Curta o Paulista Atualizado no facebook e receba todas as nossas atualizações!

Compartilhar

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More

Cuidados com a saúde podem prevenir problemas na Tireóide



Órgão importante do corpo humano e por muitas das vezes ignorada, a tireóide pode ter desequilíbrios que afetam o organismo. Nesta sexta-feira (25.05), é comemorado internacionalmente o Dia da Tireóide, em alusão a data aqui vão algumas orientações importantes sobre os problemas mais comuns provocados por ela e os tratamentos necessários.
Para quem não conhece essa parte essencial do corpo, ela consiste numa glândula em formato semelhante a uma borboleta, que fica localizada na região do pescoço. Sua função é produzir os chamados hormônios T3 e T4, importantes para o funcionamento de todos as funções do organismo.
Os problemas que afetam a Tireóide estão relacionados ao hipotireoidismo quando a glândula não produz as quantidades suficientes dos hormônios T3 e T4, fazendo que todas as funções do organismo se torne mais lenta. Os principais sintomas dessa deficiência são: canso intenso sem causa aparente; aumento de peso; dores musculares; perda de memória; sonolência excessiva; irregularidades no ciclo menstrual; fraqueza muscular, entre outros.
Outro problema que afeta este órgão é o hipertireoidismo que é o contrário do hipotireoidismo, pois a glândula produz maior quantidade dos hormônios T3 e T4 que o necessário, através dessa deficiência a pessoa sente os seguintes sintomas: ritmo cardíaco acelerado; bruscas alterações de humor; perda de peso; ansiedade; irritação; menstruação irregular; insônia, entre outras.
A jornalista Dulce Melo, 54 anos, descobriu que estava com hipertireoidismo após a terceira gestação, com a demora do diagnóstico, a situação se agravou provocando perda do cabelo, de peso, unhas quebradas e o sistema digestivo acelerado. Esses sintomas comprometeram a qualidade de vida, chegando ao limite dos hormônios T3 e T4 ficarem muito baixos. Fazendo a jornalista iniciar um tratamento de reversão para o hipotireoidismo.
“Levou muito tempo a minha recuperação, sendo assim, o médico achou melhor fazer um tratamento radical com a queima da tireóide, para depois fazer a reposição. Eu já fiz este tratamento a mais de quinze anos. Estou fazendo a reposição dos hormônios através de medicamentos. E minha qualidade de vida mudou completamente. A única sequela é que você demora a perde peso, mais tudo ficou regular”, comentou a profissional de comunicação.
Geralmente o tratamento para esta doença é feito através de medicamentos de reposição hormonal (no caso de hipotireoidismo) e de inibidores hormonais (no caso de hipertireoidismo). Para a prevenção desta enfermidade são necessários alguns pontos importantes a serem seguidos como, alimentação saudável, recomendável o consumo dos alimentos em seus estados naturais, de preferência os orgânicos.
Os exercícios físicos também são aliados na luta contra a tireóide, ele ajuda a diminuir os sintomas de estresse e ansiedade etc. Outro ponto importante é o cuidado com o sono, pois, quando você tem uma noite de sono tranquila faz o corpo equilibrar as funções hormonais e metabólicas do organismo. E por último aprender a lidar com as emoções, por diversas vezes a causa de alguma doença estão relacionadas com causas emocionais.             
    

0 comentários:

Postar um comentário

Comentários ofensivos não serão publicados.