Curta o Paulista Atualizado no facebook e receba todas as nossas atualizações!

Compartilhar

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More

Borbolete-se, uma lei inédita para cuidar das mulheres em Paulista

Tomando como exemplo da transformação da lagarta que desabrocha e vira borboleta, a secretaria Executiva de Políticas Púbicas para a Mulheres do Paulista  batizou a Lei Municipal de proteção às mulheres de Borbolete-se.


A Lei já aprovada na Câmara de Vereadores do Paulista será assinada pelo prefeito Junior Matuto nesta sexta-feira (24.08), no auditório do bloco C da Faculdade Joaquim Nabuco, a partir das 9h.

O texto conta com uma série de políticas públicas que já são seguidas pelo município, mas que com a força de lei, serão obrigatórias, respaldando as mulheres que buscam romper o ciclo da violência domesticas com segurança.

Quando uma mulher sofre uma agressão, para garantir sua segurança, a Lei Maria da Penha orienta que é necessário que a vítima se afaste do agressor e seja encaminhada para um abrigo ou para a casa de algum parente. Durante este momento é que entra em ação a Lei Borbolete-se, que busca amenizar as dificuldades, colocando a disposição vários programas de assistência para acolher estas mulheres.

Segundo a secretária executiva de Políticas para as Mulheres do Paulista Bianca Pinho Alves, a lei é um suporte. “Eu vejo essa lei, não como um guarda-chuva e sim como uma rede de proteção que fica logo abaixo da mulher, que precisa atravessar uma corda bamba. Com essa lei queremos assegurar que ela passará por esse período de forma segura”.

0 comentários:

Postar um comentário

Comentários ofensivos não serão publicados.