Curta o Paulista Atualizado no facebook e receba todas as nossas atualizações!

Compartilhar

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More

Prefeitura do Recife investe R$ 81 milhões na Operação Inverno 2018



Prefeito Geraldo Julio percorreu ações de Defesa Civil e limpeza do canal e galerias, e ações do Programa Parceria, no Vasco da Gama, durante lançamento da Operação, que este ano vai mobilizar mais de 6 mil profissionais da Prefeitura do Recife (Foto: Andréa Rêgo Barros/PCR)
Na busca por prevenir os prejuízos causados pelas chuvas no Recife, o prefeito Geraldo Julio deu início, na manhã desta terça-feira (20), à Operação Inverno 2018. No Alto do Eucalipto e no Córrego do Caroá, no Vasco da Gama, Zona Norte da cidade, o gestor e o vice-prefeito, Luciano Siqueira, percorreram obras do Programa Parceria, conversaram com moradores e acompanharam os trabalhos de capinação, aplicação de lonas plásticas e limpeza de canais e galerias executados nas comunidades. Este ano, o trabalho de prevenção e monitoramento da cidade durante a Operação Inverno vai envolver 6,4 mil profissionais e o investimento será de R$ 81 milhões.
A força-tarefa inclui a execução de 40 obras de contenção de encostas, o incremento dos investimentos no Programa Parceria e a realização de 12 simulados para preparação contra desastres em áreas de risco. A limpeza dos 99 canais da cidade e reforço na rede de drenagem também estão previstas na Operação. O prefeito defendeu a importância de trabalhar preventivamente para reduzir os impactos do inverno na cidade. “Desde cedo a gente vai estar aqui para trazer segurança para quem mora no morro e para que nas áreas baixas da cidade a gente possa evitar o maior número de alagamentos e, com isso, diminuir os transtornos causados nas casas das pessoas e no trânsito do Recife”, afirmou.
Geraldo destacou ainda as obras do Programa Parceria, que consiste numa ação em conjunto da Prefeitura com a comunidade para construir obras de contenção com o apoio dos moradores. “São 350 obras ao todo e 70 já estão em andamento. Hoje, fomos visitar uma muito importante, que protegeu a vida das pessoas que moram em quatro casas e agora vão ter tranquilidade no inverno”, contou o gestor.
Moradora do Alto do Eucalipto há 23 anos, Eliza Batista tinha medo do início da estação chuvosa. Na manhã desta terça, ela contou que já não teme mais o inverno, porque construiu uma contenção na barreira próxima à residência com o apoio do Programa Parceria. “Essa obra tem um custo muito alto, aí eu optei pela parceria, corri atrás e consegui. Agora, voltei a dormir tranquila e sossegada, porque antes eu dormia na sala, preocupada com a situação da barreira”, relembrou a moradora.
Na Operação Inverno 2018, a meta da Defesa Civil é colocar 3.365 milhões de metros quadrados de lonas plásticas em 16 mil pontos de risco. As lonas são instaladas nas barreiras sujeitas a deslizamentos evitando, assim, ocorrências no período chuvoso. Em outra frente, serão realizadas 16 mil ações porta-a-porta, orientando as famílias sobre medidas preventivas em casos de chuvas. A proposta é capacitar pessoas residentes em áreas de Risco alto e Muito alto sobre práticas seguras que devem ser adotadas em casos de perigo.
Secretário Executivo de Defesa Civil do Recife, o coronel Cássio Sinomar explicou as instruções dadas pelo órgão para munir as pessoas de informações nos casos de emergência. “Estamos fazendo uma orientação muito importante, no porta-a-porta das pessoas que estão em área de risco e recebem a orientação de práticas seguras e o que fazer no momento da chuva”, disse.
Outra frente de trabalho será a realização de 12 simulados de preparação para desastres. Serão feitos exercícios práticos que implicam na mobilização de recursos e pessoas para avaliar em tempo real, além do processo de remoção de pessoas das áreas com risco de desastres. Nos casos de emergência, a Defesa civil recomenda que os moradores liguem para o número 0800 081 3400. A ligação é gratuita e a central funciona 24h para atender as chamadas.
Contenção de Encostas - Dentro do pacote de obras executadas pela Autarquia de Urbanização do Recife (URB), estão em andamento 15 obras de contenção de encostas, com a construção de muros de arrimo, e outras 25 têm previsão de iniciar ainda este ano. As intervenções vão beneficiar mais de 2,5 mil pessoas a um custo de mais de R$ 48 milhões.
As obras do PAC Encostas foram divididas em lotes e os serviços já foram iniciados. O Lote 2, com seis obras, está em fase conclusão. O Lote 3, com 11 obras, está em execução, totalizando desembolso de mais de R$ 9 milhões. Ainda este ano terão início as obras dos Lotes 4 e 5, com investimentos de R$ 30,5 milhões para 20 localidades.
Em paralelo à execução do PAC Encostas, a URB, em convênio com o OGU, está aportando R$ 7,7 milhões na conclusão de oito importantes obras e três delas já começaram. Todas as intervenções vão garantir mais segurança em períodos de chuva, mobilidade, acessibilidade e qualidade vida para a população dos morros do Recife. Entre os bairros beneficiados com a intervenção estão: Jordão, Água Fria, Ibura, Jardim Monte Verde, Lagoa Encantada, Nova Descoberta, Macaxeira e Brejo de Beberibe. Moradores do Vasco da Gama, Córrego do Jenipapo, Guabiraba, Várzea, Caxangá, Dois Irmãos, Várzea, Passarinho, Bola na Rede, entre outros.
Drenagem e Limpeza de Canais - A Autarquia de Manutenção e Limpeza Urbana do Recife (Emlurb) vai ficar responsável pela limpeza, manutenção e retirada de entulhos de 99 canais localizados em todo o território do Recife. Para o serviço, a Emlurb vai empregar 3.500 profissionais de diversas qualificações como engenheiros civis, técnicos, agrônomos, motoristas, garis e operadores de equipamentos pesados. Serão utilizados caminhões caçamba e de apoio, veículos de transporte de pessoal, retro escavadeiras, motobombas e motosserras. A atuação preventiva tem a intenção de reduzir os impactos causados pelas chuvas, evitando os alagamentos e o entupimentos da rede de drenagem. O serviço engloba, além da retirada de resíduos, a capinação das margens dos canais. Ao longo do ano o investimento será de R$ 6 milhões. 

A Emlurb tem atuado preventivamente com a intenção de reduzir os impactos causados pelas chuvas. No momento, estão em andamento em outros 11 (onze) locais: Nos Canais da Rua Ibiporã (Coque), do Parnamirim (Lemos Torres), Ary Peter, Morno, Cavouco, Marcos Freire/Riacho Camaragibe, São Leopoldo, da Rua Carlos de Brito, Rio Jiquiá /Planeta Curado, do Ibura e do Jordão.
Desde o início do ano, está sendo realizado um trabalho de manutenção na rede de drenagem do município com a limpeza e desobstrução de galerias e canaletas. Até agora, mais de 196 pontos foram limpos, removendo mais de 3.139 toneladas de resíduos desde janeiro. O orçamento da gestão para o trabalho ao longo do ano, incluindo limpeza, execução de abatimentos e substituição de pré-moldados é de R$12 milhões.
Trânsito - ara prevenir as ações para diminuir os possíveis transtornos causados no trânsito pela chuva, a Autarquia de Trânsito e Transporte Urbano do Recife (CTTU) terá uma força-tarefa para Operação Inverno. Além dos 475 agentes de trânsito, que estarão fiscalizando as vias e dando apoio ao tráfego em pontos críticos, haverá 250 orientadores de trânsito, dispostos em pontos fixos e em viaturas e motos, auxiliando no trabalho de operação de tráfego nos principais corredores viários do Recife, priorizando os locais que possuem pontos de alagamento.
Para agilizar a retirada de veículos que podem apresentar defeito devido à chuva, seis guinchos estarão posicionados em locais estratégicos e podem ser acionados em caso de necessidade. Para manter a rede semafórica da cidade em funcionamento, que conta com 657 equipamentos, a CTTU instalou nobreaks em 451 deles, o que representa cerca de 70% dos semáforos com essa tecnologia. O nobreak é responsável por dar funcionamento de 4h a 6h ao semáforo em caso de falta de energia.
Social - Pelo lado social, a Secretaria de Desenvolvimento Social, Juventude, Políticas sobre Drogas e Direitos Humanos ofertará, quando necessário, abrigos, cestas básicas e kits de higiene pessoal para as famílias desabrigadas. Mais de 50 profissionais, entre assistentes sociais, psicólogos e técnicos para os serviços de apoio e abordagem social, estarão envolvidos no trabalho.
Saúde - Na área da Saúde, haverá reforço no Serviço de Pronto Atendimento durante o período da Operação, com 1.600 profissionais. Além disso, serão realizados serviços de vacinação, atendimento psicossocial às eventuais vitimas e familiares, além do Serviço Móvel de Urgência (SAMU-192). Assistentes sociais, médicos e enfermeiros também estão escalado para as ações. Os profissionais ainda estarão envolvidos em trabalhos de orientação higiênico-sanitária e controle de vetores (mosquitos e roedores).
O trabalho de mobilização comunitária será feito pela Secretaria de Governo e Participação Social (Segov), que vai recrutar 55 pessoas. Da Guarda Municipal do Recife, 50 agentes de segurança vão dar apoio em todas as ações da Operação Inverno 2018 e as atividades realizadas pela Defesa Civil nas possíveis áreas de risco, ajudando na evacuação de famílias e isolamento das áreas afetadas.

R E S U M O

* R$ 81 milhões em investimento
* 6.480 profissionais participam da Operação Inverno 2018
* 10 Secretarias e órgãos municipais
* 12 Simulados para Prevenção de Desastres
* 3,3 milhões de metros quadrados de lonas plásticas em 16 mil pontos de risco
* 16 mil ações porta-a-porta
* 47 mil vistorias em locais de risco
* Colocação de geomanta em 20 localidades
* 350 obras do Programa Parceria
* 300 ações educativas para estudantes de escolas públicas
* Limpeza de 99 canais. 15 canais já foram limpos, enquanto outros 11 estão recebendo os serviços
* 40 obras de contenção de encostas
* 67 pontos críticos de alagamento foram concluídos
* 475 agentes de trânsito
* 250 orientadores de trânsito
* 124 câmeras
* 451 semáforos com nobreaks
* 40 semáforos com refletores de LED

0 comentários:

Postar um comentário

Comentários ofensivos não serão publicados.