Curta o Paulista Atualizado no facebook e receba todas as nossas atualizações!

Compartilhar

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More

MPPE promove três dias de atividades educativas com estudantes e profissionais da rede de atenção a crianças e adolescentes no arquipélago de Fernando de Noronha





O Ministério Público de Pernambuco (MPPE) vai dedicar três dias da próxima semana (de 23 a 25 de maio) para fortalecer o diálogo com estudantes, professores, conselheiros tutelares e profissionais das áreas da infância, juventude e educação no Arquipélago de Fernando de Noronha. O evento Novos horizontes representa a união de esforços dos Centros de Apoio Operacional às Promotorias de Justiça da Educação e da Infância e Juventude (Caops Educação e Infância e Juventude) com a Promotoria de Justiça de Fernando de Noronha.

A programação do evento inclui a apresentação de iniciativas institucionais do MPPE, como o projeto Educação contra a Corrupção; Conselho é bom e eu gosto; Caops em ação; e o Fortalecimento do Sistema Municipal de Atendimento Socioeducativo. Todas as atividades ocorrerão no auditório da Escola de Referência Arquipélago Fernando de Noronha.

“O evento tem como finalidade auxiliar o promotor de Justiça local nas ações de estruturação e organização da rede de atendimento infantojuvenil do Distrito Estadual de Fernando de Noronha, trabalhando com os referidos projetos institucionais”, descreveram os coordenadores Sérgio Souto (Caop Educação) e Luiz Guilherme Lapenda (Caop Infância e Juventude).

O primeiro dia do encontro será dedicado ao projeto Educação contra a Corrupção, que será discutido com alunos de até nove anos e seus professores. Na ocasião, os integrantes do MPPE vão apresentar vídeos educativos e lançar um concurso de desenho com o tema do combate à corrupção. Enquanto isso, o coordenador do Caop Infância e Juventude participa de evento organizado pela rede de proteção e órgãos como Creas, Conselhos Tutelares, Conselho Estadual dos Direitos da Criança e do Adolescente (CEDCA) e o Sistema de Justiça para debater as políticas públicas no arquipélago.

Já no dia 24 será realizado durante a manhã o debate Conselho é bom e eu gosto, com a participação dos conselheiros tutelares, conselheiros de Direitos da Criança e do Adolescente e equipes profissionais da rede de atenção. Os presentes vão discutir a atuação dos conselheiros tutelares no enfrentamento à violência contra os menores de 18 anos e na defesa do direito à educação.

No período da tarde, os participantes vão aprender sobre a atuação dos Caops do MPPE e os projetos que são desenvolvidos pela Instituição, bem como construir um mapeamento das principais demandas e necessidades na área da infância, juventude e educação no arquipélago.

O último dia terá dois momentos. O primeiro é com os alunos até o sexto ano do ensino fundamental, que vão participar das atividades do projeto Educação contra a Corrupção e ser estimulados a participar do concurso de desenho. Após o intervalo, será a vez dos estudantes do ensino médio, que assistirão a palestra do promotor Luiz Guilherme Lapenda sobre o Caop Infância e Juventude e a cartilha E agora? Perguntas e respostas sobre as medidas socioeducativas. Após a apresentação, os adolescentes terão espaço para fazer uma roda de perguntas aos integrantes do MPPE.

0 comentários:

Postar um comentário

Comentários ofensivos não serão publicados.