Curta o Paulista Atualizado no facebook e receba todas as nossas atualizações!

Compartilhar

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More

Tecnologia ajuda mães voltarem ao mercado de trabalho

Mulheres que deixaram o emprego por conta da gravidez trabalham de forma autônoma com ajuda de aplicativos


A realidade da profissional que é mãe ainda é muito delicada no Brasil. Segundo pesquisa divulgada pela empresa de recrutamento Catho, as mulheres deixam cinco vezes mais o mercado de trabalho que os homens após a chegada dos filhos. As mães que desejam recolocação também encontram dificuldade, cerca de 27% delas, de acordo com o estudo Mulheres e o Mundo Corporativo. Para voltar à ativa e garantir uma renda no final do mês, muitas profissionais com crianças pequenas em casa encontram a solução nos aplicativos de economia colaborativa.
Esse é o caso da publicitária Vanessa Miry, de 47 anos. Mãe da pequena Lara, 5 anos, Miry foi demitida da última empresa em que trabalhou porque vivia uma gravidez de risco. A dificuldade de encontrar um novo emprego permaneceu após o nascimento da filha. "Eu fiz entrevista em diversas companhias, mas a minha idade e o fato de ter uma criança pequena em casa dificultaram a minha volta ao mercado de trabalho", explica. Há dois anos, o cachorro da família faleceu e, navegando na internet, encontrou a DogHero, plataforma que conecta mães e pais de cachorro a anfitriões que hospedam os pets em casa, que hoje é a sua principal fonte de renda. "Vi na plataforma uma forma de cuidar de vários cães sem o risco de me apegar muito, ocupar a cabeça e construir uma renda", conta a anfitriã que ganha cerca de R$ 2 mil por mês. Em época de