Curta o Paulista Atualizado no facebook e receba todas as nossas atualizações!

Compartilhar

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More

SEGURANÇA PÚBLICA: A RESPONSABILIDADE DOS MUNICÍPIOS

Fábio Barros
Foto: Divulgação


O aumento da violência em todo o Brasil, especialmente em nosso estado, revela um problema grave para nossa sociedade, que clama por soluções e exige do poder público, respostas imediatas. Esse problema aborda o fenômeno da violência urbana, que é multicausal e requer muito mais que uma simples decisão de um governante. Para enfrentar essa “guerra” precisamos de todos e, principalmente, de políticas de segurança pública que integre à união os estados e os municípios.

As cidades metropolitanas apresentam um crescimento nos números de violência e o sentimento da população é de insegurança, basta ver o que já apontava a pesquisa em 2010 do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), onde nove em cada dez brasileiros têm medo de ser assassinado, segundo o Sistema de Indicadores de Percepção Social (SIPS) sobre Segurança Pública, na pesquisa foram entrevistados 2.770 em todos os Estados, 78,6% disseram ter muito medo de ser vítima de homicídio e 11,8% disseram ter pouco medo. Apenas 9,6% afirmaram não ter medo do crime.

O cidadão vivencia a violência em seu entorno, além da execução das políticas públicas acontecerem nas cidades, ficando evidente a cobrança da população aos gestores municipais, apesar da segurança pública ser de responsabilidade direta dos Governos Estaduais e Federal. A falta de iluminação pública, de ruas calçadas, saneamento ambiental, ordenamento urbano, são agravadores dessa epidemia que é a violência em todas as suas formas, sem contar as políticas de longo prazo como educação, saúde e políticas sociais que precisam de ações com efetividade para mudar de fato esse cenário.

Fica evidente que o sistema de segurança pública municipal, Guarda Municipal, precisa integrar ações que, além de atuarem na prevenção, atuem também de forma ostensiva, para enfrentar problemas que agravam a violência e fortalecem o crime nas cidades. Com a aprovação do Estatuto Geral das Guardas Municipais (Lei 13022 de 2014) ficou evidente que os municípios teriam que evoluir e integrar o sistema de segurança pública de forma a suprir uma insuficiência dos estados membros da União em cuidar sozinhos do tema. Faz-se necessária a participação dos municípios através dos Guardas Municipais, como já preconiza o artigo 144 § 8 da Constituição Federal.

Fábio Barros
Vereador, Presidente da Câmara de Vereadores da Cidade de Paulista

Fim de semana com saldo positivo no futebol

Foto: Divulgação/ Prefeitura do Paulista

O calendário esportivo foi bastante agitado neste final de semana em Paulista. No sábado (14), a seleção Sub 17 venceu a equipe do Pica Pau por 3x2. Já a Sub-15 ganhou do União da Gávea por WxO. O resultado negativo da rodada ficou por conta do time Sub-20 que foi derrotado por Paudalho por 0X1.

No próximo final de semana, todos os jogos serão realizados fora do município. O Sub-15 e Sub-17 disputarão suas partidas no Campo da Campina do Barreto, no Recife, onde as equipes enfrentam o Internacional. Também no domingo (22), a seleção Sub-20 decidirá sua classificação para próxima fase da Copa do Interior em Caruaru. O duelo contra o time da casa acontece Estádio Antônio Inácio, às 15h.

A Copa de Seleções do Interior é promovida pelo Departamento de Futebol Amador da Federação Pernambucana de Futebol (FPF). A iniciativa conta com o apoio da Prefeitura do Paulista por meio da Secretaria de Políticas Sociais e Esportes do Paulista.

Estudantes do Paulista continuam as comemorações ao Dia das Crianças


Foto: Beatriz Lorrany / Prefeitura do Paulista

Ainda em clima de festa, com atividades lúdicas e muita diversão, os estudantes da rede de ensino participaram nesta segunda-feira (16.10) da abertura da Semana Municipal da Criança, no Ecoparque das Paineiras, no Centro. O intuito é levar animação aos alunos do Paulista durante toda a semana. A ação está sendo organizada pela Secretaria Municipal de Educação,para que a garotada possa ter a oportunidade de sair um pouco da rotina do ambiente escolar, interagindo com outras crianças e assim exercitando também a cidadania.

Esse tipo de comemoração acontece pela primeira vez na cidade. O secretario municipal de Educação, Carlos Júnior, contou sobre o objetivo do evento. “Precisamos proporcionar evento como esse para eles. Nossos estudantes precisam sair das escolas e de casa para viverem esse momento divertido. Isso torna a garotada mais tranquila. A secretaria teve o intuito de oferecer no mês da criança, uma atividade que seja a cara de todas as nossas crianças do município do Paulista”, concluiu.

Entre os dias 16 e 20 de outubro participarão alunos do 1º ao 5º ano de todas as escolas municipais. O evento pretende reunir 1,5 mil alunos de diferentes escolas municipais durante toda a semana, nos turnos da manhã e da tarde. O evento contará com contadores de histórias, recreadores, lanches e transporte para o deslocamento. 

No Janga, Fábio Barros reforça campanha 'O Janga precisa de ônibus para o Centro de Paulista'


O presidente da Câmara dos Vereadores do Paulista, Fábio Barros (PSB), voltou a mobilizar a população do Janga, em Paulista - PE, sobre a importância da campanha do abaixo-assinado O Janga precisa de ônibus para o Centro de Paulista, neste sábado (14.10).

O abaixo-assinado vêm ganhando força no Janga e a população está aprovando a ideia. Hoje, foram coletadas 1.915 assinaturas de moradores, estudantes, trabalhadores e idosos em alguns pontos da ação - Bompreço, Mercado AIB, Quintandaria e Mercado Popular. 

Para quem ainda não assinou, a campanha também disponibiliza online o abaixo-assinado. Acesse: www.queremosmaisonibus.com.br

Pernambuco tem os noves meses mais violentos do Pacto pela Vida



Em nove meses, o Estado de Pernambuco já tem o ano mais violento do Pacto pela Vida, com o registro do maior número de homicídios para o período desde 2007, quando foram contabilizados 3.479 assassinatos entre os meses de janeiro e setembro, ante os 4.145 cometidos este ano. Em relação aos 3.149 casos de 2016, o crescimento no registro de homicídios no período chega à marca de 32%.

Por mais que o Governo do Estado se esforce para tentar camuflar a realidade, os números falam por si, e revelam o aumento constante da criminalidade desde 2014. Infelizmente, nos nove meses de 2017 já foram cometidos mais assassinatos que em todo o ano de 2015, quando foram registrados 3.889 casos de crimes violento letais intencionais. Também em relação aos crimes contra o patrimônio, os 93.851 casos registrados até setembro já superam os 84.945 contabilizados em todo o ano de 2015.

Apenas no governo Paulo Câmara, que tem como marca a falta de compromisso com o Pacto pela Vida, já foram cometidos mais de 12.500 assassinatos. Desde de o início da atual gestão, a Bancada de Oposição alerta para a necessidade de se resgatar os princípios do Pacto pela Vida, sobretudo no tocante à transparência e à participação da sociedade, mas infelizmente falta humildade ao governo para reconhecer a importância de repactuar o programa.

Na próxima quinta-feira (19), a pedido da Oposição, a Comissão de Administração Pública da Assembleia Legislativa de Pernambuco realizará audiência pública sobre o Pacto pela Vida. Nós, da Oposição, estamos à disposição para ajudar a construir uma saída para este quadro, e esperamos que os representantes do Governo venham igualmente dispostos a realizar um debate franco sobre o problema, e não com o espírito de esconder a realidade vivida pelos pernambucanos, como têm feito nesses últimos 33 meses.

Silvio Costa Filho
Líder da Bancada de Oposição


Indicadores
Violência no Estado

Pernambuco
Interior

Homicídios
Roubos
Viol. Dom
Estupros
Homicídios
Roubos
Viol. Dom
Estupros
2012
3.321
52.484
28.189
2.761
1.666
16.069
13.002