Curta o Paulista Atualizado no facebook e receba todas as nossas atualizações!

Compartilhar

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More

SEGURANÇA PÚBLICA: A RESPONSABILIDADE DOS MUNICÍPIOS

Fábio Barros
Foto: Divulgação


O aumento da violência em todo o Brasil, especialmente em nosso estado, revela um problema grave para nossa sociedade, que clama por soluções e exige do poder público, respostas imediatas. Esse problema aborda o fenômeno da violência urbana, que é multicausal e requer muito mais que uma simples decisão de um governante. Para enfrentar essa “guerra” precisamos de todos e, principalmente, de políticas de segurança pública que integre à união os estados e os municípios.

As cidades metropolitanas apresentam um crescimento nos números de violência e o sentimento da população é de insegurança, basta ver o que já apontava a pesquisa em 2010 do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), onde nove em cada dez brasileiros têm medo de ser assassinado, segundo o Sistema de Indicadores de Percepção Social (SIPS) sobre Segurança Pública, na pesquisa foram entrevistados 2.770 em todos os Estados, 78,6% disseram ter muito medo de ser vítima de homicídio e 11,8% disseram ter pouco medo. Apenas 9,6% afirmaram não ter medo do crime.

O cidadão vivencia a violência em seu entorno, além da execução das políticas públicas acontecerem nas cidades, ficando evidente a cobrança da população aos gestores municipais, apesar da segurança pública ser de responsabilidade direta dos Governos Estaduais e Federal. A falta de iluminação pública, de ruas calçadas, saneamento ambiental, ordenamento urbano, são agravadores dessa epidemia que é a violência em todas as suas formas, sem contar as políticas de longo prazo como educação, saúde e políticas sociais que precisam de ações com efetividade para mudar de fato esse cenário.

Fica evidente que o sistema de segurança pública municipal, Guarda Municipal, precisa integrar ações que, além de atuarem na prevenção, atuem também de forma ostensiva, para enfrentar problemas que agravam a violência e fortalecem o crime nas cidades. Com a aprovação do Estatuto Geral das Guardas Municipais (Lei 13022 de 2014) ficou evidente que os municípios teriam que evoluir e integrar o sistema de segurança pública de forma a suprir uma insuficiência dos estados membros da União em cuidar sozinhos do tema. Faz-se necessária a participação dos municípios através dos Guardas Municipais, como já preconiza o artigo 144 § 8 da Constituição Federal.

Fábio Barros
Vereador, Presidente da Câmara de Vereadores da Cidade de Paulista

Fim de semana com saldo positivo no futebol

Foto: Divulgação/ Prefeitura do Paulista

O calendário esportivo foi bastante agitado neste final de semana em Paulista. No sábado (14), a seleção Sub 17 venceu a equipe do Pica Pau por 3x2. Já a Sub-15 ganhou do União da Gávea por WxO. O resultado negativo da rodada ficou por conta do time Sub-20 que foi derrotado por Paudalho por 0X1.

No próximo final de semana, todos os jogos serão realizados fora do município. O Sub-15 e Sub-17 disputarão suas partidas no Campo da Campina do Barreto, no Recife, onde as equipes enfrentam o Internacional. Também no domingo (22), a seleção Sub-20 decidirá sua classificação para próxima fase da Copa do Interior em Caruaru. O duelo contra o time da casa acontece Estádio Antônio Inácio, às 15h.

A Copa de Seleções do Interior é promovida pelo Departamento de Futebol Amador da Federação Pernambucana de Futebol (FPF). A iniciativa conta com o apoio da Prefeitura do Paulista por meio da Secretaria de Políticas Sociais e Esportes do Paulista.

Estudantes do Paulista continuam as comemorações ao Dia das Crianças


Foto: Beatriz Lorrany / Prefeitura do Paulista

Ainda em clima de festa, com atividades lúdicas e muita diversão, os estudantes da rede de ensino participaram nesta segunda-feira (16.10) da abertura da Semana Municipal da Criança, no Ecoparque das Paineiras, no Centro. O intuito é levar animação aos alunos do Paulista durante toda a semana. A ação está sendo organizada pela Secretaria Municipal de Educação,para que a garotada possa ter a oportunidade de sair um pouco da rotina do ambiente escolar, interagindo com outras crianças e assim exercitando também a cidadania.

Esse tipo de comemoração acontece pela primeira vez na cidade. O secretario municipal de Educação, Carlos Júnior, contou sobre o objetivo do evento. “Precisamos proporcionar evento como esse para eles. Nossos estudantes precisam sair das escolas e de casa para viverem esse momento divertido. Isso torna a garotada mais tranquila. A secretaria teve o intuito de oferecer no mês da criança, uma atividade que seja a cara de todas as nossas crianças do município do Paulista”, concluiu.

Entre os dias 16 e 20 de outubro participarão alunos do 1º ao 5º ano de todas as escolas municipais. O evento pretende reunir 1,5 mil alunos de diferentes escolas municipais durante toda a semana, nos turnos da manhã e da tarde. O evento contará com contadores de histórias, recreadores, lanches e transporte para o deslocamento. 

No Janga, Fábio Barros reforça campanha 'O Janga precisa de ônibus para o Centro de Paulista'


O presidente da Câmara dos Vereadores do Paulista, F