Curta o Paulista Atualizado no facebook e receba todas as nossas atualizações!

Compartilhar

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More

Junior Matuto no programa em Off


Na continuidade das entrevistas com prefeitos de cidades pernambucanas, no Programa Em Off deste domingo (03) vamos conversar com o prefeito de Paulista, Júnior Matuto (PSB) que está no seu segundo mandato como prefeito da cidade. Ele conversou sobre a atual situação do Paulista e os serviços que estão sendo desenvolvidos. Você não pode perder!
 
O programa Em Off é apresentado pelo jornalista Mário Neto, e começa às 22h, na Rede Brasil TV.

Dia de Combate às Endemias é marcado com ações para fortalecer parceria com a população

As políticas públicas de combate as endemias não conseguem eficácia se não houver a participação popular, com boas práticas e cuidados com a higiene. Uma das maneiras de conseguir esta parceria é levando o conhecimento e a conscientização de que todos devem fazer sua parte quando o assunto é saúde. Pensando nisso, a Associação Municipal dos Agentes de Combate às Endemias do Paulista (AMACEPA), realiza nos dias 5 e 6 de dezembro, na Praça Agamenon Magalhães, no Centro do Paulista, uma ação em comemoração ao Dia Municipal de Combate às Endemias, que é instituído no dia 9 de dezembro.

 

Dois municípios de MG e um do TO realizam eleições para prefeito neste domingo



Os eleitores das cidades mineiras de Conceição do Rio Verde e Antônio Dias e de Itacajá, no Tocantins, voltarão às urnas amanhã (3) para eleger prefeitos e vice-prefeitos em novas eleições. Nesses municípios, as eleições de 2016 para os cargos foram anuladas pela Justiça Eleitoral porque o candidato que recebeu a maioria dos votos válidos teve o registro de candidatura indeferido. A votação ocorrerá das 8h às 17h, no horário local.

Rio comemora Dia Nacional do Samba com festas e shows por toda a cidade



"Quem não gosta de samba, bom sujeito não é. É ruim da cabeça ou doente do pé...”. A composição de 1940 do baiano Dorival Caymmi, imortalizada na regravação feita pelos Novos Baianos em 1993, é apropriada para comemorar a data de hoje, 2 de dezembro, Dia Nacional do Samba. No Rio de Janeiro, seja em shows ou festas gratuitas, no trem ou em praças públicas, o samba será sendo celebrado em diversas partes da cidade.

As comemorações programadas para este sábado (2) não deixarão passar em branco a data que reverencia um dos mais importantes ritmos musicais do Rio e do país. Da Central do Brasil a Oswaldo Cruz, passando pelo Terreirão do Samba, no também boêmio bairro do Estácio, na Praça XXI, artistas como Almir Guineto, Monarco e as Velhas Guardas das agremiações carnavalescas da cidade celebram a data.

A partir das 18h, serão realizadas rodas de samba no interior dos trens com grupos diversos como Quilombo do Grotão, Roda de Samba da Pedra do Sal e Clube do Samba. Serão mais de 30 grupos grupos distribuídos nos vagões no trajeto até Oswaldo Cruz, onde as rodas serão formadas em frente a bares tradicionais do bairro, que é conhecido como “o berço do samba”.

No Terreirão do Samba, o dia 

Reforma da Previdência é o principal assunto da semana na Câmara dos Deputados



A reforma da Previdência é o principal tema em debate na Câmara dos Deputados nesta semana, uma das últimas da sessão legislativa. Enquanto os aliados do governo, favoráveis à aprovação da reforma neste ano, continuam insistindo no convencimento dos deputados para votar a favor da reforma, os contrários à proposta atuam em caminho diverso.

Mesmo os governistas têm afirmado que ainda não contam com os 308 votos necessários para aprovação de Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 287/2016, que altera as regras do sistema previdenciário.

Na semana passada, o deputado Beto Mansur (PRB-SP), um dos principais articuladores do governo, montou uma estratégia envolvendo lideranças aliadas de mais de 20 estados para ajudá-lo no convencimento e, também, na contagem dos votos dos deputados que apoiam a aprovação da reforma. Os números podem ser apresentados neste domingo (3), às 19h. ao presidente da República, Michel Temer, e ministros envolvidos na aprovação da reforma.

Partidos de oposição e centrais sindicais contrárias à aprovação da reforma trabalham para a rejeição da matéria. Também na semana passada, os presidentes das principais centrais sindicais do país se reuniram com o presidente da Câmara, deputado Rodrigo Maia, e pediram o adiamento da votação para o ano que vem. As centrais estão convocando os trabalhadores para uma greve geral no dia 5 de dezembro contra a reforma da Previdência.

O deputado Rodrigo Maia, responsável por pautar a votação da PEC, tem afirmado que só colocará a matéria em votação quando houver garantia de votos suficientes para aprová-la. Ele já admitiu que, se não for possível aprovar a PEC ainda este ano, a votação poderá ficar para depois do carnaval de 2018. Maia defende a aprovação da reforma para que o país volte a crescer.

Plenário

Nesta terça-feira (5), o plenário da Câmara dos Deputados volta a discutir a Medida Provisória 795/17, que cria um regime especial de importação de bens a serem usados na exploração, desenvolvimento e produção de petróleo, gás natural e outros hidrocarbonetos. Após sessão tumultuada e troca de insultos entre os parlamentares, o texto-base da matéria foi aprovado e  a votação das propostas que pretendem alterar o texto já aprovado ficou para esta semana.

A MP está em vigor desde agosto e precisa ser aprovada no Congresso até o dia 15 de dezembro para continuar valendo. A medida suspende os tributos cobrados a bens destinados às atividades de exploração, desenvolvimento e produção de petróleo e gás natural que permanecerem no país de forma definitiva. O mesmo vale para a importação ou aquisição no mercado interno de matérias-primas e produtos intermediários destinados à atividade.

Orçamento

O presidente da Comissão Mista de Orçamento (CMO), senador Dário Berger (PMDB/SC), convocou reunião para a próxima segunda-feira, às 20h, para votação dos primeiros relatórios setoriais ao Projeto de Lei Orçamentária Anual (PLOA) 2018.

Ao todo, são 16 relatórios temáticos. Os relatórios, após serem aprovados pela CMO, serão encaminhados ao relator-geral do Orçamento, deputado Cacá Leão (PP-BA), para a elaboração do relatório final a ser votado pela comissão e pelo plenário do Congresso Nacional. A expectativa é que o Orçamento para 2018 seja aprovado antes do início do recesso parlamentar, previsto para iniciar em 22 de dezembro.