Curta o Paulista Atualizado no facebook e receba todas as nossas atualizações!

Compartilhar

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More

Luta contra a Aids infantil chega a 30 anos  



Faculdade Pernambucana de Saúde e IMIP se unem em campanha solidária que marca os 30 anos do primeiro diagnóstico de aids pediátrica em PE.

 

Em alusão ao Dia Mundial de Luta Contra Aids (1º de dezembro) e aos 30 anos de acompanhamento de aids pediátrico no IMIP, a Faculdade Pernambucana de Saúde (FPS) realiza a Campanha Alegria no Hospital-Dia, para arrecadação de revistas em quadrinhos, livros infanto-juvenis, jogos de tabuleiro e eletrônicos e brinquedos para doação ao Hospital-Dia Pediátrico do IMIP. O coordenador do mestrado de Educação Para o Ensino na Área de Saúde e coordenador adjunto do curso de Medicina da FPS, Edvaldo Souza, foi quem realizou no IMIP o diagnóstico do primeiro caso infantil de aids em 1987, sendo também o primeiro caso registrado no Norte e Nordeste do Brasil, se tornando posteriormente referência nacional para assistência e treinamento de profissionais de saúde de todo o país.

 

A campanha tem postos de arrecadação na própria Fundação Alice Figueira no IMIP (Rua dos Coelhos, 300, Boa Vista) e também nos diretórios acadêmicos da Faculdade Pernambucana de Saúde (Avenida Mascarenhas de Morais, 4861, Imbiribeira) e recebe as doações até o próximo dia 22 de dezembro. Caso a arrecadação seja mais do que o necessário, as doações serão compartilhadas com outras instituições públicas que atendam o mesmo público.

 

Primeiro Diagnóstico

 

O imunologista Edvaldo Souza conta que, com base em observações e conhecimento, foi possível fazer o diagnóstico de uma então doença nova. Infelizmente, o primeiro caso veio a falecer já na faixa etária de adulto jovem por abandono do tratamento associado a preconceito e desenvolveu problemas de saúde aos quais não resistiu. “Mesmo com o passar dos anos, o que mata alguém de AIDS ainda é o preconceito sofrido e, por causa disso, o paciente decide abandonar o tratamento”.

 

 

PRIMEIROS DIAGNÓSTICOS DE AIDS

 

ADULTO

CRIANÇA

MUNDO

1881

1983

BRASIL

1983

1985

PERNAMBUCO

1985

1987*


* Diagnóstico pelo imunologista Edvaldo Souza, no IMIP.

 

Numa linha do tempo após o diagnóstico, é possível entender e acompanhar a evolução dos diagnósticos e tratamentos:

 

1988 - O IMIP se tornou centro de referência nacional para cuidados com a AIDS – o Ministério da Saúde elegeu cinco hospitais referência em todo o país;

1992 – O AZT comprimidos começou a ser usado e o IMIP manipulou e ofertou sob forma de xarope para suas crianças;

1994 – Iniciada a terapia dupla (duas drogas simultâneas);

1994 – Liberados os resultados iniciais da transmissão vertical – de mãe para filho;

1996 – Criado o serviço de imunologia clínica e hospital-dia no IMIP, com seis leitos e incorporado o atendimento da família infectada pelo HIV;

1996 – Iniciou-se a terapia combinada, o famoso “coquetel” de medicamentos;

2001 – Foi implantado o Projeto Nacional Nascer Maternidades – treinando profissionais para atendimento à gestante portadora de HIV, ao recém-nascido, reduzindo a percentuais mínimos a transmissão do HIV da mãe para seu filho;

2003 – Foi ampliado o serviço multiprofissional SAE (Serviço de Assistência Especializada) e o Hospital-Dia passou a oferecer 16 leitos, sendo8 para adultos e 8 para crianças.

 

Todos esses cuidados possibilitaram que, com o passar dos anos, as crianças infectadas se tornaram adolescentes e adultos com qualidade de vida e totalmente inseridos na sociedade. Edvaldo destaca que a aids não é mais uma doença letal, mas que é preciso tratamento e acompanhamento a longo prazo. E o que causa de morte ainda é o abandono de tratamento.

 

Até hoje, foram atendidos cerca de 616 pacientes infanto-juvenis no IMIP. E se antes a expectativa de vida era de dois anos após. O diagnóstico de aids, congênito era de 20 anos, atualmente só depende da adesão correta ao tratamento com as drogas disponíveis em esquemas mais simples e com menos efeitos adversos.

 

“Hoje é percebido o aumento de jovens infectados, homens e mulheres, não por falta de informação nem acesso à informação, mas sim pela falta de cuidado e de prevenção. O consumo de drogas e álcool torna as pessoas mais vulneráveis”, explica Edvaldo.

 

Dia Mundial de Luta Contra a Aids

 

Transformar o 1º de dezembro em Dia Mundial de Luta Contra a Aids foi uma decisão da Assembleia Mundial de Saúde, em outubro de 1987, com apoio da Organização das Nações Unidas - ONU. A data serve para reforçar a solidariedade, a tolerância, a compaixão e a compreensão com as pessoas infectadas pelo HIV/AIDS. A escolha dessa data seguiu critérios próprios das Nações Unidas. No Brasil, a data passou a ser adotada, a partir de 1988, por uma portaria assinada pelo Ministro da Saúde.

 

Túlio Gadelha será empossado presidente do Iterpe  

Nesta sexta-feira (1º), o novo diretor-presidente do Instituto de Terras e Reforma Agrária de Pernambuco (Iterpe), Túlio Gadelha toma posse oficialmente no órgão. O ato será realizado na sede do Instituto Agronômico de Pernambuco (IPA), no Recife, às 9h, e contará com a presença de representantes de vários movimentos sociais, entre eles do MST, Fetape, CPT, Fetraf e Via do Trabalho. O presidente chega com a missão de intensificar a execução da política agrária, de regularização, ordenação e reordenamento fundiário rural de Pernambuco, além de rediscutir o papel do Estado no desenvolvimento rural nos assentamentos.

Consórcio Realiza abre 100 vagas de emprego para nova unidade no Recife

Já está em atividade a unidade do Consórcio Realiza na capital Recife, que chega com a oportunidade de geração de empregos, movimentando o setor mobiliário e de automóveis.  A revendedora Lima&Oliveira Representações atua desde 2014 nos estados do Pará e Amazonas, agora aposta no crescimento da marca em Pernambuco. Há mais de 20 anos o Consórcio Realiza, comercializa cartas de crédito para compras de automóveis, imóveis, motos e caminhões.

Chegamos para ajudar cada pernambucano a realizar seu objetivo. Seja o autônomo, o negativado, o assalariado ou até mesmo o empresário. Estamos investindo na infraestrutura do serviço e qualificando nossos colaboradores para atender as necessidades do público”, conta o representante da Realiza em Pernambuco, Igor Oliveira.
Há três meses o vendedor Edvaldo Melo, de 31 anos, estava tentando comprar um carro. Mas não estava conseguindo. "Mesmo reunindo toda renda eu estava com dificuldades para fazer o financiamento. Vi uma publicação da Realiza na internet, e me chamou atenção pela facilidade da carta de credito, pois vai caber no meu bolso", conta Edvaldo. 
Oportunidades: Com a expansão do consórcio na região Nordeste/Nordeste outras 5 filiais devem começar a operar em Pernambuco nos próximos meses. Para atender o mercado, o grupo busca preencher 100 vagas de emprego para vendedores de ambos os sexos. Para concorrer a uma das vagas não precisa ter experiência com vendas, a empresa vai realizar treinamentos para os candidatos, o interessado deve ter idade mínima de 18 anos e morar na Região Metropolitana do Recife, ter concluído o ensino fundamental ou médio. Detalhes sobre renumeração e benefícios serão repassados em entrevista presencial. O currículo com foto deve ser entregue a partir desta quinta-feira (30), até 20 de dezembro na sede da Realiza Recife, localizada na Av. Conselheiro Aguiar, nº 642, bairro do Pina, das 8h às 17h. Mais informações: (81) 3204.5641. 
O grupo Realiza já opera em 13 filiais distribuídas em todo Brasil. A missão da empresa é crescer com qualidade e sustentabilidade ajudando as pessoas a realizarem seus sonhos. A Realiza é autorizada e fiscalizada pelo Banco Central do Brasil e associada à ABAC (Associação Brasileira das Administradoras de Consórcios).

Festival Cena Brasil apresenta os dez selecionados para 15ª edição que acontece nos dias 16.12 e 17.12 no Fortim do Queijo

Haverá também Ato pela Igualdade Racial e homenagem ao Dia Nacional do Maracatu

Uma mistura de cores, sons, ritmos e rostos tem data marcada para se encontrar no 15º Festival Cena Brasil, que movimenta a Cidade Patrimônio nos próximos dias 16 e 17 de dezembro, na Praça do Fortim do Queijo, na beira-mar do Sítio Histórico de Olinda. Com a pegada regional do som local e as influências mais modernas em música, estarão presentes no evento, que se classifica como uma world music vinda dos folguedos, dos brinquedos, dos folguedos regionais e de todos os ritmos. Este ano, mais de dez atrações vão incrementar o Cena Brasil. Dez atrações foram escolhidas para se apresentarem no tradicional evento.


Os nomes que vão sacudir os 15 anos do Cena Brasil são Valdir Afonjá, Banda Marlevou, Zé Lamúria, Carranza, Pax Nindi, Ancestral (Jorge Riba), Coco na Pisada do Mestre, Maracatu Nação Camaleão, Lamento Negro e o projeto Vem Dançar Olinda. O evento é gratuitoe tem como tema, este ano, o slogan Dignidade Urbana e Paz. Grupos de brincantes vão homenagear também a criação do Dia Nacional do Maracatu, criado através de Lei Federal. As atrações foram escolhidas entre mais de 300 inscritos, que tiveram seus currículos analisados no processo seletivo realizado pela curadoria do evento.

SERVIÇO:
15º Festival Cena Brasil
AtraçõesValdir Afonjá, Banda Marlevou, Zé Lamúria, Carranza, Pax Nindi, Ancestral (Jorge Riba), Coco na Pisada do Mestre, Maracatu Nação Camaleão, Lamento Negro e o projeto Vem Dançar Olinda.
No Fortim do Queijo, em Olinda;
Dias 16 e 17 de dezembro de 2017
Das 16h às 22h
Entrada Franca

Patusco se apresenta no Timbaúba Fest, neste domingo (3)

A banda Patusco será uma das atrações do Timbaúba Fest, que acontece neste domingo (3), às 18h, no Pátio de Eventos do município de Timbaúba. O grupo estará em um trio elétrico e promete um repertório bem diversificado, com músicas de O Rappa, Paralamas do Sucesso, Jorge & Mateus, Vanessa da Mata e muitos outros. O evento, gratuito, é o resgate do Carnaval fora de época da cidade.

Manual distribuído gratuitamente em escolas do Agreste mostra A Vida nas Furnas do Estrago

Evidências pré-histórias proporcionam construção de um passado escondido no Agreste para estudantes das redes pública e particular de ensino de Pernambuco, a partir de pesquisas e estudos de campo realizados em sítio arqueológico localizado em Brejo da Madre de Deus, município do agreste do estado, localizado a cerca de 190 km da capitalNo Brejo da Madre de Deus, temos esse abrigo arqueológico na qual encontramos evidência de resquícios de produção humana, onde temos objetos deixados pelos povos do passado que ali viveram. A partir de fotografias e de objetos encontrados no sítio arqueológico de Furnas do Estrago foi possível construir uma história sobre a presença desta pré-história humana. E quando falamos de pré-história humana, pensa-se inicialmente que o passado está fadado a uma cultura ignorante, mas comprovamos através das análises científicas que os nossos pensamentos primários estão errados”, destaca oprofessor, historiador e pesquisador Severino Ribeiro da Silva, também mestre em Arqueologia, que juntamente com uma equipe de produtores buscou entender melhor a importância desta construção histórica da civilização da região ainda pouco conhecido pela maioria dos alunos e do povo pernambucanos.

Este projeto bacana tem dado à classe estudantil a oportunidade de conhecer mais a fundo a história e a vida de povos pré-históricos que deixaram suas marcas no local que vem sendo pesquisado por instituições universitárias (como a UFPE e a Unicap), desde a década de 1970, quando começaram os trabalhos de identificação no sítio arqueológico.  “Furnas é um abrigo sobre rochas com afloramento rochoso lavado onde povos viveram há muitos séculos. Os povos que viveram na área tinham sensibilidades, inclusive musicais com a identificação de flautas e artísticas com as artes com pinturas nas pedras. E encontramos nessa área vestígios desse passado humano”, destaca Severino, que produziu com suas investigações na área um manual, intitulado “História do Brejo da Madre de Deus: A Vida nas Furnas do Estrago”. A publicação desenvolvida com incentivo do Funcultura detalha um pouco este importante levantamento naquela região do agreste pernambucano, a partir de pesquisa e de análise realizadas durante vários meses deste ano.
  
A iniciativa possibilitou a investigação de documentos pré-realizada pelas instituições universitárias e pesquisa em campo dos abrigos no sítio arqueológicoque trouxe algumas considerações sobre os achados e as evidências analisadas desses povos que existiram naquela região há mais de nove mil anos. Essas informações compiladas são as mais diversas e proporcionam maior conhecimento sobre o local, situado a 1,5km oeste do centro urbano do distrito-sede do Brejo da Madre de Deus, na qual foram encontrados vestígios de sepultamentos humanos e registros de pinturas rupestres. resultado desse amplo trabalho traz as mais variadas considerações sobre o local (que conta com os abrigos o Furna do Letreiro e o Furna Cemitério), que tem sido compartilhadas desde agosto com a distribuição do manual“Com este trabalho, podemos levar conhecimento a um número maior de pessoas sobre o que acontecia com aquelas civilizações e entender os povos do passado e sua formação. Temos vestígios dessa povoação há 11 mil anos no estado, com marcas de diversos fenômenos através das pinturas rupestres, que funcionam como forma de comunicação. E o estudo de Furnas do Estrago traz essas diversas informações sobre a alimentação e história dessa sobrevivência tão antiga”, destaca Severino.