Curta o Paulista Atualizado no facebook e receba todas as nossas atualizações!

Compartilhar

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More

Durante o recesso, Fernando percorreu 26 cidades de todas as regiões do Estado e conversou com mais de 80 lideranças


Esta segunda-feira (05/02) marca o início dos trabalhos no Congresso Nacional em 2018. Durante o recesso, entre o final de dezembro e os primeiros dias de fevereiro, o senador Fernando Bezerra Coelho (MDB) percorreu praticamente todas as grandes regiões de Pernambuco, dialogando com prefeitos, ex-prefeitos, deputados, líderes comunitários, sindicatos, empresários e profissionais liberais. Ao todo Fernando esteve em 26 municípios e manteve reuniões com aproximadamente 80 lideranças, parte delas recebidas nos escritórios políticos que mantém no Recife e em Petrolina.
“Desde que assumi o mandato, em 2015, faço questão de aproveitar o recesso para conversar ainda mais com os pernambucanos. Creio que seja fundamental ouvir as pessoas, conhecer seus problemas e buscar juntos alternativas para que possamos construir uma sociedade melhor”, afirmou. Um fato marcante neste período foi a visita à comunidade de Ilha de Deus, no bairro da Imbiribeira (Recife), no dia 5 de janeiro. O lugar, que simbolizou a preocupação de Eduardo Campos com a população mais pobre na campanha de 2006, foi abandonado na atual gestão, com muitos programas sociais interrompidos. “Este local é o retrato do descaso deste governo, que fechou os olhos para os problemas das pessoas”, destacou Fernando.   
Depois, Fernando pegou a estrada circulando o Sertão, o Agreste, a Zona da Mata e Região Metropolitana. A programação contou com o evento “Pernambuco Quer Mudar”, organizado pela frente das oposições no Estado, realizado no dia 27 de janeiro em Petrolina. Mais de três mil pessoas foram ao ato político, que reuniu dezenas de prefeitos, ex-prefeitos, deputados federais e estaduais, vereadores, militantes e lideranças sociais. O movimento “Pernambuco Quer Mudar” tem como líderes, além do próprio Fernando, o senador Armando Monteiro Neto (PTB), os ministros Mendonça Filho (DEM) e Fernando Filho (sem partido) e presidente estadual do PSDB, o deputado federal Bruno Araújo. “Foi um momento bonito e importante, quando as pessoas demonstraram claramente sua frustração com o governo de Paulo Câmara. O governo se mostrou fraco, sem iniciativa e sem criatividade. O resultado é que hoje Pernambuco tem a maior taxa de desemprego do país, enquanto nas ruas o sentimento é de medo, pela grande onda de criminalidade”, ressaltou.

0 comentários:

Postar um comentário

Comentários ofensivos não serão publicados.