Curta o Paulista Atualizado no facebook e receba todas as nossas atualizações!

Compartilhar

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More

Junior Matuto vai à Compesa em busca de melhorias para Paulista


O prefeito Junior Matuto, acompanhado do Secretario Executivo de Meio Ambiente Leslie Tavares esteve na tarde desta Quinta-feira, 19.07, na Companhia Pernambucana de Saneamento – Compesa, situado em Santo Amaro, no Recife, para solicitar algumas melhorias no fornecimento de água e do sistema de saneamento do Paulista.
Recebido pelo Presidente da Companhia Roberto Tavares, pelo diretor de Novos Negócios Ricardo Barreto e pela diretora Regional Metropolitana Simone Albuquerque, Junior Matuto colocou a necessidade de reforçar a instalação do condutor de agua do chafariz instalado na comunidade Vila da Paz, em Maranguape II. O gestor adiantou que as 800 famílias que dependem desta fonte de água, estão com o abastecimento comprometido, por conta de instalações irregulares que estão desviando a água do chafariz. Simone Albuquerque adiantou que mandará uma equipe ao local para adotar as medidas necessárias e garantir o abastecimento dos moradores do local.
Na sequência, o secretário Leslie Tavares informou aos gestores da autarquia que os novos empreendimentos residenciais construídos na cidade, implantaram sistemas de esgotamentos com capacidade acima do necessário para atender ao número de moradores dos habitacionais, a exemplo do residencial Aurora do Paulista, no Bairro da Aurora. Leslie propôs destinar o excedente da capacidade do sistema de esgotamento, para atender áreas comerciais e residenciais, principalmente no entorno do centro da cidade, onde estão localizados os principais empreendimentos.
Ricardo Barreto adiantou que a Compesa possui projeto em fase final de conclusão, para implantar, em um futuro próximo, um novo sistema de saneamento em Paulista. Mesmo assim, Barreto acordou que o secretario de Meio Ambiente solicite, através de oficio, reunião com a equipe técnica da Compesa, para montar uma agenda de trabalho e avaliar a viabilidade do aproveitamento da capacidade excedente do sistema de esgotamento dos novos empreendimentos residenciais, beneficiando assim a população com mais áreas saneadas no município.

0 comentários:

Postar um comentário

Comentários ofensivos não serão publicados.