Curta o Paulista Atualizado no facebook e receba todas as nossas atualizações!

Compartilhar

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More

Combatendo o trabalho infantil, educação do Paulista realiza primeiro festival sobre o tema

“Dizer não ao trabalho infantil. Que as nossas crianças possam crescer cada dia mais aprendendo e sendo incentivadas a estudar e não a trabalhar, pois é crime. Se você presenciar alguma criança trabalhando denuncie discando 100”, alertou a estudante do 5º ano, Pamela Carla, 11 anos, da Escola Municipal Carlos Wilson, sobre o combate ao trabalho infantil.
A estudante, assim como outros da rede de ensino do Paulista, participaram na manhã desta quinta-feira (18.10), do I Festival Chega de Trabalho Infantil promovido pela Secretaria de Educação da cidade. O evento aconteceu no auditório do Bloco C, da Faculdade Joaquim Nabuco, no Centro. A ação tem como objetivo discutir questões acerca da responsabilidade de todos na proteção das crianças e dos adolescentes contra o trabalho infantil.
O festival envolveu a comunidade escolar, os pais, os conselheiros escolares, equipe gestora e estudantes do 4º e 5º ano. A iniciativa foi à culminância das atividades realizadas pelos alunos das escolas que participaram do projeto do Ministério Público do Trabalho (MPT). Durante a ação os alunos foram alertados sobre o tema e incentivados a passarem a mensagem para os amigos, familiares e a comunidade.
No local, os estudantes apresentaram esquete teatral, cartazes, paródia, curta metragem, poesia e contos. Artur Deivid, 10 anos, aluno do 4º ano, da Escola Municipal Irmã Assunta, estava participando do festival e ressaltou a importância dos professores alertarem os alunos sobre os perigos de trabalhar quando ainda é criança.
“A criança não pode trabalhar na rua, nem vender balas ou salgadinho no sinal, pois fica vulnerável aos perigos, como, um carro bater nela ou até entrar no mundo da criminalidade. Devemos estar em sala de aula aprendendo e sonhando com um mundo melhor, porque lugar de criança é onde se estimula a criatividade”, afirmou.
O secretário de Educação do Paulista, Carlos Junior, destacou que os trabalhos desenvolvidos nas escolas mostram que a gestão Junior Matuto vem valorizando cada dia mais a criança e desenvolvendo o aprendizado delas. “Os estudantes da rede receberam esta formação sobre o trabalho infantil, através da parceria do Ministério Público do Trabalho, para se conscientizaram a não praticarem o trabalho infantil, além de serem encorajados a denunciarem dentro da própria casa e na comunidade esta prática”, finalizou.

0 comentários:

Postar um comentário

Comentários ofensivos não serão publicados.