Curta o Paulista Atualizado no facebook e receba todas as nossas atualizações!

Compartilhar

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More

Pensando na proteção da população, gestor de Segurança Pública do Paulista sugere ampliação do vídeo monitoramento realizado na cidade


Pensando em reforçar o combate à violência e a criminalidade no município, o secretário de Segurança Cidadã e Defesa Civil do Paulista, Manoel Alencar defendeu na manhã desta quinta-feira (26.04), a expansão do vídeo monitoramento realizado pelas câmeras que compõem o Centro Integrado de Segurança (CIS) da cidade. Isso aconteceu no Shopping Norte Janga, em um encontro que contou com a participação de representantes da Câmara de Dirigentes Lojistas.
O fortalecimento à Segurança Pública tem sido uma das prioridades da gestão, que viabilizou há pouco mais de dois anos, a instalação de uma Central Integrada de Segurança no município. A iniciativa fortaleceu o trabalho da Guarda Municipal e dos Policiais do 17 BPM, proporcionando mais eficácia na comunicação entre o COPOM e as viaturas em serviço.
No momento, Paulista disponibiliza 17 câmeras de vídeo monitoramento para a população. Elas estão distribuídas em pontos estratégicos do município, como o comércio, as entradas dos bairros, as praças públicas e as vias de acesso à cidade. Ao todo, nove bairros recebem o apoio da tecnologia na segurança, Jardim Paulista, Paratibe, Aurora, Centro, Maranguape I, Maranguape II, Nobre, Alameda e Vila Torres Galvão.
Alencar destacou que a utilização de sistemas de vídeo monitoramento em áreas urbanas na prevenção criminal é um caminho para a obtenção de resultados positivos no âmbito da segurança pública. O desejo do gestor é ampliar o número das câmeras de 17 para algo superior a 32, o que incluiria o bairro do Janga na abrangência do serviço.
Com uma população superior aos 40 mil habitantes, o Janga é um dos bairros mais populosos da cidade. Por ter uma área litorânea extensa, ele conta com uma belíssima orla, utilizada pelos moradores para a prática de atividades físicas. De acordo com Alencar, essa área seria uma das primeiras a se beneficiar com a expansão do trabalho. “A orla do bairro passaria a contar com a nossa supervisão, o que sem dúvidas proporcionaria mais segurança à população”, afirmou.
O secretário finalizou explicando como funciona o serviço. “O vídeo monitoramento permite a vigilância eletrônica de vários locais, e em tempo real. Isso agrega muito no trabalho da polícia, pois agiliza o envio de viaturas para áreas que contenham pessoas em atitudes suspeitas”, salientou.
Vale lembrar que a população do Paulista pode participar das ações de combate à violência através do aplicativo Paulista Conectada. Basta fazer a procura por essa ferramenta digital na loja virtual do seu celular. Após a validação do seu número, você poderá relatar casos ligados a segurança pública, como a violência contra a mulher, furtos, roubos, ausência de iluminação pública, brigas e até falta de limpeza urbana.

0 comentários:

Postar um comentário

Comentários ofensivos não serão publicados.