará o orçamento para R$ 21 milhões. Além disso, R$ 3 milhões serão liberados à Companhia Energética de Pernambuco (Celpe) para o pagamento de despesas com energia elétrica em perímetros localizados no estado; especialmente, nos municípios de Petrolândia, Orocó e Santa Maria da Boa Vista. O ministro também assegurou o repasse de quase R$ 4,2 milhões à Prefeitura de Caruaru (PE) relativos à segunda parcela do convênio para a canalização dos córregos Salgado e Mocós.



“São notícias que nos trazem alívio por podermos garantir assistência às pessoas que vivem e trabalham nestas regiões”, comemorou Fernando Bezerra, ao final do encontro com o ministro Helder Barbalho. A audiência ocorreu uma semana após o senador solicitar celeridade à Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf) em ações para a garantia de água à população e à agricultura irrigada. Ainda na semana passada, Bezerra Coelho reforçou com o ministro do Planejamento, Dyogo Oliveira, o apelo para que os recursos necessários ao atendimento das demandas apresentadas à Codevasf fossem identificados pela área econômica do governo federal.

NILO COELHO – Além das ações direcionadas ao Sistema Itaparica – que abriga dez perímetros e cujas medidas beneficiam diretamente os projetos Fulgêncio, Brígida, Manga de Baixo, Icó-Mandantes e Apolônio Sales e Barreiras – o Ministério da Integração sinalizou, hoje, a liberação de pelo menos R$ 1,6 milhão ao Perímetro Irrigado Nilo Coelho, em Petrolina (PE). Os recursos deverão sair do orçamento da Defesa Civil – vinculada ao MI – e serão destinados à energização e ao acionamento de cinco conjuntos de flutuantes e bombas de captação de água instalados neste projeto, ano passado, graças a articulações de Fernando Bezerra junto ao Executivo federal.

SERRITA – Durante a audiência desta terça-feira – na sede do MI, em Brasília – o vice-líder do governo no Senado também solicitou ao ministro Helder Barbalho a liberação de R$ 3,8 milhões (já empenhados) à Prefeitura de Serrita (PE). Os recursos correspondem à emenda parlamentar do deputado federal licenciado e atual ministro de Minas e Energia, Fernando Filho, e são direcionados à conclusão dos estudos técnicos e ao início da licitação para a construção de barragem no município. O encontro de hoje com Helder Barbalho foi registrado, por Fernando Bezerra Coelho, no Plenário do Senado.

Municípios propõem ação integrada contra violência

Apesar do clima de insegurança que atinge o País, a cidade de Olinda conseguiu apresentar nos meses de julho, agosto e setembro deste ano redução de 12% do quadro de homicídios em relação ao mesmo período do ano passado. Agora em 2017 foram 36 casos, já na época idêntica de 2016 ocorreram 32. Em relação ao mês de setembro houve queda de 50% dos crimes. O município apresentou o ano passado 16 homicídios, enquanto este ano foram oito. A prevenção social para redução de violência, as estratégias municipais de combate às drogas foram alguns dos temas debatidos nesta terça-feira (10.10), no auditório da FOCCA, no o 2º Encontro do Fórum Regional de Prevenção Social- Litoral Norte.



Estiveram presentes os representantes de sete cidades, que fazem parte da região, são elas, Olinda, Paulista, Abreu e Lima, Araçoiaba, Itapissuma, Itamaracá e Igarassu, além dos secretários de cada município das pastas de segurança urbana e assistência social. O prefeito de Olinda, Professor Lupércio, anfitrião do evento, fez a abertura da mesa. “O primeiro encontro foi realizado em Itapissuma, e nós queríamos provocar para que o segundo ocorresse aqui em Olinda. Nós sabemos que a violência está em todos os municípios e no Estado, e estamos aqui reunidos com os gestores para criar alternativas para minimizar os índices de violência”, destacou Lupércio.

Os representantes das sete cidades discutiram as ações positivas realizadas nos seus territórios de atuação e expuseram propostas para que fossem integradas por municípios circunvizinhos. “Cada ideia discutida aqui vai agregar para prevenção social. As ações contínuas são para sensibilizar a população, sobretudo os jovens, por isso realizamos atividades com O Governo do Estado, entre elas, o Olinda Mais Presente que ocorre nas escolas de Olinda. A nossa guarda municipal em parceria com os policiais civis e militares está contribuindo para os dados positivos na meta do Pacto Pela Vida”, comentou o secretário de Segurança Urbana de Olinda, Coronel Pereira Neto.

Sabendo da importância de atuar na prevenção e no trabalho ostensivo, a Prefeitura de Olinda, por meio da Secretaria de Desenvolvimento Social, Cidadania e Direitos Humanos, está trabalhando no fortalecimento de proteção básica e específica. “Nós estimulamos serviços e atividades de vínculo interno, socioeducativo, proteção específica, como por exemplo, moradores de rua, e esperamos escutar hoje novidades para agregar na nossa cidade”, explicou a secretária Executiva de Assistência Social, Mônica Ribeiro.

A secretária executiva de Articulação Institucional da Secretaria de Desenvolvimento Social, Criança e Juventude, Anne Almeida, resumiu em uma frase o 2º Encontro do Fórum Regional de Prevenção Social- Litoral Norte. “Sozinho ninguém chega a lugar algum, temos que trabalhar juntos”.

No final do evento, os representantes e prefeitos assinaram um documento intitulado “Carta de Olinda” com as propostas na área de segurança urbana e prevenção social para ser entregue ao governador Paulo Câmara.

FOTO: SANDRO BARROS/ SECOM

Paulista adere ao projeto Papai Noel dos Correios


Crianças da rede municipal de ensino do Paulista serão contempladas com presentes, que serão solicitados através de cartinhas para o “Papai Noel”. Ao todo 2.500 crianças serão atendidas. A prioridade será para os estudantes dos terceiros ano da rede e para completar participarão também alunos do quarto ano de escolas  de difícil acesso e vulnerabilidade.  O intuito do projeto é incentivar a prática  da escrita de cartas, assim como aprimorar a gramática das crianças da rede de ensino do Paulista. A ação é fruto de uma parceria entre a Secretaria Municipal de Educação e os Correios.

A gerente de Apoio Discente e Articulação Comunitária reforça a importância do projeto para os alunos beneficiados.  “As crianças hoje em dia tem acesso à tecnologia, não escrevem mais cartas, então elas mandam  e-mail’s. A forma de escrever foi prejudicada por conta do hábito de abreviar nas redes sociais. Iremos aproveitar o ensejo e trabalhar com as crianças a questão de redação e produção textual, para resgatar o envio de carta. Resgatar também o emocional e a sensibilidade das crianças na carta. Elas irão apresentar o sentimento junto com a necessidade e a vontade de receber o presente”, concluiu Anna Cristina.

Nesta terça-feira (11.10) foi realizada uma reunião entre os gestores das escolas, para definir e estabelecer as regras desta iniciativa. No encontro também foi possível definir práticas que complementarão o projeto, assim como  o planejamento de oficinas explicativas. Estavam presentes na reunião gestores, supervisores, técnicos e coordenadores de projetos e programas da rede municipal de ensino do Paulista.

Curso de poesia, discussões sobre ditadura e show do Frei Damião no segundo dia da Fenagreste

O jornalista Luiz Felipe Campos e o publicitário José Nivaldo Júnior ministrarão palestras sobre revoluções e o período ditatorial no Brasil. Feira vai das 9h às 21h 

Curso de poesia, palestras e show do Frei Damião Silva fazem parte da programação do segundo dia da Feira Nacional do Livro do Agreste – Fenagreste. Promovida pela Associação do Nordeste das Distribuidoras e Editoras de Livros – Andelivros, a Companhia Editora de Pernambuco – Cepe, com apoio do Governo de Pernambuco e da Prefeitura de Caruaru, a feira segue até o domingo (15) no Espaço Cultural Tancredo Neves, em Caruaru. 



feira abre às 9h e, às 9h30, começa a contação de histórias na tenda infantil. Na parte interna do pavilhão, rola a primeira parte do curso “Poesia conta história, história vira poesia”, ministrado pelo contador de histórias e mestre e doutor em Letras Gláucio Ramos Gomes, na sala Vital Santos. Ele abordará contação de histórias pelo olhar poético, usando os recursos de figuração e rima. Já no espaço Souza Pepeu, o artista plástico Terciano Torres faz o lançamento do livro ilustrativo Imagens de Caruarucom imagens de pontos turísticos e importantes da Capital do Forró, a partir das 11h. 

Durante a tarde, a brincadeira continua na tenda infantil, com mais contação de histórias. Para os adultos, haverá o lançamento do relatório da Comissão da Verdade, seguido da palestra do jornalista e escritor Luiz Felipe Campos, na Sala Souza Pepeu. O autor lança o livro Massacre da Granja São Bentosobre o marcante fato histórico registrado durante a ditadura em Abreu e Lima, Região Metropolitana do Recife. 

Nas 241 páginas da obraele relata os seis assassinatos brutais da paraguaia Soledad Barret, da checa a Pauline Reichstul, do gaúcho Luiz Edvaldo Ferreira, do baiano Eudaldo Gomes das Silvas e dos pernambucanos Jarbas Pereira Marques e José Manoel da Silva. Os jovens foram mortos por denunciarem as violações dos direitos humanos no Brasil. 

“As seis mortes foram levadas à opinião pública como troféus do combate ao terrorismo. A operação policial foi revestida de heroísmo: a modesta granja transformou-se em campo de treinamento de guerrilha e os mortos foram descritos como perigosos terroristas a serviço de Fidel Castro e do comunismo internacional”, diz o autor na obra. Luiz Felipe dedicou cinco anos à pesquisa sobre um episódio até então nebuloso, por se conhecer dele apenas versões oficiais. 

Ainda com sobre o tema da ditadura militar no País, às 19h30, o publicitário e escritor da Academia Pernambucana de Letras José Nivaldo Júnior bate um papo com o público e autografa o livro O Julgamento de Deus, que narra fatos da época do regime militar no Brasil. Um pouco antes, às 18h30, Frei Damião Silva, intérprete da música Anjo de Deus, em parceria com a cantora Elba Ramalho, apresenta-se no palco principal. 

FENAGRESTE 
Local: Espaço Cultural Tancredo Neves - Praça Coronel José Vasconcelos, 100, Centro, Caruaru 
Data: de 10 a 15 de outubro 
Horário: das 9h às 21h 

Especialista destaca os benefícios da reconstrução mamária

A reconstrução mamária é uma cirurgia plástica reparadora, que pode ser realizada após a retirada parcial ou total da mama em decorrência do tratamento contra o câncer.


“A maioria das mulheres que passam pela mastectomia tem indicação para a reconstrução. Algumas enxergam a cirurgia como uma oportunidade única de recomeçar e de se sentir bem com o corpo”, disse Paulo Hypacio, especialista em cirurgia plástica pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica e um dos médicos responsáveis pelas reconstruções mamárias no Hospital do Câncer de Pernambuco e no Hospital das Clínicas da Universidade Federal de Pernambuco.

Desde 2013, pela Lei 12.802/2013, a paciente tem o direito de realizar o procedimento por meio do SUS. A cirurgia plástica reparadora da mama pode ser realizada logo em seguida à retirada do câncer, quando houver condições médicas. “Caso a paciente não possa realizar a reconstrução imediatamente após a cirurgia, a paciente deverá ser encaminhada para acompanhamento clínico para ser feita meses depois”, ressaltou Paulo Hypacio.

A reconstrução da mama pode ser conseguida através de técnicas de cirurgia plástica que envolvem prótese mamária, expansor de tecidos, tecidos, músculos e peles do abdômen ou músculo das costas com implante mamário. A reconstrução mamária busca restaurar a mama considerando a forma, a aparência e o tamanho após a mastectomia.

De acordo com o médico, os resultados estéticos são bastante satisfatórios e as mulheres que se submetem à reconstrução sentem-se muito melhor do que as que não a fazem.

“A reconstrução mamária é um procedimento que é emocionalmente gratificante para a mulher que perdeu a mama devido ao câncer. O método melhora radicalmente sua autoestima, autoconfiança e qualidade de vida”, destacou Paulo Hypacio.