Curta o Paulista Atualizado no facebook e receba todas as nossas atualizações!

Compartilhar

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More

Compesa altera horário de obra na Agamenon Magalhães para minimizar o impacto no trânsito



Para atender a uma orientação da CTTU, a Compesa alterou o horário dos serviços programados para iniciar hoje (13), às 20h, numa faixa da pista local da Avenida Agamenon Magalhães, ao longo do quarteirão do Colégio Americano Batista - até a Rua João Fernandes Vieira. A obra será realizada agora no período das 22h às 6h. A medida foi tomada para minimizar o impacto da obra de abastecimento no trânsito, tendo em vista que o fluxo de veículos no horário das 20h ainda é muito intenso no local. A interdição será parcial, ou seja, será isolada somente uma faixa da pista local da Agamenon Magalhães. De manhã, ao final dos serviços, as valas serão fechadas e a via será liberada para o tráfego de veículos. A intervenção prevê o assentamento de tubulações (300 milímetros de diâmetro) numa extensão de 350 metros, trabalho que deve ser concluído até o dia 8 de dezembro. Essa obra vai reforçar o abastecimento de água do bairro da Boa Vista (22A) e integra as ações  executadas pela companhia para modernizar e aumentar o controle operacional do sistema de distribuição de água da região central do Recife.  

II Fórum Municipal da Juventude é realizado no Paulista



Com o intuito de elaborar o plano municipal da juventude foi iniciado na tarde desta segunda-feira (13.11), o II Fórum Municipal da Juventude. O evento está sendo realizado no bloco C da Faculdade Joaquim Nabuco, Centro do Paulista, e segue até amanhã (14.11), das 8h às 15h.

A aluna da Casa da Juventude, Rayanne Kessia, falou sobre o que espera conseguir com o fórum. “Espero que a gente saia daqui com propostas e projetos que possam nos ajudar. Nós jovens precisamos de mudanças e melhorias de vida, com as discussões que teremos aqui vamos conquistar isso”.

Segundo a coordenadora da Casa das Juventudes, Elaine Souza, a iniciativa também busca ouvir o que os jovens desejam no local. “Nesse fórum vamos construir novas propostas e ver o que os jovens estão querendo aprender, para que a partir de janeiro possamos dar continuidade as nossas atividades e se for possível adicionar outras que eles desejam”, pontuou.

De acordo com o coordenador do Sistema Único de Assistência Social do Paulista, Aldo Araújo, o fórum é de extrema importância.  “Esse fórum é um marco para o município. Além de proporcionar para os jovens o empoderamento, já que eles vão discutir sobre o tema “Juventude e Politicas Publicas”, ele ainda permite que os jovens construam o plano Municipal da Juventude”, disse.

O secretário de Políticas Sociais e Esportes do Paulista, Augusto Costa, comentou o motivo do fórum ser realizado. “Esse é um momento que temos para ouvir a juventude. Aqui vamos construir mais politicas públicas para eles, além de dar uma atenção maior para as ações direcionadas aos jovens assistidos pela secretaria”, finalizou.

Brasil — vocação para o progresso



Paiva Netto

Nas comemorações dos 128 anos da Proclamação da República, reflitamos sobre o papel do Brasil no contexto mundial, que é também o de iluminar as consciências com sua cultura imanente de fraternidade. No ensaio Sociologia do Universo, comento a respeito de como vem se formando nossa História, cuja vocação trilha o caminho do êxito:
Não se edifica uma pátria sem generosidade de Alma e espírito pragmático. Demanda tempo, pois este ainda não é um mundo de seres pacificados. Neste planeta de tantos desafios, é trabalhoso, mas possível. Apesar de os povos estarem se tornando cada vez mais impacientes. Gamal Abdel Nasser (1918-1970), que nacionalizou o canal de Suez, com o inesperado apoio dos Estados Unidos, no governo de Dwight D. Eisenhower (1890-1969), e deu início, com financiamento da ex-União Soviética, à construção da grande represa de Assuã, carpido pelas lutas para erguer um Egito moderno, concluiu: “Construir fábricas é fácil, levantar hospitais e escolas é possível, mas erigir uma nação de homens é tarefa longa e árdua”.
Urge fazer-se entendido pelo coração das criaturas. Quem vai ao cerne da criança chega ao jovem. Quem ensina a mocidade pacifica a Alma do adulto. E quem tem este último espiritualizado levanta uma nação. É pelo exemplo que se constrói. Já dizia Napoleão Bonaparte (1769-1821) que “as palavras indicam o caminho, mas os exemplos arrastam”. O Corso continua repleto de razão. (...)

José de Paiva Netto ― Jornalista, radialista e escritor.
paivanetto@lbv.org.br — www.boavontade.com

<