Curta o Paulista Atualizado no facebook e receba todas as nossas atualizações!

Compartilhar

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More

Destaques do Recife Bom de Bola ingressam em grandes clubes pernambucanos

A edição 2018 do Recife Bom de Bola já está chegando, mas os participantes do ano passado ainda estão colhendo frutos do desempenho durante o campeonato de 2017. Na tarde desta terça-feira (24), oito atletas, entre eles duas meninas, foram apresentados como novos reforços na categoria de base do Náutico e Santa Cruz. A cerimônia de apresentação aconteceu no auditório do Centro de Treinamento Wilson Campos. O Recife Bom de Bola é o maior campeonato de várzea do mundo, feito pela Prefeitura do Recife e executado pela Secretaria de Turismo, Esportes e Lazer.

Robson da Silva, 16, Ythalo da Silva, 14, Walysson de Lima, 16, Wellington Santos, 16, e Genival Marciano, 16 anos, passam a treinar na categoria de base do Náutico. E, na categoria feminina alvirubra, Amanda de Melo, 17, e Izabella da Conceição, 15. Já para o Santa Cruz, segue João Guilherme Andrade, de 16 anos.
A secretária executiva de Esportes do Recife, Yane Marques, afirma a qualidade dos atletas e comenta o projeto atuante.  “Eles são diamantes que, agora, serão lapidados em dois tradicionais clubes pernambucanos. Esse resultado mostra o bom potencial do projeto Recife Bom de Bola e é também um sinal de resultados cada vez melhores”.
Também presente na apresentação, o Vice Diretor Executivo do Náutico, Diógenes Braga, comenta a importância de projetos esportivos movidos pela gestão municipal. “O futebol é uma ferramenta fantástica para auxiliar as famílias a guiar seus filhos para caminhos melhores. O Recife Bom de Bola vem para alimentar sonhos, sendo assim um incentivo para os atletas. A criança que sonha vai sempre procurar algo bom”.
A atleta Amanda de Melo, de 17 anos, expressa a felicidade da conquista. “A entrada na categoria de base do Náutico é um grande passo em busca do meu sonho. Isso só reafirma a força do futebol de várzea”. Outro atleta selecionado, Ytalo da Silva, de 14 anos, fala sobre a realização de um sonho para ele e seus familiares. “Estou animado para oferecer o meu melhor, e, assim, poder me fixar no Náutico. Estar aqui hoje é a realização do sonho da minha vó, que já morreu".
Na edição anterior, o Recife Bom de Bola realizou 580 jogos, envolvendo quase 400 equipes e 10 mil atletas. Este ano, o primeiro jogo do campeonato está marcado para o dia 11 de agosto, no campo do Quartel do Derby, na área central do Recife.

0 comentários:

Postar um comentário

Comentários ofensivos não serão publicados.