Curta o Paulista Atualizado no facebook e receba todas as nossas atualizações!

Compartilhar

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More

Final de semana do Janeiro de Grandes Espetáculos recheado de atrações. Peça, música, dança e teatro para a infância em cartaz nas principais casas de espetáculos do Recife

O final de semana do Janeiro de Grandes Espetáculos traz programação para todos os gostos. Tem música, dança, peça e teatro para a infância. “Ícaro”, “Ayrton Montarroyos e Claudette Soares”, “Espelunca”, “Frank & Ella”, “A Dita Curva”, “Encontro da Velha e Nova Geração da Viola” e “Do Vestido ao Nariz” são alguns dos destaques. Confira detalhes das montagens que entram em cartaz nesta sexta, sábado e domingo. Programação completa em www.janeirodegrandesespetaculos.com.


PROGRAMAÇÃO 12/jan

>> 19h, Teatro Arraial Ariano Suassuna | Ícaro | 
+ segunda sessão dia 13, às 18h
LM Produções (Porto Alegre/RS). Em sua estreia como dramaturgo, o ator e bailarino Luciano Mallmann reflete sobre a fragilidade do homem a partir de seis histórias fictícias de cadeirantes. Inspirado em suas próprias experiências e nas de pessoas que conheceu ao sofrer uma lesão medular, em 2004, o monólogo mistura realidade e ficção num mosaico sobre a diversidade humana, partindo de temas universais, como relacionamentos interpessoais, abandono, maternidade e preconceito. R$ 20.


>> 19h, Teatro Apolo | Dialogus Ibéricos
Favelacult Gestión Cultural (Portugal e Espanha). O projeto une música, dança, canto e teatro numa viagem contemporânea às raízes populares portuguesas e suas influências na Espanha e no Brasil. Erudito e contemporâneo, tradicional e experimental. Resultante do encontro entre um músico espanhol, uma bailarina portuguesa e uma cantora espanhola, tendo como ponto de partida o cancioneiro popular ibérico, mostra o ciclo da vida das gentes. Verdadeiros laços de identidade que nos ligam mais do que separam. Com Carlos Blanco (músico), Vanessa Muela (cantora e percussionista), Alexandra Fonseca (bailarina). Dramaturgia e encenação: Moncho Rodriguez. Poemas: Ronaldo Correia de Brito. R$ 30 e R$ 15 (meia).



>> 20h30, Teatro Hermilo Borba Filho | RetomadaTotem  (Paulista/PE). Fruto de residências com os povos Pankararu, Xukuru e Kapinawá, o espetáculo corporifica a sacralidade das terras indígenas e manifesta sua identificação com o sentimento de resistência, bem como reverencia a ancestralidade, a sabedoria anterior que nos constitui e a relação entre os planos espirituais e físicos. O corpo contemporâneo do grupo é envolvido na força da alma coletiva, que séculos de colonização não conseguiram anular. R$ 30 e R$ 15 (meia).
+ Teaser: 
https://www.youtube.com/watch?v=EVplaPgtoA0 

>> 20h30, Teatro Barreto Júnior | Espelunca | 
+ segunda sessão dia 13, às 20h
Cia Teatral Milongas e Pagu Produções Culturais (Rio de Janeiro/RJ). Espetáculo baseado na relação das figuras do palhaço Branco (manipulador) com o palhaço Augusto (manipulado). A peça tem como cenário um antigo restaurante, visivelmente decadente. Um único homem espera ansioso por clientes que nunca chegam, até que uma figura estranha entra e começa o quiproquó. Toda a encenação é conduzida sem uso da palavra. R$ 30 e R$ 15 (meia).
+ Teaser: 
https://www.youtube.com/watch?v=gfXd1Wfc0RE


>> 21h, Teatro de Santa Isabel | Ayrton Montarroyos e Claudette Soares
Recife/PE. Duas grandes vozes de diferentes gerações se juntam num show que passeia pelo ontem e pelo hoje da música popular brasileira. Claudette Soares, 60 anos de carreira, grande cantora e diva da bossa nova, apresenta os clássicos dos anos 1950, 60 e 70, passando por Vinicius de Moraes, Johnny Alf, Roberto e Erasmo, Chico Buarque. Ayrton Montarroyos, 22 anos, finalista do The Voice, da TV Globo, leva ao palco as canções que o consagraram no programa e os novos compositores que estão no elogiado álbum de estreia, que leva seu nome, lançado em 2017. R$ 40 e R$ 20 (meia).


PROGRAMAÇÃO 13/jan

>> 17h, Teatro Hermilo Borba Filho | A Máquina | + segunda sessão às 20h
Teatro de Retalhos (Arcoverde/PE). Fábula contemporânea que se passa numa cidadezinha distante demais de qualquer lugar, geográfica e culturalmente isolada, chamada Nordestina. A história gira em torno de Karina, jovem que sonha em ganhar o mundo como artista, e Antônio, apaixonado pela moça, mas sem pretensão de deixar a cidade. Antônio promete viajar no tempo ou ser dilacerado por uma máquina da morte para atrair os olhos do mundo para Nordestina. Texto: João Falcão, adaptado do romance de Adriana Falcão. Direção: Djaelton Quirino. Elenco: Alex Pessoa, Carol Viana, Éder Lopes, Ênio Felipe, Tocha Ribeiro. R$ 30 e R$ 15 (meia).

>> 20h, Teatro de Santa Isabel | Frank & EllaArthur Philipe e Cláudia Beija (Recife/PE). Frank Sinatra, batizado de The Voice, e Ella Fitzgerald, conhecida como The First Lady of Song, serão homenageados pelos pernambucanos Arthur Philipe e Cláudia Beija. A dupla reviverá as canções que marcaram a trajetória desses ícones da música internacional através de releitura de grandes clássicos. Acompanhados por uma banda formada por piano, baixo, bateria e sax, também apresentarão histórias e curiosidades sobre as carreiras de Frank e Ella. R$ 40 e R$ 20 (meia).


>> 20h, Teatro Luiz Mendonça | A Dita CurvaRecife/PE. Alicerçado na figura central do mestre Meia-Noite, pai do intérprete/criador, o bailarino Orun Santana faz uma apresentação na qual explora a capoeira como elemento motivador do movimento dançado. Dialoga dramaturgicamente com a relação pai e filho, mestre e discípulo, utilizando dinâmicas corporais que buscam a ligação entre corpo, memória e imagem como via de investigação para a cena. R$ 20 e R$ 10 (meia).


>> 20h, Teatro Marco Camarotti | Meia-Noite | + segunda sessão dia 14, às 19h
Recife/PE. A Dita Curva é um ponto de encontro entre as artistas e compositoras Aninha Martins, Aishá Lourenço, Flaira Ferro, Isaar, Isadora Melo, Sofia Freire, Luna Vitrolira, Laís de Assis, Paula Bujes e Ylana Queiroga. O show traz repertório autoral de canções costuradas por poesias e música instrumental ao som de violino, percussão, violão, viola e teclado. É um passeio poético que contempla a singularidade expressiva de cada artista, sugerindo momentos de canto em grupo, solos, duos e quartetos. R$ 40 e R$ 20 (meia).



PROGRAMAÇÃO 14/jan