Curta o Paulista Atualizado no facebook e receba todas as nossas atualizações!

Compartilhar

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More

Olinda vai fazer monitoramento online de frequência de estudantes cadastrados no Bolsa Família

Os alunos com baixa frequência escolar podem perder o benefício 

Beneficiários do Programa Bolsa Família devem ficar atentos às frequências dos filhos nas escolas. Nesta quarta-feira (18.07) a Secretaria Executiva de Assistência Social, em parceira com representantes do Cadastro Único e da Secretaria de Educação de Olinda, promoveu reunião com gestores e diretores da comunidade escolar, no auditório da Prefeitura de Olinda. Em discussão a importância da ata de presença dos alunos que têm direito ao programa. A novidade agora é que para agilizar o serviço de atualização dos dados, as secretarias estão capacitando os gestores a fazerem isso por meio do sistema online. O acompanhamento já era realizado periodicamente com uso da ata manual.


O objetivo é obter fiscalização uniforme e mais rápida. A informação sobre a assiduidade dos estudantes possibilita identificar possíveis situações de vulnerabilidade e de risco social, a partir do descumprimento da frequência escolar e verificar se está ocorrendo algum problema no ambiente familiar.
De acordo com dados da Secretaria de Educação, dos quase 28 mil alunos que são beneficiários do Bolsa Família e estão matriculados nas unidades de ensino da rede federal, estadual, municipal e privada de Olinda, cerca de dois mil estão com situação irregular. Seja por não ter continuidade nas escolas ou por questões de falta de dados à Prefeitura ou por outros motivos. 
Para os estudantes de 6 a 15 anos é cobrada a frequência mínima de 85%, já para adolescentes de 16 e 17 anos, a mínima é de 75%. "Esse tipo de capacitação é fundamental para atualizar as informações. Até porque se os pais e responsáveis não buscarem regularização podem perder o benefício, já que é um dos critérios para receber o Programa", destacou a secretária executiva de Assistência Social, Mônica Ribeiro.
"Estou achando boa e esclarecedora a capacitação. Eu assumi há pouco tempo a secretaria da Escola Estadual Themistocles de Andrade e não tinha total conhecimento sobre isso", destacou Sandra Silva.
Quem ministrou a capacitação foi uma analista de Gestão Educacional e representante da equipe técnica da Coordenação da Educação do Bolsa Família, Ana Maria Coutinho.
DADOS
Existe atualmente em Olinda um total de 240 escolas das redes municipal, estadual, federal e particular.

0 comentários:

Postar um comentário

Comentários ofensivos não serão publicados.