Curta o Paulista Atualizado no facebook e receba todas as nossas atualizações!

Compartilhar

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More

Estudantes recebem formação para disseminar a cultura de paz nas escolas do Paulista


A primeira atividade de formação do Programa de Paz nas Escolas (PROPAZ) foi realizada na manhã desta quinta-feira (15.03), na Escola Polivalente Maria do Carmo Pinto Ribeiro, em Jardim Paulista Baixo. A iniciativa, que segue até sexta-feira (16.03), está beneficiando estudantes de 6º ao 9º ano do Ensino Fundamental da rede, que são divididos por polos: Centro e Praia. A exceção fica por conta da Escola Municipal Rural, localizada no bairro da Mubeca I, que será atendidana própria unidade.


Com essa ação, a Secretaria de Educação busca formar alunos pacificadores, contando com o empenho dos próprios estudantes para fortalecer a cultura de paz no ambiente escolar. Durante os dias de formação, 17 escolas da rede municipal irão receber as instruções para o ano letivo de 2018, tendo como representantes nove alunos e três responsáveis de cada unidade de ensino. 


O programa, que atua na rede municipal desde 2015, basea-se nos seguintes pilares: conflitos escolares, identidade de gênero e a prevenção da violência. Em especial, esse ano a ação destaca também o combate da violência contra mulheres, com a intenção de conscientizar, especialmente, os garotos sobre o tratamento correto para com o público feminino.


O estudante da Escola Rosa Amélia, Matheus da Silva, 14 anos, participa da ação pelo segundo ano. Ele disse que mudanças já aconteceram por conta do programa. “Eu mudei muito os meus comportamentos depois do PROPAZ. Eu gostava de estar no meio da bagunça, depois que o programa chegou à escola, aprendi a resolver as coisas de uma maneira mais calma. Tudo que aprendo através do programa é para ensinar também aos meus amigos”, afirmou o mediador.


A gerente do programa, Valdenize Honório, explica a importância da iniciativa no fortalecimento da cultura de paz no ambiente escolar. “A nossa grande meta esse ano é ampliar nas escolas a cultura de paz. Faremos o que for preciso, levando oficinas de música, teatro, além de atividades lúdicas de modo geral, em busca de reduzir os número de bullyings e violência nas escolas”, assegurou Valdenize.

 

0 comentários:

Postar um comentário

Comentários ofensivos não serão publicados.