Curta o Paulista Atualizado no facebook e receba todas as nossas atualizações!

Compartilhar

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More

Tatu encontrado numa armadilha e dois filhotes de raposas são tratados no Cetas



Lista dos novos 'hóspedes' do Centro de Triagem da CPRH reúne também uma arara azul, um periquito, um gavião e dois papagaios
Dois filhotes de raposa encontrados sem a mãe no Sertão do Moxotó; um tatu que caiu numa armadilha de caçador na Mata Norte; uma arara azul e dois papagaios apreendidos no Agreste; um periquito com atrofia nas patas que recebeu ajuda no Recife, e um gavião entregue voluntariamente após correr risco de sofrer maus-tratos, também no Recife. Esses são alguns dos acolhidos este mês pelo Centro de Triagem de Animais Silvestres de Pernambuco (Cetas Tangara), da Agência Estadual de Meio Ambiente (CPRH). Cada um com a sua história, mas com uma semelhança:  receberam ajuda para chegar ao Cetas, no bairro da Guabiraba, onde estão sendo tratados.
Os filhotes de raposa foram encontrados por um morador num pasto, na zona rural de Custódia, Sertão do Moxotó. O rapaz ficou na observação e esperou dois dias para ver se a mãe aparecia em busca dos filhotes, mas ela não apareceu.  Eram três e um não sobreviveu. Os dois sobreviventes receberam atenção e boa acolhida. Depois de cuidar deles durante 25 dias, o morador entregou os animais a um funcionário do Ibama, que os levou ao Cetas Tangara, onde estão sendo acompanhados e ficarão até estarem em condição de retornar à natureza.
O tatu foi resgatado por um agente da Cipoma, após cair numa armadilha na beira de uma estrada em Itambé, na Mata Norte. O caçador certamente voltou para pegar a presa, mas o mamífero foi recolhido antes e também levado ao Cetas. Avaliado, ele passa bem, apesar de algumas escoriações, e em breve retornará à natureza. O mesmo acontecerá com um gavião asa-de-telha que foi resgatado por um rapaz, após, provavelmente, cair de um ninho em área do Bairro do Recife, Centro da cidade.  O responsável pela entrega voluntária informou que algumas pessoas estavam tentando capturá-lo e matá-lo, sob o argumento de que representa uma ameaça aos pequenos pássaros, mas ele fez o resgate e levou o gavião ao Cetas.
Com as duas patas atrofiadas (uma puxando para o lado direito e outra para o esquerdo), devido a uma má-formação nos membros, o periquito-de-encontro-amarelo foi encontrado no chão por funcionários de um edifício na Torre, também no Recife, e recebeu cuidados antes de ser encaminhados ao centro de triagem. A arara azul e dois papagaios, por sua vez, foram levados ao Cetas após serem apreendidos numa ação de fiscalização motivada por denúncia anônima. Eles eram criados em uma residência em Saloá, no Agreste Meridional. A arara foi encontrada num armário, possivelmente onde era criada, em condições inadequadas.

Fortaleza de Nossa Senhora dos Remédios, em Fernando de Noronha, será restaurada



Iphan assinou ordem de serviço que dará um aporte de R$ 10 milhões para requalificação total da Fortaleza
Foi realizada na última semana a assinatura da Ordem de Serviço para a restauração da Fortaleza de Nossa Senhora dos Remédios, em Fernando de Noronha. O encontro aconteceu entre os representantes do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) e o atual administrador da ilha, Luís Eduardo Antunes, no Palácio de São Miguel. Também estiveram presentes na reunião alguns Conselheiros Distritais do arquipélago.
O contrato do Iphan prevê o repasse de R$ 10,2 milhões, que serão utilizados para a requalificação total da Fortaleza dos Remédios, com a construção de um novo espaço cultural e turístico, composto por cafeteria, livraria e local com exibição permanente de vídeo sobre fortificação. Além de uma área aberta para eventos culturais e exposições temporárias.
A superintendente do Iphan em Pernambuco, Renata Borba, acredita que a requalificação do Forte será algo de extrema importância para todos os noronhenses, justamente por ser um local que está intrinsicamente ligada à história do arquipélago.“A obra está prevista para começar no dia 15 de janeiro. O cronograma de conclusão será de 18 meses. A Fortaleza dos Remédios é um dos maiores monumentos de Noronha, construída pelos portugueses em 1737, em cima de uma ruína do fortim holandês. Então, ela tem um grande significado para a população, por ser um dos maiores patrimônios culturais do arquipélago. O espaço terá uso comercial e cultural, mas deverá ser utilizado, principalmente, pela comunidade”.
O diretor do Iphan Nacional, Robson de Almeida, comentou sobre a visita para a liberação do recurso e também da atuação do Instituto em Fernando de Noronha. “Isso é só uma parte da nossa atuação aqui. Além do nosso trabalho de fiscalização diário, de contato direto com a população, essa obra faz parte de uma lista de outras obras. Que está incluída a requalificação, por exemplo, da Vila do Trinta, Forte de Santo Antônio e de São Pedro do Boldró, que são ações em andamento para que a gente inicie as obras o mais rápido possível. É o olhar do Iphan de uma forma integrada, trabalhando a ilha como um patrimônio nacional que ela é”.
Para o administrador de Noronha, Luís Eduardo Antunes, a restauração do Forte de Nossa Senhora dos Remédios é algo esperado por todos os residentes e visitantes do arquipélago, que vão ter mais um local de visitação, infraestrutura moderna e outros atrativos agregados. “O Forte é uma joia noronhense, carregada de história, mas que a partir de agora vai entrar numa fase de restauração e inclusão de novos espaços para melhor atender ao noronhense e ao turista. A assinatura da ordem de serviço é uma forma de preservar e melhorar as riquezas culturais e históricas de Fernando de Noronha. Esse foi mais um objetivo alcançado em nossa gestão”, finaliza.
História
Principal fortificação do sistema implantado no século XVIII por Diogo da Silveira Veloso. Foi construída em 1737 sobre ruínas do antigo reduto holandês, de 1629. Possui uma área de 6.300 metros quadrados e está a 45 metros acima do nível do mar. Tinha seis baterias, quartéis de comandantes e soldados, corpo de guarda, casa de pólvora, cisterna de água potável, capela, solitárias, calabouços e subterrâneos. Abrigou correcionais no tempo do presídio comum e do presídio político, bem como soldados, durante a II Guerra Mundial. 

Grande Recife divulga esquema especial de ônibus para o Réveillon

Para garantir a mobilidade dos usuários do transporte público que forem encontrar os amigos ou assistir a queima de fogos durante o Réveillon, o Grande Recife disponibilizará um esquema especial de ônibus. Serão 22 linhas Bacuraus que receberão reforço em suas viagens na madrugada do dia 1º de janeiro de 2018, totalizando 272 viagens, 81 a mais que o normal. Confira abaixo quais são as linhas que receberão reforço:
036 – Aeroporto (Bacurau)038 – Residencial Boa Viagem (Bacurau)063 – Jardim Piedade (Bacurau)073 – Candeias (Bacurau)352 – Curado II (Bacurau)745 – Alto José Bonifácio (Bacurau)846 – Águas Compridas (Bacurau)744 – Dois Unidos (Bacurau)1956 – Igarassu (Bacurau)1985 – Rio Doce (Bacurau)1995 – Pau Amarelo (Bacurau)233 – Cavaleiro (Bacurau)254 – Jaboatão (Bacurau)322 – Jardim São Paulo (Bacurau)643 – Córrego do Jenipapo (Bacurau)2435 – CDU (Várzea) (Bacurau)2457 – São Lourenço (Bacurau)626 – Brejo (Bacurau)184 – Cabo (Bacurau)131