Curta o Paulista Atualizado no facebook e receba todas as nossas atualizações!

Compartilhar

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More

Quase 400 jovens da Funase tiveram títulos eleitorais emitidos até 9 de maio

Data foi limite para que eleitores fizessem alistamento no País.
Socioeducandos terão direito ao voto assegurado no dia das eleições


Quase 400 jovens atendidos pela Fundação de Atendimento Socioeducativo (Funase) foram beneficiados com a emissão de títulos eleitorais até o último dia 9 de maio, prazo para que eleitores que quiserem exercer seu direito ao voto nas eleições de outubro se regularizassem em todo o País. A identificação dos socioeducandos que ainda não tinham o documento foi feita pelas equipes técnicas das unidades em todo o Estado. O balanço foi divulgado nesta quinta-feira (10) pela Diretoria Geral da Política de Atendimento (DGPAT) da Funase.

Ao todo, 387 jovens foram beneficiados. O Centro de Atendimento Socioeducativo (Case) Cabo de Santo Agostinho, na Região Metropolitana do Recife (RMR), foi a unidade com o maior número de contemplados: 120. Parte desse quantitativo se deve a um termo de cooperação entre a Funase e o Tribunal Regional Eleitoral (TRE-PE), que viabilizou que uma unidade itinerante fosse instalada dentro do Case Cabo, no fim de abril, para fazer o alistamento eleitoral de internos. Essa parceria terá outras etapas, entre elas, a implantação de urnas, no dia das eleições, em unidades onde houver mais de 20 eleitores. O voto é facultativo para quem tem a partir de 16 anos, e obrigatório, depois dos 18.

Nos outros municípios onde a Funase tem unidades, as emissões ocorreram nos cartórios eleitorais. Os Cases Garanhuns e Caruaru, no Agreste, tiveram 46 internos, cada, com o direito ao voto assegurado. Petrolina, no Sertão, e Timbaúba, na Zona da Mata, vieram em seguida, com 41 e 32 socioeducandos beneficiados, respectivamente. As unidades de Arcoverde, no Sertão (14), Vitória de Santo Antão, na Zona da Mata (12), e Santa Luzia, no Recife (5), também engrossaram a lista.

Nas Casas de Semiliberdade (Casem), 68 jovens também fizeram o alistamento eleitoral. A Casem Casa Amarela teve 20 beneficiados, seguida pelas unidades de Caruaru (15), Petrolina (11), Garanhuns (9), Rosarinho (6), Areias (5) e Santa Luzia (5). Já o Centro de Internação Provisória (Cenip) Petrolina teve três socioeducandos com o documento emitido.

Para a presidente da Funase, Nadja Alencar, garantir que o público atendido pela instituição tenha em mãos o título eleitoral é assegurar o exercício da cidadania. “Os jovens não vão só votar, mas também vão estar preparados para entender o que significa colocar na urna eletrônica a sua vontade e escolher os representantes do povo para gerir o nosso País e o nosso Estado”, destacou.


Imagens: Marcelo Vidal/SDSCJ

0 comentários:

Postar um comentário

Comentários ofensivos não serão publicados.