Curta o Paulista Atualizado no facebook e receba todas as nossas atualizações!

Compartilhar

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More

RRepresentantes de Petrolina participam de capacitações voltadas para ação social

A Prefeitura de Petrolina está representada num dos mais importantes encontros de transformação, mobilização e inovação social do estado, que acontece no Recife até esta sexta (24). O Festival Vox debate temas ligados à ação social e tem por meta a troca de conhecimentos e iniciativas bem sucedidas no setor.
A equipe de Petrolina é composta pela primeira-dama, Lara Secchi Coelho, a secretária de Desenvolvimento Social e Direitos Humanos, Kátia Carvalho  e a secretária executiva Dori Secchi. O encontro foi iniciado na segunda-feira (20) e além de debates, teve cursos, laboratórios e troca de vivências nas áreas de inovação social, artes, cultura, sustentabilidade e empreendedorismo social.
Além de passar pelas capacitações, a equipe da Prefeitura de Petrolina também apresentou no evento o projeto Vovô Amigo. A iniciativa, que busca a interação de idosos com crianças por meio de contação de histórias infantis, já percorreu diversas escolas municipais envolvendo cerca de 2 mil crianças.
Segundo Kátia Carvalho, o Festival Vox é uma oportunidade de conhecer as novas formas de melhorar e transformar a vida das pessoas por meio de iniciativas sociais. “A prefeitura tem trabalhado para melhorar a vida das pessoas e conhecer experiências de empreendedorismo social é uma oportunidade de abrir portas para ampliar o trabalho que já vem sendo executado na nossa cidade”, disse.
As atividades do Vox são coordenadas pelo Porto Social, instituição referência em transformação social em Pernambuco. O encontro tem representantes de municípios como Caruaru, Jaboatão, São Paulo e Belo Horizonte.
Rede solidária - Um dos exemplos de transformação social através do voluntariado é a plataforma ‘Transforma Recife’ que tem como objetivo juntar no ambiente digital quem quer ajudar e a entidade que precisa de apoio, transformando a plataforma numa rede solidária.
Os voluntários realizam o cadastro incluindo preferências de atuação, localização, horários e causas com as quais se identificam. Já as entidades se inscrevem informando as necessidades para ampliarem ou desenvolverem melhor suas ações. Em seguida, é feito o cruzamento dos dados para aproximar voluntários e instituições.

Projeto Pagunça Retrô recebe Nonô Germano ​ neste sábado​

Neste sábado (25), acontece mais uma edição do Projeto Pagunça Retrô, que tem a proposta de resgatar o pagode dos anos 90. A festa tem início às 21h, com abertura dos Garçons Cantores. A banda, sucessos dos anos 90, tem como convidado especial Nonô Germano.
Fundado em 1995, o Pagunça tem como vocalista Guga Fraga, Paulinho, voz e violão, Cadu, no Cavaquinho e voz e Rani, no Pandeiro, desde sua formação original. No repertório, não pode faltar os sucessos como “Me Liga”, “Vem Pagunçar”, Anúncio de Amor” e “Não é Ilusão”.
Além de canções autorais, o show conta, ainda, com músicas das bandas Raça Negra, Só Pra Contrariar, Exaltasamba, Molejo, É o Tchan, Zeca Pagodinho, Fundo de Quintal e outros grupos que marcaram uma época. “Nesses 22 anos, o grupo nunca deixou de existir, mas como cada um seguiu um caminho profissional, as apresentações tornaram-se menos frequentes. Encontramos nesse projeto uma grande oportunidade de reunirmos o nosso público e os nossos amigos para fazer o que também gostamos nos nossos momentos de lazer, que é curtir o Pagunça com os amigos”, explica Guga.
Herdeiro do bastão da música que recebeu do pai, Claudionor Germano, Nonô Germano está na estrada há mais de 30 anos.  Para esta noite, os fãs podem esperar um pouco de frevo, samba e caboclinho, ritmos que fazem parte do repertório do artista. 
Inovador, o Manhattan Café Theatro reúne em um mesmo ambiente, música de qualidade e uma boa gastronomia, promovendo o encontro de pessoas que, além de se divertir com a família e amigos, dispõem de uma opção de entretenimento nas noites recifenses. O Manhattan Café Teatro fica na Rua Francisco da Cunha, 881, Boa Viagem.  O couvert artístico custa R$ 60.